Nossos vídeos

terça-feira, 1 de dezembro de 2020

Tenente Bahia relata a superação de um pai que perdeu sua esposa após o parto no Livro "Sophia & Eu"




Autor faz tarde de autógrafos no próximo dia 26 em São Paulo/SP


Flávio Gonçalves é um pai que cria sozinho sua filha Sophia, uma relação que o transformou em um exemplo de paternidade e uma inspiração a muitas famílias. Contudo, o início dessa história se dá com um fato lamentável, que foi a morte de sua esposa grávida exatamente no dia do casamento, instantes antes de entrar na igreja. Após sua história se tornar pública pela mídia, centenas de milhares de pessoas passaram a acompanhar sua rotina com a pequena Sophia pelas redes sociais. Foi assim que, após perceber que sua experiência e sua voz ajudava muitas famílias, decidiu colocar todos os detalhes de sua jornada no livro “Sophia e Eu”, pela Editora Reflexão. O lançamento acontece no dia 26 de novembro, das 16h às 21h, no Espaço Zabeu, com a presença do autor.

Sua descoberta como um pai extremamente dedicado ao bem-estar de sua filha, e a compreensão do que realmente significa um amor incondicional, começa quando sua esposa grávida passa mal na porta da igreja, no dia de seu casamento. Infelizmente, ela veio a falecer em consequência desse mal súbito que foi fruto de uma eclampsia. Após a maior dor pela qual já passou, foi graças a sua filha Sophia, também uma vencedora, que conseguiu forças para poder experimentar também o maior amor que já experimentou, o de pai, e também para lutar pela vida e por sua família.

Desde esse dia, Flavio dedica todos os seus esforços a uma paternidade ativa, e em sua nova vida acabou se engajando na luta por melhores condições para todas as mães por meio de exposição que alcançou e de sua presença nas redes sociais. Além de emprestar sua voz, ele ainda desenvolve trabalhos sociais voltados à prematuridade, tratamento de doenças raras e diversas campanhas, como o “Aniversário Solidário” que, mensalmente, elege uma criança carente para ganhar uma festa de aniversário contando com o apoio de parceiros.

“O livro ‘Sophia & Eu’ não se trata apenas de compartilhar um drama vivido por uma família, mas também de mostrar uma jornada de fé que mostra como sempre é possível superar nossos obstáculos, por maiores que pareçam, e nos estimula a continuar lutando sempre pela nossa família”, conta o autor que doará parte da renda das vendas da publicação para a ONG Prematuridade.

Sobre o autor

Tenente Bahia nasceu na zona norte de São Paulo. Teve uma infância humilde e foi criado por sua mãe recém divorciada. Aos 18 anos ingressou na Polícia Militar do Estado de São Paulo. Passou por todas as graduações na corporação até se tornar oficial. Flavio ganhou notoriedad em setembro de 2019, após sua noiva Jessica, passar mal na porta da igreja e dias depois, faleceu inesperadamente. Flavio dedica sua vida a Sophia, fruto dessa união.

Instagram: https://www.instagram.com/tenente_bahia87/



Serviço:
Lançamento do Livro Sophia & Eu
Local: Espaço Zabeu - Rua Bom Pastor, 709, Ipiranga, São Paulo/SP
Horário: Das 16h às 21h
Garanta a sua edição: https://www.editorareflexao.com.br/sophia-eu.html

terça-feira, 10 de novembro de 2020

Fim das dívidas: como fechar essa difícil equação?



No momento em que o Brasil contabiliza mais de 60 milhões de endividados, autora carioca lança manual para jovens e adultos tomarem as rédeas ao lidar com suas finanças


Se você pudesse voltar no tempo, até ter 15 anos, o que teria feito de diferente na sua vida financeira? A escritora Ana Cristina Melo não hesitaria ao responder: “tudo”. Vítima de decisões equivocadas em uma carreira precoce de gestora, iniciada aos 21 anos, ela resolveu compartilhar suas experiências (ou a falta delas) no lançamento Controle seu dinheiro antes que ele te devore.

Publicado pela Editora Opala, o livro é um manual de “educação financeira para jovens que ainda não se endividaram e adultos que já começaram a ser devorados pelas dívidas”. Indicada, portanto, a todos que querem evitar o descontrole de suas finanças pessoais, a obra presta um serviço no momento que o país contabiliza mais de 60 milhões de endividados.

A autora aprofunda os dados ao destacar o número de “superendividados”, ou seja, pessoas que contraíram dívidas maiores que a renda ou o próprio patrimônio. “Para essas pessoas, a cada mês significava que, provavelmente, a conta fechava negativa, e alguma despesa deixava de ser paga”. São mais de 30 milhões imersos nessa progressão geométrica chamada juros compostos.

Analista de Sistemas por formação, Ana Cristina apresenta uma série de simulações, a partir de exemplos hipotéticos, para indicar os caminhos de modo a fechar essa simples, porém difícil equação: gastar menos do que se recebe ou, em caso pior, liquidar as dívidas quando o salário não é dos melhores. Inclusive, ela dedica orientações também para os desempregados.

O livro é dividido em três partes principais: a primeira, para quem não se endividou e precisa tomar decisões importantes, como alugar ou comprar um imóvel. A segunda parte tem foco em quem gasta mais que recebe e precisa aprender a definir prioridades, ou seja, a cortar despesas. Ana Cristina traz aqui uma série de informações sobre orçamento e planejamento financeiro.

Já a parte final, intitulada bônus, é voltada especialmente àqueles que se livraram do problema e buscam uma iniciação em investimentos. A autora oferece um panorama geral sobre aplicações, ações, taxas e previdência privada. Informações úteis que permitam ao contribuinte decidir, inclusive, o momento de se aposentar. Para não precisar trabalhar até morrer, ou morrer trabalhando.

FICHA TÉCNICA:

Título: Controle seu dinheiro antes que ele te devore
Autora: Ana Cristina Melo
Editora: Opala
Preço: R$ 29,90
Link de venda: https://bit.ly/31A6TP4

Sinopse: Livros sobre finanças temos muitos no mercado. Livros que aconselham como se livrar das dívidas também. Mas o diferencial desse texto é que ele foi escrito por alguém que já viveu na pele do “superendividado” e pode falar com propriedade sobre como tomar o controle da sua vida financeira. Com três partes, o livro se divide em orientações para quem ainda não entrou na gestão financeira; em ações práticas para ajudar quem está endividado ou superendividado; e um bate-papo para quem já domou sua vida financeira e quer saber mais sobre investimentos.

Sobre a autora: Ana Cristina Melo é carioca, mãe de 2 filhos, casada há 26 anos, analista de sistemas há 33 anos, foi professora por 20 anos, é escritora há 15 anos, tem 20 livros publicados; entre tantos números, mesmo amando a Matemática tanto quanto a Língua Portuguesa, ainda assim, sofreu goleada das linhas de total de sua planilha eletrônica de orçamento que teimavam em se exibir vermelhas e negativas. Mas ela achou o ponto de virada. Saiu do status de “superendividada” para "dona do seu nariz financeiro". E foi então que entendeu o real conceito de “independência financeira”. É essa experiência que Ana Cristina divide neste livro, com milhares de pessoas que ainda sofrem com o mesmo problema.


Redes sociais
Facebook: EditoraOpala
Instagram: @editoraopala





***

sexta-feira, 25 de setembro de 2020

Caminho de Santiago: do fim surgem novos começos



Em "O Destino é o Caminho", o escritor carioca Ricardo Rangel mistura informação e observação, paisagens e pessoas, ideias, lembranças, risos e reflexão em uma deliciosa viagem pelo celebrado Caminho de Santiago


Hipócrates dizia que caminhar é o melhor remédio. Para Thomas Jefferson, não existe nada melhor quando o objetivo é descansar a mente. Há quem diga o contrá­rio: andar é bom para fazer a mente funcionar. Aristóteles gostava de ensinar filosofia enquanto caminhava. Nietzsche afirmava que todas as grandes ideias são concebidas enquanto se caminha.

A visão destes grandes pensadores reflete uma premissa seguida por muitos homens ao longo da história: caminhar é preciso. E foi após a jornada por uma das principais rotas de peregrinação do mundo que o escritor carioca Ricardo Rangel presenteia o público com O Destino é o Caminho – Uma crônica do Caminho de Santiago, lançamento da Edições de Janeiro.

A partir de fragmentos da história particular do autor, o leitor passa a compreender o que leva milhares de pessoas a se deslocarem, todos os anos, para seguir um percurso de quase 800 quilômetros a pé. Para o autor Ricardo Rangel, a resposta, imprecisa antes da partida, estava na busca pela “desconexão total de tudo e de todos”.

O Caminho de Santiago de Compostela era uma hipótese distinta. Para começar, era diferente de tudo o que eu já havia feito; uma experi­ência intensa de muitas maneiras, não apenas no sentido físico. Também me atraía o fato de ser um lugar onde não há, em absoluto, decisões para tomar: você acorda de manhã e anda sem nem sequer precisar pensar para onde, pois existem setas amarelas por todo lado apontando a dire­ção a seguir. Basta colocar um pé adiante do outro e deixar (ou não) o pensamento fluir. Além disso, dizia-se que as paisagens são belíssimas. Como se isso tudo fosse pouco, sempre há muita gente fazendo o Ca­minho, de modo que cada um tem a oportunidade de decidir — minuto a minuto — se quer solidão ou socialização. (O Destino é o Caminho, p.19)

Ricardo iniciou o trajeto pelo Caminho Francês, o mais tradicional de muitos que levam a Santiago de Compostela e, por isso mesmo, um paraíso de peregrinos. Para ele - e os companheiros de viagem -, foram 42 dias de caminhada. Em alguns, chegou a percorrer 27 quilômetros; em outros dias, o cansaço e os calos nos pés exigiram uma pausa maior.

Os detalhes dessa experiência tornam de O Destino é o Caminho – Uma crônica do Caminho de Santiago leitura indispensável para quem planeja ou, até então, nunca pensou em se aventurar pelas terras do norte espanhol. O roteiro, a preparação, a indicação de livros, filmes e site sobre o caminho, o que levar ou não na mochila, um índice onomástico, a riqueza cultural em forma de imagem. Tudo cuidadosamente registrado para o bel prazer do leitor viajante.

Se a liberdade é não sentir medo, como sintetizou a icônica Nina Simone, o Caminho de Santiago de Compostela representa a ausência dos temores e, paradoxalmente, a total plenitude gerada pela constatação de que o meio é o próprio fim. Nas palavras de Ricardo Rangel, “o destino é a viagem”.



Ficha técnica
Título: O Destino é o Caminho
Autor: Ricardo Rangel
Editora: Edições de Janeiro
ISBN: 978-85-9473-039-8
Páginas: 192
Formato: 16x23 cm
Preço: R$ 68,00
Link de venda: https://bit.ly/2DuFPrZ



Sobre o autor: Ricardo Rangel é escritor, tradutor, analista político, colunista da revista Veja. Autor de Passado e Futuro da Era da Informação (Nova Fronteira) e Uma Nação Sem Noção (Autografia), já foi programador de computadores, analista de sistemas, administrador de empresa, produtor de cinema e TV, e até candidato a deputado. Ricardo tem uma filha, e, quando não está viajando, mora no Rio de Janeiro, onde nasceu há 56 anos.

***


sexta-feira, 18 de setembro de 2020

Conselhos para segurar a onda nos dias difíceis


Autor carioca Márcio Musa traz reflexões sobre a vida em forma de drops e tiradas bem-humoradas em seu novo livro MM Thoughts


Uma leitura que pode ser equiparada a uma boa conversa com amigos. Esta é a sensação que causa MM Thoughts, novo livro do autor carioca Márcio Musa, o Musinha, pela Litteris Editora. São conselhos, reflexões curtas e tiradas espirituosas sobre o dia a dia que facilmente poderiam ser debatidas em uma mesa de bar.

Os insights de Musinha, que atua como advogado, surgiram em meio ao trabalho e suas rotinas diárias e, por quase duas décadas, foram sendo redigidos em cadernos, bloco de notas no celular, e e-mails para que não fossem esquecidos.

Em 2020, com vontade de compartilhar as ideias com amigos, os pensamentos dinâmicos em forma de pílulas do saber e com pitadas de poesia viraram um livro mais atual que nunca. Leitura certeira para se esquivar de momentos de crise, como o que vivemos, e tentar relaxar – nem que seja por alguns minutos. MM Thoughts torna-se necessário.

Misturando o português com pensatas em inglês, o leitor literalmente “viaja” sobre obviedades diárias e dilemas intensos. “A vida sem sonhos é um vazio sem fim”. Reflita esta curta de Musinha e perceba como uma frase com menos de dez palavras pode trazer inúmeros significados.

Aqui e Agora

“Renda-se ao aqui e agora. O passado já se foi. O futuro ainda não chegou. Não antecipe os problemas, colocando a “carroça na frente dos bois”. Saiba deixar pra depois o que é pra depois. Tudo tem a sua hora – tempo! – e o seu momento. Não viva ansioso, querendo sempre estar em outro lugar. Passe a viver bem o presente, pois o presente é precioso. Se a notícia de um problema chato lhe chegar numa sexta-feira de tarde, melhor se preocupar muito com esse problema na segunda-feira”. (MM Thoughts, p. 37)

O próprio autor conta que escreveu os pensamentos sem pressa, saboreando cada reflexão. Vale o mesmo para a hora da leitura. Musinha sugere ainda um bom vinho como acompanhamento. Enjoy it!




Ficha técnica:
Título: MM Thoughts
Autor: Márcio Musa
Editora: Litteris
ISBN: 978-65-5573-000-5
Páginas: 88
Tamanho: 18 x 18 cm
Preço: R$ 44 e R$ 12 (E-book Kindle)
Link de venda: https://amzn.to/3lWvHJI

Sinopse:
Pouco mais de quatro anos do lançamento da sua fábula infanto-juvenil “Canários Livres”, Márcio Musa traz, em seu segundo livro, um apanhado de pensamentos, ideias, conselhos e curtas histórias registradas ao longo de quase duas décadas. Este livro, no entanto, não é para crianças. MM compartilha tiradas espirituosas e algumas inquietudes, mostrando que sobriedade e loucura precisam coexistir. A publicação ainda conta com ilustrações de João “100DENT” Martin.



Sobre o autor:

Márcio Xavier Ferreira Musa, mais conhecido como Márcio Musa, o “MM” ou simplesmente Musinha, tem 46 anos, é carioca e formado em Direito. Aos 19 anos, tomou gosto pela leitura de contos, crônicas e alguns clássicos da literatura brasileira, sendo admirador das obras de Machado de Assis. Em 2016, lançou o seu primeiro livro (de bolso), a fábula “Canários Livres”.

Redes Sociais:
Instagram: @marciomusa
Facebook: MarcioMusa
Twitter: @musa_marcio


****



quarta-feira, 16 de setembro de 2020

Biografia definitiva de Janis Joplin chega ao Brasil em comemoração aos 50 anos de sua morte

[BIOGRAFIA MUSICAL] * Biografia definitiva de Janis Joplin chega ao Brasil no ano em que se completa 50 anos de sua morte *

Livro relembra a carreira meteórica da cantora símbolo de independência feminina e cuja importância para a cena musical internacional permanece viva

O peso na letra unida à rouquidão e a emoção na voz de Janis Joplin dão o tom da carreira da maior e mais influente cantora de rock da história. Mas, por trás da figura mítica da artista, há uma vida carregada de transgressões, quebras de paradigmas, frustrações amorosas e dissabores familiares. Escrita por Holly George-Warren, jornalista e uma das mais respeitadas cronistas da história da música norte-americana, “Janis Joplin: Sua Vida, Sua Música”, lançamento da Editora Seoman, chega ao Brasil para nos fazer rememorar sua trajetória, no momento em que se marca o cinquentenário de sua morte.

Para relatar a vida da cantora, a autora, que também é especialista em biografias de rock, recorreu a familiares da cantora, amigos, colegas de banda, pesquisou arquivos, diários, cartas e entrevistas há muito perdidas. Ela faz, sobretudo, um perfil minucioso detalhando os passos de Janis até a overdose acidental de heroína, que lhe ceifou a vida em 4 de outubro de 1970.

Por meio de um estilo radiante e intimista, esta biografia consolida Janis como vanguardista musical. Uma mulher rebelde, dona de grande astúcia e personalidade complexa, que rompeu regras e desafiou todas as convenções de gênero em sua época, abrindo caminho para as mulheres poderem extravasar suas dores e revolta no cenário artístico sem serem tão oprimidas pelo universo machista existente no meio musical. Este livro também foi celebrado pela grande mídia nos estados Unidos – The New York Times e The Washington Post, entre outros – como a biografia que revela, de forma definitiva, a “verdadeira Janis Joplin”, além de ser elogiado no site oficial da cantora (janisjoplin.com).

Janis se notabilizou com o rock, mas transitava com facilidade por outros ritmos, como blues, o soul e o folk-rock. Sua carreira solo teve poucos anos de existência, mas foi capaz de notabilizar canções como "Mercedes Benz", "Get It While You Can" e "Me and Bobby McGee". Entretanto, sua erudição, empenho e talento combinados não transformaram a cantora no símbolo que representa. “Por sua influência e por seu próprio trabalho perene, Janis Joplin permanece no coração de nossa música e de nossa cultura”, afirma a autora.

“Uma descrição magnífica e muito interessante de Janis. Holly George-Warren tem um estilo de escrita atraente e cativante, e fiquei impressionada com a profundidade de suas novas entrevistas e informações. ” – Laura Joplin, irmã de Janis Joplin

Responsável por dar fim à tônica de opressão e machismo que pairavam no mundo àquela época, Janis Joplin expunha sem medo suas convicções sobre temas como sexualidade e a psicodelia. Por essa vertente também tem entre suas fãs, a compositora e ativista Rosanne Cash e outras emblemáticas cantoras como Brandi Carlile, Margo Price e Courtney Marie Andrews. Além disso, diversas artistas vivenciaram a luta de Janis contra o sexismo do mundo do rock, entre elas, Patti Smith, Debbie Harry (Blondie), Cyndi Lauper, Chrissie Hynde (The Pretenders), Kate Pierson (B-52’s) e Ann e Nancy Wilson (Heart), que foram diretamente influenciadas por sua música, atitude e coragem.

“Antes da passagem um tanto breve de Janis Joplin pelo sucesso, teria sido difícil para essas artistas encontrarem um modelo feminino comparável à beatnik de Port Arthur, Texas. A mistura de musicalidade confiante, sexualidade impetuosa e exuberância natural, que produziu a primeira mulher estrela do rock dos Estados Unidos, mudou tudo”, conta a autora Holly George-Warren na introdução da obra.

“Magistralmente bem pesquisada, esta biografia revela definitivamente a verdadeira Janis Joplin. ” – The New York Times

A forma como Janis transmitia emoção, em um canto que ia da melancolia à rebeldia, era e sempre será único. Sua voz rouca, que todos conhecem, revela uma alma que sofria e buscava refúgio na heroína. Outro fator que marcou sua vida, também retratado no livro, foi a busca incessante pelo amor. Ela que nunca foi capaz de ter um relacionamento sólido e duradouro, e dessa forma buscou uma maneira de aliar a sua carreira com o sonho de constituir uma família, levando-a ao seu triste fim: sua morte precoce, aos 27 anos, por overdose acidental de heroína.

Sobre a autora:


HOLLY GEORGE-WARREN foi indicada duas vezes ao Grammy e é autora premiada de 16 livros, entre eles duas biografias: A Man Called Destruction: The Life and Music of Alex Chilton e Public Cowboy #1: The Life and Times of Gene Autry, além do best-seller do New York Times: A Estrada para Woodstock (com Michael Lang). Ela já escreveu para diversas publicações, incluindo The New York Times, Rolling Stone e Entertainment Weekly, tendo atuado também como consultora em documentários como Muscle Shoals, Nashville 2.0 e Hitmakers. Holly faz parte da comissão de indicação do Rock & Roll Hall of Fame e leciona na Universidade Estadual de Nova York, em New Paltz.



Sobre o Grupo Editorial Pensamento:


Mais que livros, inspiração!

Desde 1907, o Grupo Editorial Pensamento publica livros para um mundo em constante transformação e aposta em obras reflexivas e pioneiras. Na busca desse objetivo, construímos uma das maiores e mais tradicionais empresas editoriais do Brasil. Hoje, o Grupo é formado por quatro selos: Pensamento, Cultrix, Seoman e Jangada e possui em catálogo aproximadamente 2 mil títulos, publicando cerca de 80 lançamentos ao ano. Ao longo de sua trajetória, o Grupo Editorial Pensamento aposta em mensagens que procuram expandir o corpo, a mente e o espírito. Mensagens que emanam energia positiva e bem-estar. Mensagens que equilibram o ser. Mensagens que transformam o mundo.

 

Serviço:

Livro:  Janis Joplin: Sua Vida, Sua Música

Autora: Holly George-Warren

Editora: Seoman

Preço: 69,90

Páginas: 432

***



terça-feira, 15 de setembro de 2020

Um cílio de Ana Caetano, da dupla Anavitória, vira personagem de livro e música


Uma troca de mensagens de WhatsApp sobre um cílio encravado acabou se transformando em um conto ilustrado e em música

A cantora e compositora Ana Clara Caetano, uma das metades das ANAVITÓRIA, volta e meia é surpreendida por um cílio que insiste em nascer dentro do olho dela. Em uma dessas ocasiões, ela se queixou via mensagem de WhatsApp com seu produtor e amigo confidente, Felipe Simas. Sentia uma sensação de incômodo como se tivesse um grão de areia no olho.

No intuito de animar aquela cabisbaixa Ana, Aninha, Clara ou Clarinha (sim, seu nome composto possibilita diversas maneiras de chamá-la), Felipe temperou sua resposta com uma dose de ludicidade. A ideia era criar empatia com o motivo do tal incômodo. Resolveu, então, dar vida, personalidade, sonho e nome ao cílio. E, de quebra, ainda trouxe luz para a questão da singularidade, do reconhecimento da força da individualidade de cada um, tão importante para a autoestima de todos: crianças, adolescentes e adultos.

E, assim, surgiu “O Cílio do Olho da Clara”, um microconto escrito por Felipe e ilustrado com pinturas em nanquim e aquarela de Luciana Grether, professora de artes e design da PUC-Rio. Lançado pela Zit Editora e coeditado pela Universal Music, o livro está à venda nas principais livrarias e lojas digitais. A publicação terá também uma versão em audiobook, ainda dando acesso para cegos e deficientes visuais. Essa é a primeira incursão da Universal Music Brasil no universo literário.

O extrovertido cílio acabou ganhando também uma trilha sonora. A convite de Felipe, o músico Wem, do grupo musical infantil Tiquequê, compôs e gravou uma canção inspirada na história. Ela pode ser ouvida em todas as plataformas digitais (Spotify, Youtube, etc).

“'O Cílio do Olho da Clara' é fruto de uma conversa de WhatsApp com a minha amiga e sócia, Ana Clara. Em uma manhã do verão de 2019, Clara se queixava, via mensagem de texto, de um incômodo cílio que teimava em nascer dentro do olho dela. Querendo animá-la, respondi de bate-pronto com a imediatidade que esses aplicativos de mensagens instantâneas requerem. Acabei transformando aquela mensagem nesse livro lindamente ilustrado com pinturas de nanquim e aquarela da Luciana Grether”, conta Felipe Simas.

Sempre em busca de múltiplas formas de expressão artística, essa não é a primeira vez que as ANAVITÓRIA estão envolvidas em um projeto lúdico, direcionado ao público infantil. Em outubro de 2017, elas lançaram nas plataformas digitais o EP “Anavitória Canta para Pessoas Pequenas, Pessoas Grandes e Não Pessoas Também” (Universal Music).


“O Cílio do Olho da Clara” (Zit Editora / Universal Music)
Autor: Felipe Simas
Ilustradora: Luciana Grether
Preço de capa: R$39,90
Gênero: Infantil
Já à venda nas principais livrarias.


***

segunda-feira, 14 de setembro de 2020

LIVRO "E A VERDADE VOS LIBERTARÁ" REFLETE POLÍTICA, RELIGIÃO E BOLSONARISMO






Mundo Cristão lança livro que propõe reflexões sobre política e religião na contemporaneidade

Em "E a verdade os libertará", Ricardo Alexandre propõe um novo olhar à discussão pública acerca da dinâmica entre igreja, bolsonarismo e sociedade


Uma reflexão sobre a igreja evangélica brasileira e o fenômeno chamado bolsonarismo. Essa é a proposta do livro E a verdade os libertará, lançamento da Editora Mundo Cristão, escrito pelo jornalista e vencedor do Prêmio Jabuti, Ricardo Alexandre. Ao longo de 16 capítulos, o escritor lança mão de uma extensa e qualificada pesquisa jornalística para oferecer aos leitores uma experiência instigante da primeira à última página.

Desde antes do período de ascensão de Jair Bolsonaro em 2017, passando pelas campanhas e eleições presidenciais de 2018, até os 500 primeiros dias de governo, Ricardo analisa as conexões entre o fenômeno político do bolsonarismo e o movimento evangélico — uma de suas principais bases eleitorais —, e elucida os eventos que culminaram na eleição presidencial. Contudo, conforme aponta Ricardo, o personagem principal do livro não é Bolsonaro, mas, sim, a igreja evangélica brasileira e seu papel nos desdobramentos históricos em questão.

Para não desqualificar os oponentes ideológicos como se fossem “inimigos da pátria” ou de Deus, e para deixar claro que se busca discutir ideias e não pessoas, em E a verdade os libertará o jornalista faz referências a personalidades com diferentes opiniões políticas, umas mais à direita, outras mais à esquerda. Por abordar questões que abrangem o ambiente religioso e temas concernentes à fé, ele recorre a teólogos de diferentes vertentes. O resultado é uma argumentação responsável, contundente e respeitosa, oferecendo ao leitor as bases para a reflexão, o debate e à troca de opiniões.

“É a igreja evangélica brasileira e seu papel nesse fenômeno chamado bolsonarismo — o que inclui não apenas o uso ostensivo do nome de Deus durante sua campanha eleitoral e seu primeiro ano e meio de governo, mas também a aura religiosa conferida à figura do presidente pelos próprios evangélicos. É claro que o governo de Jair Bolsonaro vai muito além do recorte proposto por este livro, assim como o papel da igreja evangélica brasileira vai além de sua atuação político-partidária. Este livro se ocupa apenas da interseção entre esses dois universos e seus efeitos práticos na sociedade brasileira.” (P.11)

Novidade da Mundo Cristão, E a verdade os libertará vem de encontro à proposta da editora de disponibilizar obras que contextualizam a realidade do Brasil e do mundo, que ajudam os leitores a estabelecer diálogos entre diferentes grupos, tanto dentro quanto fora da igreja, a fim de que, a exemplo de Ricardo Alexandre, voltemos todos a sonhar com uma igreja e uma sociedade unidas em prol do bem comum.

FICHA TÉCNICA

Título: E a verdade os libertará
Subtítulo: Reflexões sobre política, religião e bolsonarismo
Autor: Ricardo Alexandre
Editora: Mundo Cristão
ISBN: 9786586027358
Páginas: 256
Formato: 14 x 21
Categoria: Cristianismo e Sociedade
Preço: R$ 44,90 (físico) R$ 33,90 (e-Book)
Link de Pré-Venda: Amazon e E-commerce Editora Mundo Cristão



Ricardo Alexandre - Escritor
Sobre o autor: Ricardo Alexandre, jornalista com mais de 25 anos de experiência, atuou em alguns dos principais grupos de comunicação do país. Foi repórter e colunista de O Estado de S. Paulo e diretor de redação de revistas das editoras Abril e Globo. É também consultor e curador de eventos culturais, além de autor de cinco livros, dentre os quais Nem vem que não tem, biografia do cantor Wilson Simonal que lhe rendeu em 2010 o prêmio Jabuti.

Site 
http://ricardoalexandre.jor.br/

Facebook 
https://web.facebook.com/rialexandre


Sinopse: Desde junho de 2013, com as famosas manifestações de rua, passando pelos escândalos de corrupção revelados pela Operação Lava Jato, o impeachment da presidente Dilma Rousseff e a eleição do presidente Jair Bolsonaro, o grau de polarização na igreja e na sociedade só fez aumentar. Amizades antes duradouras e relações familiares outrora consistentes abalaram-se e parecem longe de voltar à normalidade. A eleição do presidente Jair Bolsonaro, em parte, pode ser atribuída ao apoio de parcela considerável do eleitor evangélico. Que razões motivaram essa tão acentuada inclinação política? Ricardo Alexandre, jornalista consagrado, investigou as raízes desse movimento e a evolução da figura pública de Jair Bolsonaro, desde as primeiras aparições como capitão de artilharia do Exército até sua atuação à frente do governo federal. Cristão, Ricardo valeu-se também das Escrituras como referência para avaliar a ação política do presidente da República e propor novos caminhos à igreja e à sociedade brasileira.  


***