Nossos vídeos

segunda-feira, 3 de janeiro de 2022

Inteligência emocional é habilidade imprescindível para o sucesso pessoal e profissional




Segundo a psicóloga Fernanda Tochetto, por meio desta capacidade é possível reconhecer crenças, medos, padrões comportamentais que travam as pessoas, e acionar ferramentas para mudar o jogo


Com o intuito de auxiliar as pessoas a refletirem a respeito de suas crenças limitantes para adquirirem hábitos mais saudáveis que levem a uma vida feliz e promissora, a psicóloga Fernanda Tochetto escreveu seu livro “Destrave a sua vida e saia do rascunho”, publicado pela Editora Gente. Na obra, a psicóloga descreve o seu método ilustrado por uma casa, em que a pessoa deve começar seu processo de transformação de fora e aos poucos adentrar ao recinto, deparando-se com janelas, porta e telhado, cada componente representando uma etapa da mudança de vida.

Neste caminho ao interior da casa, uma das primeiras fases do processo de transformação é analisar a base da construção, sua fundação, que, em uma analogia com a vida, representa padrões comportamentais responsáveis pela estagnação pessoal e profissional de cada indivíduo. É nesta etapa que Tochetto apresenta técnicas para instalar novas crenças de capacidade e merecimento e também estratégias para escalar a mudança. Uma dessas técnicas diz respeito ao treinamento da inteligência emocional.

Conforme a psicóloga, a inteligência emocional é de suma importância para quem deseja “destravar a vida e sair do rascunho”, especialmente no campo profissional, em que é necessário ter as chamadas soft skills para lidar com os desafios constantes e assim galgar uma carreira de sucesso. “Somente por meio da inteligência emocional é possível reconhecer crenças, medos, padrões comportamentais que travam as pessoas e, assim, acionar as ferramentas para mudar o jogo”, explica.

Inteligência emocional está intimamente associada ao conceito aplicado ao coaching denominado agilidade emocional. Em seu livro chamado “Agilidade Emocional”, a psicóloga, escritora e palestrante sul africana, Susan David, descreve esta aptidão como “estar consciente de todas as suas emoções e aceitá-las, até mesmo aprendendo com as mais difíceis”. Conforme a autora, significa também “ir além das reações cognitivas e emocionais condicionadas ou pré-programadas (seus ganchos) para viver no momento, com uma interpretação clara das circunstâncias vividas naquela situação”. E também “reagir de modo apropriado e depois agir em harmonia com seus valores mais profundos”.

Ter inteligência emocional e saber agir através dela é fundamental para viver de maneira mais consciente e produtiva, aumentando as possibilidade de obter sucesso em âmbito pessoal e profissional. Segundo Fernanda Tochetto, alguns comportamentos e atitudes são comuns às pessoas que possuem um bom nível de inteligência emocional. Eles podem ser um diferencial em uma carreira profissional de sucesso. Um bom líder, por exemplo, deve saber lidar com suas próprias emoções e as dos outros, para conseguir entender os problemas de sua equipe, e saber se comunicar corretamente, mobilizando seu time para um objetivo comum, o que facilita a obtenção dos resultados esperados.

Nesse sentido, de acordo com Tochetto, conhecer e aceitar o lado mais frágil e as próprias vulnera­bilidades é fundamental. “Torna a pessoa mais capaz de lidar com suas emoções de forma consciente, possibilitando melhorar esses pontos com o tempo”, diz. É importante também saber descrever as emoções de forma clara. “É muito mais fácil lidar com sentimentos e sensações se você sabe exatamente quais são”, afirma.

Para saber identificar e interpretar sentimentos, intenções e motivações dos outros é fundamental ter empatia. Conforme Tochetto, essa habilidade emocional torna a pessoa mais justa e ponderada. Neste contexto, é essencial ainda ter a capacidade de aprender a lidar com pessoas difíceis. “O indivíduo que consegue lidar bem com elas é aquele que identifica os pró­prios sentimentos diante delas, respeita o outro lado e con­segue achar soluções para todas as partes”, destaca.

Outra característica imprescindível de um profissional com inteligência e agilidade emocional, é não ser ofender por qualquer coisa. Conforme a psicóloga, isso diz muito sobre a autoconfiança da pessoa. Para saber liderar é preciso também ter a capacidade de saber dizer não. “Tal característica é essencial para manter uma boa saúde física e mental”, diz. Ao mesmo tempo, é preciso saber exercitar a generosidade. “No momento em que conseguimos ajudar os outros sem esperar nada em troca, ou pensamos no outros de forma espontânea, construímos relacionamentos fortes e verdadeiros”, declara.

Ter a capacidade de perdoar os outros e perdoar-se também é característica fundamental para um ser humano, não apenas em âmbito profissional, como na esfera pessoal. Conforme Tochetto, quando o indivíduo consegue se perdoar, ele para de viver somente no passado, remoendo os erros cometidos, e começa a olhar para o que fez de uma forma mais generosa, compreendendo suas falhas e tornando-se apto ao aprendizado, que será crucial para progredir. Já perdoar os outros é igualmente importante para evoluir e prosperar na vida. “Guardar mágoas, além de fazer mal à saúde física, causa danos enor­mes à saúde psicológica”, diz.

Por último é atributo indispensável a um profissional com inteligência emocional saber lidar com desafios. De acordo com Tochetto, quem tem essa capacidade, está ciente de que problemas fazem parte do curso natural da vida, que devem ser gerenciados com calma e tranquilidade e não como desafios insuperáveis. Aquele que compreende isso, está mais próximo da superação dos obstáculos e do sucesso.

Para quem fez uma autorreflexão e chegou a um autodiagnostico de que não possui muitas dessas características básicas para um profissional inteligente e ágil emocionalmente, Tochetto destaca que não é preciso se desesperar. “O mais importante é tomar consciência de suas limitações e procurar trabalhar em cada uma delas, levando o tempo que for necessário”, conclui.

Ficha técnica:
Título: Destrave a sua vida e saia do rascunho
Subtítulo: Tenha coragem para assumir os seus planos e blinde sua mente para viver uma vida com abundância
ISBN: 978-65-88523-23-0
Formato: 16x23 cm
Páginas: 208
Preço de capa: R$49,90
Preço eBook: R$34,90
Autor: Fernanda Tochetto
Lançamento: setembro de 2021
Selo: Gente Autoridade
Gênero: Desenvolvimento pessoal

domingo, 2 de janeiro de 2022

Luto não é tudo igual: como compreender a dor de cada um e ajudar a vivenciar




A perda de pessoas queridas nunca foi um tema tão presente, principalmente devido às mais de 600 mil mortes decorrentes da pandemia. Mas cada perda tem um contexto e traz sentimentos únicos.


O luto é uma reação natural do ser humano à perda de pessoas próximas, importante e necessário para processar o vazio deixado pela ausência do ente querido. Contudo, aspectos individuais, familiares, culturais, religiosos, psicológicos, fazem cada processo de luto único e podem torná-lo mais difícil ou até levar ao adoecimento mental e físico, sendo necessário apoio especial ou mesmo intervenção profissional para sua vivência. E com mais de 600 mil vidas ceifadas no país pela pandemia da Covid-19, o assunto desperta cada vez mais o interesse de famílias, assistentes sociais, educadores, agentes de saúde e outros profissionais.

Para tratar desse tema tão delicado, o Grupo Editorial Summus tem publicadas obras de autores de grande experiência clínica e conhecimento acadêmico para lidar com as questões que envolvem o luto.

Especialista brasileira reconhecida internacionalmente, Maria Helena Pereira Franco traz no livro O luto no século 21 – Uma compreensão abrangente do fenômeno (Summus Editorial, 184 p., R$ 73,80), a expressão do luto nas suas formas normais e complicadas, a influência da idade, perdas ambíguas, suicídio, violência, questões familiares e relacionadas aos processos migratórios, entre outros enfoques.

O psicólogo Rodrigo Luz, autor de Luto é outra palavra para falar de amor - Cinco formas de honrar a vida de quem vai e de quem fica após uma perda (Editora Ágora, 112 p., R$ 47,10), preocupa-se em acolher os enlutados e legitimar a expressão de sua dor para que seja possível seguir adiante, já que são muitas as condições que podem ser negligenciadas socialmente: o luto de crianças, idosos e pessoas com dificuldades intelectuais ou adoecimento psíquico; lutos em relacionamentos homoafetivos; luto de profissionais cuidadores e seus pacientes; entre outros.

Já o livro Vida, morte e luto – Atualidades brasileiras (Summus Editorial, 280 p., R$ 92,10), organizado por Karina Okajima Fukumitsu, psicóloga, educadora e suicidologista, apresenta os principais cuidados e o manejo em situações-limite de adoecimento, suicídio e processo de luto, bem como reitera a visão de que, toda vez que falamos sobre a morte, é preciso também falar sobre a vida. Escrito por profissionais da saúde, o livro aborda temas como: espiritualidade; cuidados e intervenções para pacientes cardíacos, oncológicos e portadores de doença renal crônica; intervenção na crise suicida; as redes de apoio aos enlutados; a tanatologia na pós-graduação.


terça-feira, 14 de dezembro de 2021

Independência financeira sem mágica



De frentista a advogada e educadora financeira, Adélia Glycerio reúne vivências e conhecimentos técnicos para ensinar como alcançar propósitos


Seja aos 18 ou 50 anos de idade, sempre é tempo para começar se organizar rumo à liberdade financeira. Basta ter os conhecimentos e plano de ação certos. É o que afirma a escritora e educadora Adélia Glycerio, no livro Independência Financeira: 7 Princípios para Você Alcançar Seus Sonhos.

Ex-frentista e balconista, Adélia começou como a maioria dos brasileiros, do zero, para conquistar o conforto que tem hoje, aos 55 anos. Especialista em direito do trabalho, Adélia reúne conhecimentos técnicos, experiências e conquistas para conduzir o leitor ao sucesso, independentemente do saldo bancário ou conhecimento em finanças pessoais. Garante que qualquer pessoa pode alcançar objetivos, basta conjugar valores, regras e estratégias com visão a longo prazo.

A obra é dividida em sete princípios. Entre eles a Visão, em uma análise do cenário atual econômico, e Disciplina, com conceitos básicos que todos deveriam saber - inflação, juros, CDI, tipos de investimentos, entre outros. Além disso, a autora também compartilha planilhas de organização e dicas práticas de como eliminar dívidas, e noções de quando procurar um advogado para garantir direitos ou solucionar problemas.

Não espere por ninguém, aprenda a depender de si, aprenda a plantar sementes para ter um futuro com dignidade e liberdade financeira - (Independência Financeira, p. 133)

Defensora da educação financeira escolar, a autora dedica o livro também a jovens a partir dos 15 anos. “Contém informações que deveriam ser transmitidas aos alunos do ensino médio para fazerem escolhas sábias, no que tange a carga tributária, que estamos sujeitos quando entramos na fase produtiva da vida”, avalia.

Independência Financeira não é sobre soluções mágicas para gerar riqueza, mas um guia completo para alcançar sonhos e aprender a lidar com os ganhos. Ensina a montar um plano de ação certeiro e inspira quem batalha diariamente pelo que deseja. A educação financeira liberta e a autora se coloca como prova disso.

Ficha Técnica:
Livro: Independência Financeira: 7 Princípios para Você Alcançar Seus Sonhos
Autor: Adélia Glycerio
Editora: Jardim dos Livros
ISBN: 978-65-88438-14-5
Páginas: 216
Formato: 16x23 cm
Valor: R$ 44,90
Link de venda: Amazon e Troia Editora

Sinopse: A gente sempre acha que investir no mercado financeiro é para poucos. Mas em Independência Financeira – 7 Princípios Para Você Alcançar Seus Sonhos, a educadora financeira com formação em direito Adélia Glycerio, mostra que isso é possível para qualquer um, independente do estrato social em que vive e da sua formação. Nesta obra, a autora prova que qualquer brasileiro pode programar uma maturidade independente e próspera, sem contar com a previdência oficial, se começar a partir de uma busca por conhecimento e informação capazes de nortear suas decisões em onde e como aplicar. E isso tudo sem se afastar dos seus mais profundos valores pessoais.

Sobre a autora: Adélia Glycerio iniciou sua formação financeira por meio de vivências ainda em 1992. É advogada e atuou na área por 24 anos. É pós-graduada em direito civil, direito do trabalho, processo civil e do trabalho e com especialização no direito imobiliário. Há 5 anos exerce a função de Auditora Fiscal do Trabalho e há dois despertou o propósito de ser Educadora Financeira para compartilhar experiências que a tornaram independente financeiramente em 2015.

domingo, 21 de novembro de 2021

[MEDIUNIDADE E AYAHUASCA] Novas formas de comunicação entre encarnados e entidades

Como a Ayahuasca é empregado em diferentes matrizes religiosas na busca pela conexão com o sobrenatural


O oculto sempre despertou a curiosidade de muitos, e isso desde tempos muito longínquos. As religiões sempre estiveram à frente da busca por conhecer o que há “do outro lado” e, para isso, valem-se de rituais e cerimônias que buscam conexão com o além-terra. Uma delas, o Santo Daime, faz uso de uma bebida, a Ayahuasca, para transcender a consciência e atingir níveis mais elevados em busca de respostas para coisas que a ciência ainda não soube explicar. Para tentar explicar de que forma esses rituais podem alcançar seus objetivos, o professor, pesquisador e médium Vinicius Padilha Carr escreveu “Mediunidade & Ayahuasca: Trabalhos no Santo Daime e Xamanismo” que acaba de ser lançado pela Editora Telha.

Este livro é um estudo da mediunidade dentro das religiões, doutrinas e correntes espirituais que trabalham com a Ayahuasca e as chamadas plantas de poder ou medicina ancestral. Aqui, o autor analisa os fenômenos mediúnicos a fim de demonstrar as ligações existentes entre o Espiritismo, a Umbanda, o Santo Daime e a Ayahuasca. A partir de dados colhidos no Plano Espiritual, tece comentários sobre a atuação dos guias espirituais, o auxílio aos espíritos sofredores e obsessores, ao uso de Santa Maria, as práticas neoxamânicas e a Magia.


O texto está orientado para a pessoa que já fez parte de algum trabalho com as medicinas ancestrais e busca desenvolver seus conhecimentos e práticas mediúnicas. Esta obra é dedicada aos médiuns e interessados pelo assunto que desejam alcançar as moradas de luz onde habita o conhecimento espírita. O grave problema da obsessão é tratado a fim de que possa prestar valioso auxílio àqueles que, com a devida seriedade, pretendem orientar-se dentro dos trabalhos com as plantas de poder.

Em linguagem simples e objetiva, o autor discrimina as atuações mediúnicas que fazem parte da doutrina do Santo Daime e em trabalhos com Ayahuasca. Aqui o leitor encontra respostas que outros livros sobre o tema não nos trazem, seja sobre partes teóricas do assunto ou em análises dos efeitos práticos da bebida no nosso consciente e inconsciente. Sobre esse colchão de novas perspectivas, passamos a entender que realmente a realidade é muito maior do que nossos olhos podem ver.


Sobre a Editora Telha:

A Telha tem seu ‘début’ editorial seguindo uma premissa simples: quem disse que editar e publicar livros não pode ser divertido e prazeroso? Foi com esse devir — afinal, não é ele o “processo do desejo”? — que decidimos fazer as edições que gostaríamos de ver nas prateleiras.

Primor gráfico, acompanhamento personalizado, time especializado e aquele nível saudável de transtornos controlados e tratados que são o nosso charme: obsessão com prazos, compulsão por detalhes e o inevitável narcisismo fruto dos resultados dos jobs.





Sobre o autor:

Vinicius Padilha Carr é professor de português e literatura no município de Itaguaí/RJ e colaborador da Revista Leros que circula em Londres. Possui pós-graduação em Terapias Naturais Complementares na Abordagem Transdisciplinar Holística pela UNIPAZ/RJ e atua como Terapeuta na cidade do Rio de Janeiro. Foi carnavalesco e desenvolveu trabalhos artísticos envolvendo a mitologia dos Orixás. É pesquisador e médium atuante tendo participado de diversos grupos de estudos e casas espíritas.



Serviço:

Livro: Mediunidade & Ayahuasca: Trabalhos no Santo Daime e Xamanismo

Autora: Vinicius Padilha Carr

Editora: Telha

Páginas: 210

Preço: R$ 45,00


terça-feira, 1 de dezembro de 2020

Tenente Bahia relata a superação de um pai que perdeu sua esposa após o parto no Livro "Sophia & Eu"




Autor faz tarde de autógrafos no próximo dia 26 em São Paulo/SP


Flávio Gonçalves é um pai que cria sozinho sua filha Sophia, uma relação que o transformou em um exemplo de paternidade e uma inspiração a muitas famílias. Contudo, o início dessa história se dá com um fato lamentável, que foi a morte de sua esposa grávida exatamente no dia do casamento, instantes antes de entrar na igreja. Após sua história se tornar pública pela mídia, centenas de milhares de pessoas passaram a acompanhar sua rotina com a pequena Sophia pelas redes sociais. Foi assim que, após perceber que sua experiência e sua voz ajudava muitas famílias, decidiu colocar todos os detalhes de sua jornada no livro “Sophia e Eu”, pela Editora Reflexão. O lançamento acontece no dia 26 de novembro, das 16h às 21h, no Espaço Zabeu, com a presença do autor.

Sua descoberta como um pai extremamente dedicado ao bem-estar de sua filha, e a compreensão do que realmente significa um amor incondicional, começa quando sua esposa grávida passa mal na porta da igreja, no dia de seu casamento. Infelizmente, ela veio a falecer em consequência desse mal súbito que foi fruto de uma eclampsia. Após a maior dor pela qual já passou, foi graças a sua filha Sophia, também uma vencedora, que conseguiu forças para poder experimentar também o maior amor que já experimentou, o de pai, e também para lutar pela vida e por sua família.

Desde esse dia, Flavio dedica todos os seus esforços a uma paternidade ativa, e em sua nova vida acabou se engajando na luta por melhores condições para todas as mães por meio de exposição que alcançou e de sua presença nas redes sociais. Além de emprestar sua voz, ele ainda desenvolve trabalhos sociais voltados à prematuridade, tratamento de doenças raras e diversas campanhas, como o “Aniversário Solidário” que, mensalmente, elege uma criança carente para ganhar uma festa de aniversário contando com o apoio de parceiros.

“O livro ‘Sophia & Eu’ não se trata apenas de compartilhar um drama vivido por uma família, mas também de mostrar uma jornada de fé que mostra como sempre é possível superar nossos obstáculos, por maiores que pareçam, e nos estimula a continuar lutando sempre pela nossa família”, conta o autor que doará parte da renda das vendas da publicação para a ONG Prematuridade.

Sobre o autor

Tenente Bahia nasceu na zona norte de São Paulo. Teve uma infância humilde e foi criado por sua mãe recém divorciada. Aos 18 anos ingressou na Polícia Militar do Estado de São Paulo. Passou por todas as graduações na corporação até se tornar oficial. Flavio ganhou notoriedad em setembro de 2019, após sua noiva Jessica, passar mal na porta da igreja e dias depois, faleceu inesperadamente. Flavio dedica sua vida a Sophia, fruto dessa união.

Instagram: https://www.instagram.com/tenente_bahia87/



Serviço:
Lançamento do Livro Sophia & Eu
Local: Espaço Zabeu - Rua Bom Pastor, 709, Ipiranga, São Paulo/SP
Horário: Das 16h às 21h
Garanta a sua edição: https://www.editorareflexao.com.br/sophia-eu.html

terça-feira, 10 de novembro de 2020

Fim das dívidas: como fechar essa difícil equação?



No momento em que o Brasil contabiliza mais de 60 milhões de endividados, autora carioca lança manual para jovens e adultos tomarem as rédeas ao lidar com suas finanças


Se você pudesse voltar no tempo, até ter 15 anos, o que teria feito de diferente na sua vida financeira? A escritora Ana Cristina Melo não hesitaria ao responder: “tudo”. Vítima de decisões equivocadas em uma carreira precoce de gestora, iniciada aos 21 anos, ela resolveu compartilhar suas experiências (ou a falta delas) no lançamento Controle seu dinheiro antes que ele te devore.

Publicado pela Editora Opala, o livro é um manual de “educação financeira para jovens que ainda não se endividaram e adultos que já começaram a ser devorados pelas dívidas”. Indicada, portanto, a todos que querem evitar o descontrole de suas finanças pessoais, a obra presta um serviço no momento que o país contabiliza mais de 60 milhões de endividados.

A autora aprofunda os dados ao destacar o número de “superendividados”, ou seja, pessoas que contraíram dívidas maiores que a renda ou o próprio patrimônio. “Para essas pessoas, a cada mês significava que, provavelmente, a conta fechava negativa, e alguma despesa deixava de ser paga”. São mais de 30 milhões imersos nessa progressão geométrica chamada juros compostos.

Analista de Sistemas por formação, Ana Cristina apresenta uma série de simulações, a partir de exemplos hipotéticos, para indicar os caminhos de modo a fechar essa simples, porém difícil equação: gastar menos do que se recebe ou, em caso pior, liquidar as dívidas quando o salário não é dos melhores. Inclusive, ela dedica orientações também para os desempregados.

O livro é dividido em três partes principais: a primeira, para quem não se endividou e precisa tomar decisões importantes, como alugar ou comprar um imóvel. A segunda parte tem foco em quem gasta mais que recebe e precisa aprender a definir prioridades, ou seja, a cortar despesas. Ana Cristina traz aqui uma série de informações sobre orçamento e planejamento financeiro.

Já a parte final, intitulada bônus, é voltada especialmente àqueles que se livraram do problema e buscam uma iniciação em investimentos. A autora oferece um panorama geral sobre aplicações, ações, taxas e previdência privada. Informações úteis que permitam ao contribuinte decidir, inclusive, o momento de se aposentar. Para não precisar trabalhar até morrer, ou morrer trabalhando.

FICHA TÉCNICA:

Título: Controle seu dinheiro antes que ele te devore
Autora: Ana Cristina Melo
Editora: Opala
Preço: R$ 29,90
Link de venda: https://bit.ly/31A6TP4

Sinopse: Livros sobre finanças temos muitos no mercado. Livros que aconselham como se livrar das dívidas também. Mas o diferencial desse texto é que ele foi escrito por alguém que já viveu na pele do “superendividado” e pode falar com propriedade sobre como tomar o controle da sua vida financeira. Com três partes, o livro se divide em orientações para quem ainda não entrou na gestão financeira; em ações práticas para ajudar quem está endividado ou superendividado; e um bate-papo para quem já domou sua vida financeira e quer saber mais sobre investimentos.

Sobre a autora: Ana Cristina Melo é carioca, mãe de 2 filhos, casada há 26 anos, analista de sistemas há 33 anos, foi professora por 20 anos, é escritora há 15 anos, tem 20 livros publicados; entre tantos números, mesmo amando a Matemática tanto quanto a Língua Portuguesa, ainda assim, sofreu goleada das linhas de total de sua planilha eletrônica de orçamento que teimavam em se exibir vermelhas e negativas. Mas ela achou o ponto de virada. Saiu do status de “superendividada” para "dona do seu nariz financeiro". E foi então que entendeu o real conceito de “independência financeira”. É essa experiência que Ana Cristina divide neste livro, com milhares de pessoas que ainda sofrem com o mesmo problema.


Redes sociais
Facebook: EditoraOpala
Instagram: @editoraopala





***

sexta-feira, 25 de setembro de 2020

Caminho de Santiago: do fim surgem novos começos



Em "O Destino é o Caminho", o escritor carioca Ricardo Rangel mistura informação e observação, paisagens e pessoas, ideias, lembranças, risos e reflexão em uma deliciosa viagem pelo celebrado Caminho de Santiago


Hipócrates dizia que caminhar é o melhor remédio. Para Thomas Jefferson, não existe nada melhor quando o objetivo é descansar a mente. Há quem diga o contrá­rio: andar é bom para fazer a mente funcionar. Aristóteles gostava de ensinar filosofia enquanto caminhava. Nietzsche afirmava que todas as grandes ideias são concebidas enquanto se caminha.

A visão destes grandes pensadores reflete uma premissa seguida por muitos homens ao longo da história: caminhar é preciso. E foi após a jornada por uma das principais rotas de peregrinação do mundo que o escritor carioca Ricardo Rangel presenteia o público com O Destino é o Caminho – Uma crônica do Caminho de Santiago, lançamento da Edições de Janeiro.

A partir de fragmentos da história particular do autor, o leitor passa a compreender o que leva milhares de pessoas a se deslocarem, todos os anos, para seguir um percurso de quase 800 quilômetros a pé. Para o autor Ricardo Rangel, a resposta, imprecisa antes da partida, estava na busca pela “desconexão total de tudo e de todos”.

O Caminho de Santiago de Compostela era uma hipótese distinta. Para começar, era diferente de tudo o que eu já havia feito; uma experi­ência intensa de muitas maneiras, não apenas no sentido físico. Também me atraía o fato de ser um lugar onde não há, em absoluto, decisões para tomar: você acorda de manhã e anda sem nem sequer precisar pensar para onde, pois existem setas amarelas por todo lado apontando a dire­ção a seguir. Basta colocar um pé adiante do outro e deixar (ou não) o pensamento fluir. Além disso, dizia-se que as paisagens são belíssimas. Como se isso tudo fosse pouco, sempre há muita gente fazendo o Ca­minho, de modo que cada um tem a oportunidade de decidir — minuto a minuto — se quer solidão ou socialização. (O Destino é o Caminho, p.19)

Ricardo iniciou o trajeto pelo Caminho Francês, o mais tradicional de muitos que levam a Santiago de Compostela e, por isso mesmo, um paraíso de peregrinos. Para ele - e os companheiros de viagem -, foram 42 dias de caminhada. Em alguns, chegou a percorrer 27 quilômetros; em outros dias, o cansaço e os calos nos pés exigiram uma pausa maior.

Os detalhes dessa experiência tornam de O Destino é o Caminho – Uma crônica do Caminho de Santiago leitura indispensável para quem planeja ou, até então, nunca pensou em se aventurar pelas terras do norte espanhol. O roteiro, a preparação, a indicação de livros, filmes e site sobre o caminho, o que levar ou não na mochila, um índice onomástico, a riqueza cultural em forma de imagem. Tudo cuidadosamente registrado para o bel prazer do leitor viajante.

Se a liberdade é não sentir medo, como sintetizou a icônica Nina Simone, o Caminho de Santiago de Compostela representa a ausência dos temores e, paradoxalmente, a total plenitude gerada pela constatação de que o meio é o próprio fim. Nas palavras de Ricardo Rangel, “o destino é a viagem”.



Ficha técnica
Título: O Destino é o Caminho
Autor: Ricardo Rangel
Editora: Edições de Janeiro
ISBN: 978-85-9473-039-8
Páginas: 192
Formato: 16x23 cm
Preço: R$ 68,00
Link de venda: https://bit.ly/2DuFPrZ



Sobre o autor: Ricardo Rangel é escritor, tradutor, analista político, colunista da revista Veja. Autor de Passado e Futuro da Era da Informação (Nova Fronteira) e Uma Nação Sem Noção (Autografia), já foi programador de computadores, analista de sistemas, administrador de empresa, produtor de cinema e TV, e até candidato a deputado. Ricardo tem uma filha, e, quando não está viajando, mora no Rio de Janeiro, onde nasceu há 56 anos.

***