Assista nosso Programa

domingo, 5 de julho de 2009

Instituto Pró-Livro e Bienal Internacional do Livro do Rio apresentam a Floresta de Livros

Sônia Machado Jardim presidente da entidade responsável pela pesquisa Retratos da Leitura no Brasil promove espaço lúdico na Bienal
Recém chegada à presidência do Instituto Pró-Livro, cujo principal objetivo é fomentar a leitura no Brasil, Sônia Machado Jardim está a todo vapor. Depois de abrir e patrocinar a Biblioteca para Jovens do Salão do Livro Infanto-Juvenil no Rio de Janeiro, que aconteceu entre os dias 10 e 21 de junho, é chegada a vez dos ajustes finais para uma instalação inédita – a Floresta de Livros – que acontecerá entre os dias 10 e 20 de setembro durante a XIV Bienal Internacional do Livro do Rio.
Patrocinada pelo IPL, a instalação oferecerá um espaço para que crianças e adolescentes, que visitem a Bienal, tenham a oportunidade de se encantar com os livros e as narrativas, descobrindo o livro como uma tecnologia contemporânea. A curadoria é de João Alegria, Supervisor Artístico do Canal Futura. “Temos certeza que a visita a este espaço trará um impacto marcante ao público infanto-juvenil, nos moldes do que ocorreu na Bienal de São Paulo com o projeto Biblioteca Viva”, revela Sônia Jardim.
A Biblioteca Pró-Livro foi a primeira experiência bem sucedida do Pró-Livro dentro da proposta de projetos temáticos de fomento a leitura. Foi possível sentir o deslumbramento das crianças no túnel do tempo e na biblioteca viva. A Floresta de Livros, com certeza, deverá despertar também encantamento e um contato especial com o livro e as narrações. Uma experiência que poderá iniciá-los na descoberta da “floresta” de contos; histórias e sonhos narrados; como propõe seu curador João Alegria.
Sônia é também a atual presidente do Sindicato Nacional das Editoras de Livros (SNEL), entidade responsável pela Bienal do Rio, e vice-presidente do Grupo Editorial Record.
Sobre o Instituto Pró-Livro

O Instituto Pró-Livro surgiu com a proposta de estimular a leitura no País. Sensível aos baixos índices de leitura dos brasileiros, entidades do livro - Câmara Brasileira do Livro (CBL), Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL) e Associação Brasileira de Editores de Livros (Abrelivros) - firmaram acordo com o Governo e, em outubro de 2006 criaram o Instituto Pró-Livro (IPL). O IPL começou a funcionar efetivamente em 2007. Em pouco mais de dois anos de atuação, deu passos largos no sentido de transformar o Brasil num país de leitores graças à efetivação de seu plano de ação orientado por sua principal estratégia que é a de contribuir para a formulação e implementação de políticas públicas de fomento à leitura. A realização da segunda edição da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil para conhecer os hábitos e indicadores de leitura dos brasileiros, revelou informações fundamentais para orientar políticas públicas e suas próprias ações. Seus resultados tem sido amplamente divulgados pela mídia. Essa pesquisa gerou desdobramentos como o Seminário Retratos da Leitura e o livro Retratos da Leitura no Brasil, onde foram analisados seus resultados. Outra iniciativa foi a Biblioteca Pró-Livro, uma instalação educativa e lúdica concebida pelo IPL para a 20ª Bienal Internacional do Livro, em São Paulo, em agosto de 2008. Em abril deste ano, o IPL ainda instalou o Sítio Pró-Livro com uma contação de história acessível, durante a Reatech e, patrocinou em parceria com a Fundação Dorina Nowill para Cegos, livros em braile e a versão falada de Reinações de Narizinho. http://www.prolivro.org.br/.
*
*
*
Publicidade:
BRINDES ESCOLARES PARA FESTAS INFANTIS
Imas de geladeira, calendários, diplominhas
Acesse: www.kidbrinde.webnode.com.pt