Assista nosso Programa

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Valdemir Cunha lança Brasil Natural

O livro mostra sete parques nacionais brasileiros que dão um panorama da diversidade geográfica e cultural de nosso país.


O novo trabalho de Valdemir Cunha chega às livrarias das principais capitais do Brasil em novembro deste ano – editado Editora Origem com o patrocínio do Banco Fator. Brasil Natural é um misto de livro de arte/fotografia com literatura de viagem, um registro da pluralidade geográfica brasileira que se dá pela seleção de sete lugares com as mais significativas belezas naturais do Brasil.

A obra é resultado da seleção das melhores imagens captadas durante diversas viagens que o fotógrafo fez para sete regiões brasileiras: Pantanal (MS e MT), Fernando de Noronha (PE), Lençóis Maranhenses (MA), Chapada Diamantina (BA), Monte Roraima (RO), Foz do Iguaçu (PR) e Aparados da Serra (RS). Essas sete maravilhas representam um panorama da diversidade geográfica e cultural de nosso país. das maiores cataratas do planeta, passando pela maior planície alagada e a maior floresta tropical, além de apresentar o único deserto rico em água do mundo.

Valdemir tem seu trabalho ligado ao meio ambiente e ecologia há praticamente duas décadas, desde antes de ingressar na revista Os Caminhos da Terra – publicação especializada no tema criada em 1992 - onde permaneceu por praticamente todo o período de existência do veículo (17 anos). Entrou como editor de fotografia e chegou a editor executivo.

Brasil Natural é fruto do trabalho que desenvolveu na Terra e mostra a cultura defendida pela revista, de que a preservação dos recursos naturais e a sabedoria do homem para conviver em harmonia com a natureza, são questões fundamentais para que futuras gerações também possam conhecê-los.


Sobre Valdemir Cunha

Valdemir Cunha formou-se em jornalismo pela Cásper Líbero. Começou na fotografia em 1986 e especializou-se em fotografia de meio ambiente/natureza e viagens. Trabalhou durante seis anos na Editora Abril, como editor de fotografia das revistas Caminhos da Terra e Viagem & Turismo. Viajou por mais de oitenta países produzindo imagens para estas revistas e outros títulos da editora. De 2001 a 2009 foi editor

executivo na Editora Peixes e coordenou o departamento de fotografia da empresa, além de ter acumulado o cargo de editor executivo da revista Os Caminhos da Terra. Em 2006 começou a produzir livros, lançou Retratos do Brasil, uma coletânea de cenas brasileiras. Em 2007 Pantanal: O Último Éden; em 2008, Brasil Genial da Oficina de Agosto e Mãos Preciosas: O Artesanato do Ceará; em 2009 fotografou para Tietê: um rio de várias faces e A Paisagem e o Olhar; e em 2010 para Paraíba do Sul, um rio de histórias. Este ano vai lançar: A Bahia de Jorge Amado e Brasil Natural. Atualmente é publisher da Editora Origem empresa que fundou com o objetivo de viabilizar projetos ligados ao Brasil.



Ficha Técnica

Livro: Brasil Natural

Autor: Valdemir Cunha

Editora: Origem

Número de páginas: 216

Patrocinador: Banco Fator

Apoio: Cia Eco, L’Hotel Porto Bay São Paulo, Porto Bay Rio Internacional e Venturas

Onde encontrar: à venda em livrarias das principais capitais do Brasil a partir de novembro de 2011

Preço sugerido: R$ 98,00





SERVIÇO



Lançamento em São Paulo

Local: Livraria da Vila

Endereço: R. Fradique Coutinho, 915 – Vila Madalena – São Paulo-SP

Data: 22/11/2011, terça-feira

Horário: 18h30 às 21h30

Entrada franca

UMA REPÚBLICA PROVINCIAL

Da vinda da corte portuguesa ao século XXI: como e por que o provincianismo se enraizou no Brasil


Desembargador lança Uma República Provincial na próxima quarta-feira


capa_uma_republica_provincial.jpgO desembargador Francisco de Paula Sena Rebouças - que se aposentou no Tribunal de Justiça de São Paulo e é autor de Fim de século e Justiça - lança no próximo dia 23, às 19h30, na Livraria da Vila, do Shopping Higienópolis, o livro Uma República Provincial, publicado pelo selo Minha Editora, da Editora Manole.


“Embora nascido da análise de fatos que, a partir de 2003, a administração do país submete ao foco de um nacionalismo arcaico, não passando mesmo de um obsoleto estigma cultural, este livro põe em primeiro plano a sociedade, depois o governo, e especula sobre a formação da nossa República Provincial, responsável por grande parte desses fatos”. Este trecho do prefácio é um aperitivo da essência da obra que aborda diversas questões sociais do século XXI, mediante uma análise de episódios passados que influenciam os dias de hoje.


O autor propõe uma discussão sobre o provincianismo, observando a influência roceira e campestre na política, no plano econômico, no âmbito cultural e, especialmente, na sociedade. Rebouças faz uma análise social, partindo da vinda da corte portuguesa, em 1808, ao Brasil, o que significou para a época um progresso cultural; em sua visão, porém, a baixa instrução do povo e a deficiência cultural da época foram cruciais para moldar o Brasil deste século.


Em contrapartida, Francisco lembra que o provincianismo pode mostrar-se, também, hospitaleiro e caloroso, com reflexos principalmente na culinária - como iguarias caipira e caiçara e nas especialidades mineiras.


Para quem se interessa pela história e análises socioculturais e político-econômicas do Brasil, Uma República Provincial não pode faltar na prateleira.


Serviço


Uma República Provincial

autor: Francisco de Paula Sena Rebouças

minha Editora – Editora Manole – www.manole.com.br

Data: 23 de novembro de 2011

Hora: 19h30

Preço: R$ 58,00

Local: Livraria da Vila – Shopping Higienópolis

Endereço: Av. Higienópolis, 618 – São Paulo / SP

Quando ciência e religião se encontram

Com uma leitura que prende do início ao fim, O Anjo Perdido, do espanhol Javier Sierra, é uma ficção com base em pesquisa histórica, elementos de mistério, ciência e religião em uma saga onde toda a humanidade corre risco..

Prepare-se para uma narrativa eletrizante que se passa em apenas 72 horas. Este é o tempo que a restauradora Julia Álvarez tem para finalizar a busca por duas pedras antigas que vão ajudar no resgate de seu marido sequestrado – e impedir um desastre natural que pode atingir toda a humanidade. Essa é a tônica do livro O Anjo Perdido (Editora Planeta, 432 páginas, R$ 39,90), de Javier Sierra.

Na Noite de Todos os Santos, Julia trabalha na restauração de algumas esculturas do Pórtico da Glória, em plena Catedral de Santiago de Compostela. Um estranho invade a igreja, falando uma língua desconhecida. Tem início um violento tiroteio.

O marido dela, o climatólogo Martin Faber, havia sido sequestrado por devotos de um grupo religioso da Armênia. O motivo? Um conjunto de pedras antigas, com supostos poderes sobrenaturais. O agente americano Nicholas Allen vai à Espanha para tentar resolver o caso e alerta Julia de que a vida dela também corre risco.

Nas próximas horas, Julia mergulha na missão de buscar as pedras antigas – chaves para o resgate de seu marido. Ela empreende uma viagem e acaba descobrindo que o mistério que envolve as pedras está totalmente ligado às suas descobertas sobre a deterioração das esculturas da Catedral de Santiago de Compostela.

A saga acaba levando-a a uma encruzilhada entre a ciência, o catolicismo e seitas orientais, com direito a uma linguagem pré-bíblica – talvez a dos anjos – que ela precisa desvendar. E Julia precisa chegar ao topo do monte Ararat, na Turquia, onde está escondido um dos maiores segredos da humanidade.

De tirar o fôlego, a leitura prende do início ao fim. Apesar de se tratar de uma ficção, todo o romance está embasado em uma pesquisa histórica minuciosa e elogiada por especialistas.

Sobre o autor:

O autor espanhol Javier Sierra é jornalista, escritor e pesquisador, especializado em simbologia de mistérios antigos. Em 2006, seu romance A ceia secreta ficou entre os dez mais vendidos da lista do New York Times e foi publicado em 42 países. Apenas com os títulos do grupo Planeta, ele já vendeu mais de meio milhão de exemplares. No momento, realiza um tour de autógrafos de O Anjo Perdido pela Espanha, a bordo de um ônibus promocional especialmente preparado para a divulgação do livro.

No Brasil, A Editora Planeta publicou “A dama azul” em 2009.

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Entrevista de Dilma ao Fantástico coloca ações em prol do livro no topo da agenda, diz presidente da CBL

ParaKarine Pansa, carinho da presidente pela Biblioteca do Alvorada mostra que leitura pode ganhar mais espaço no Brasil

A presidente da Câmara Brasileira do Livro (CBL), Karine Pansa, classificou como “animadora” a entrevista da presidente da República, Dilma Rousseff, ao Fantástico, veiculada neste domingo, 11. Na conversa com a apresentadora Patrícia Poeta, Dilma revelou seu carinho pela Biblioteca do Alvorada.

“A fala da presidente é animadora, pois demonstra que o incentivo à leitura pode ter um papel estratégico dentro do atual governo”, pontuou Karine. Entidade representativa do setor editorial, a CBL tem trabalhado com vários órgãos do governo em ações para expandir o alcance do livro no Brasil. “A discussão sobre o acesso ao conhecimento merece um lugar no topo da agenda nacional. Nesse sentido, é muito gratificante saber que nossa presidente valoriza o livro e os espaçosdedicados à leitura”, completou Karine.

Na entrevista, Dilma disse ter feito um “esforço” para se acostumar a ler em tablets, mas ressalvou: “Eu gosto de página, gosto de papel, gosto do cheiro de papel. Uma coisa de infância, sabe?” A presidente deu a declaração ao ser questionada sobre seu ambiente preferido no Palácio da Alvorada. “A biblioteca. Acho aquela biblioteca muito bonita também. É um local muito bom; eu gosto muito de conviver com livro”, disse a presidente.

“Nossa expectativa é de que o carinho da presidente Dilma pelos livros e pela leitura continue a se converter em políticas públicas capazes de transformar o Brasil em um país de leitores”, acrescentou Karine.

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Como levar um homem à loucura na cama chega à 4ª edição com sucesso em vendas

Como levar um homem à loucura na cama chega à 4ª edição com sucesso em vendas


As brasileiras realmente têm deixado seus homens malucos na cama com o best-seller “Como levar um homem à loucura na cama” do psicanalista Mauricio Sita. O livro está na quarta edição, atualizado com as dicas mais quentes para as mulheres realizarem com seus parceiros na intimidade. Livrarias de todo País serão reabastecidas para atender à demanda do público feminino, cada vez mais interessado em melhorar seus relacionamentos, satisfazer-se e satisfazer seus parceiros. A obra contém a dica de um milhão de dólares, o que toda garota precisa saber para apimentar a relação, deixar seu homem louco e muito satisfeito.

A publicação foi escrita com base em uma pesquisa realizada com mais de 1.800 pessoas do sexo masculino e traz os principais desejos dos homens, o que mais os agrada. Tudo escrito de modo simples e didático, para a compreensão das leitoras e praticidade ao realizar cada uma das fantasias.

Além de ser um guia para a melhora da qualidade de vida, também traz algumas curiosidades como o caderno lacrado. Nesta parte do livro, as mulheres conhecerão as principais expressões do dirty talking, as palavras mais picantes e desinibidas que um casal poderá utilizar para o momento a dois pegar fogo e sair da rotina.

Viver Melhor
R$ 29,90
154 páginas


Conheça o palestrante Mauricio Sita pela entrevista de lançamento de seu livro no Jô Soares



Compre no link abaixo:

http://www.revistasermais.com.br/produtos.asp?cod_site=0&id_produto=36

terça-feira, 5 de julho de 2011

VIVER DE MÚSICA - BENJAMIM TAUBKIN

A Editora BEI lançou no mês de abril o livro "VIVER DE MÚSICA" - Diálogos com artistas brasileiros, onde dezoito artistas consagrados falam a Benjamim Taubkin sobre a sua história, conflitos e desafios durante a carreira.
É uma leitura agradável e leva o leitor a se identificar muitas vezes com a história dos entrevistados.
O livro serve como uma "lição de vida" aos que estão batalhando por um lugar ao sol no mercado da música.
Quais caminhos podem se abrir aos jovens músicos? - Como se viver de música no Brasil? - Essas são algumas dicas que os entrevistados passam durante os seus depoimentos.
Entre os entrevistados estão: Adriana Holtz, Ari Colares, Artur Andrés, Beto Villares, Braz da Viola, Dimos Goudaroulis, Egberto Gismonti, Fábio Torres, Guilherme Ribeiro, Guitinho, Jamil Maluf, Marcos Suzano, Mauro Rodrigues, Na Ozzetti, Paulo Freire, Siba, Simone Sou e Vitor Ramil.

Benjamim Taubkin - Foto: Editora Abril
O autor do livro, BENJAMIM TAUBKIN coordenou e desenvolveu projetos e séries de concertos com instituições como Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, Senac, Sesc, Museu da Casa Brasileira e Itaú Cultural, entre outras. É curador do Mercado Cultural da Bahia, membro do Conselho Diretor do Fórum Europeu dos Festivais de Músicas do mundo e vice-presidente da Associação da Indústria de Música da América Latina. Integra o Coletivo América Contemporânea, reunião de músicos de sete países da América do Sul e foi curador do encontro Latino-Americano - Novos Caminhos para a Música. Tem participado como músico e produtor de festivais, encontros e seminários em todo o mundo.
Lançou dez CDs como solista e tomou parte como músico ou produtor, de cerca de 130. Dirige a gravadora e produtora Núcleo Contemporâneo, voltada para a música instrumental brasileira.

O preço sugerido para aquisição do livro é de R$49,00 e para aquisição e maiores informações, visite o site da editora: http://www.bei.com.br/

domingo, 22 de maio de 2011

LIVRO REVELA VERDADEIRA HISTÓRIA DO PRIMEIRO VOO ESPACIAL BRASILEIRO

Em Missão Cumprida, astronauta Marcos Pontes revela os bastidores de todas as polêmicas que envolveram o sonho brasileiro de ter um programa espacial tripulado
Marcos Pontes ficou conhecido em 2006, ao se tornar o primeiro astronauta brasileiro a ir ao espaço. Mas poucos sabem dos bastidores dessa história, que envolve intrigas políticas, conflitos científicos, quedas de braço governamentais e manipulações da imprensa que se arrastaram por quase uma década.
O livro Missão Cumprida passa a limpo todas as polêmicas, nas palavras do homem que esteve o tempo todo no olho do furacão. Ricamente ilustrada e com depoimentos dos principais envolvidos, a obra revela um importante episódio da história do Brasil: o momento em que o país ambicionou pela primeira vez ter um programa espacial tripulado, seguindo a trilha das grandes superpotências.

A verdadeira história
Em 1997, um acordo assinado entre os presidentes do Brasil e dos Estados Unidos estabeleceu uma participação nacional na Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla inglesa) e a formação de um astronauta brasileiro entre os quadros da NASA, agência espacial americana.
Entre centenas de candidatos, Marcos Pontes, então major da Força Aérea Brasileira, foi o escolhido e, em 1998, passou a se preparar no Johnson Space Center, em Houston, para uma viagem ao espaço. Mas nada sairia como o planejado. Mudanças no governo e conflitos entre os órgãos gerenciadores do programa espacial fizeram com que a colaboração nacional para o projeto internacional fosse muito reduzida.
Enquanto isso, nos Estados Unidos, o acidente com o ônibus espacial Columbia, e, no Brasil, a tragédia de Alcântara, com o incêndio do Veículo Lançador de Satélites, ambos em 2003, trariam traumas imensos para os programas espaciais dos dois países.
Como astronauta da NASA, Marcos Pontes participou diretamente da investigação do acidente com o veículo americano, e teve encontros e conversas com alguns dos ícones da exploração espacial, como Neil Armstrong (primeiro homem na Lua), John Glenn (primeiro americano a orbitar a Terra) e John Young (comandante da missão lunar Apollo 16 e da primeira missão do ônibus espacial).

O grande voo
Em 2005, o governo federal decidiu negociar com a agência espacial russa o envio de seu astronauta à ISS numa espaçonave daquele país. E com isso Pontes se tornou o primeiro brasileiro no espaço. O anúncio do voo espacial, marcado para o ano seguinte a fim de celebrar o centenário do primeiro avião construído por Alberto Santos-Dumont, colocou o programa espacial brasileiro em evidência como nunca antes.
E, com a atenção adicional, surgiram mais polêmicas e intrigas envolvendo o astronauta e os experimentos nacionais selecionados para a missão. Agora, o público finalmente terá a oportunidade de saber o que foi feito de todos os materiais e arranjos experimentais levados ao espaço no voo da Soyuz TMA-8 e como os experimentos impactaram na ciência e no desenvolvimento tecnológico nacionais. Além disso, saberá a verdadeira história por trás do controverso episódio da transferência de Marcos Pontes para a reserva da Força Aérea Brasileira após o voo espacial. E terá todos os detalhes de como é trabalhar e viver em órbita da Terra, onde um dia dura apenas 90 minutos!
Uma combinação explosiva de superação pessoal, drama humano, sonhos, intrigas políticas, conflitos internacionais, aventuras e desventuras, recheada de detalhes sobre como se treina um astronauta e como se faz um voo espacial, faz de Missão Cumprida um livro indispensável na prateleira de todos que se interessam por exploração espacial ou pela história recente do Brasil.

Sobre a obra
Missão Cumprida. A História Completa da Primeira Missão Espacial Brasileira.
Este livro fala sobre sonho, determinação e sucesso.
É o registro escrito de um momento marcante da história do Brasil. A trajetória de um brasileiro que nasceu em uma família humilde, acalentou um ideal “impossível”, acreditou, trabalhou, persistiu, superou desafios, fez muito mais do que esperavam dele e tornou-se o primeiro astronauta profissional do país.
Pontes dedicou sua vida para servir ao Brasil. Primeiro, como militar; depois, como astronauta; hoje, como educador; sempre brasileiro, de corpo e alma.
A história é cheia de altos e baixos, alegrias e tristezas, angústias e realizações.
Você conhecerá todos os eventos que se desenvolveram nos bastidores da primeira missão espacial brasileira: a política e os obstáculos antes do voo; os momentos de perigo, as curiosidades e a emoção de ver a Terra do espaço; a reação do país, as polêmicas, as críticas, os fatos, o orgulho nacional e a atitude sempre positiva do astronauta, que continua a trabalhar pelo programa espacial e inspirar milhares de jovens a lutarem pelos seus sonhos através da educação.

=> Clique aqui para conhecer o conteúdo do livro

***
“Nosso programa espacial deve ser mais ambicioso. O país só evolui com ambição. Nos anos 50, tivemos a ousadia de fazer uma nova capital. Desde então, perdemos essa ambição. Passamos muitos anos sem sonhar, cuidando do dia a dia, da política vagabunda. Temos que sonhar mais alto.” Dr. Sergio Rezende - Ministro da Ciência e Tecnologia

“Não sou determinístico; sou probabilístico. O que eu diria é que a probabilidade da realização da Missão Centenário aumentou muito pela atuação do Pontes.” Engenheiro Raimundo Mussi - Gerente da Missão Centenário

“A história de Marcos Pontes é um exemplo do sonho brasileiro. Ele encontrou na Força Aérea a continuação do seu lar e a possibilidade de levar à frente seus sonhos. Mas eu sou um dos que, quando ele voltou do espaço, disse: ‘Marcos, você deve deixar a Força Aérea. O país precisa mais de você do que a Força Aérea. Vá e leve as crianças e os jovens desse Brasil ao caminho do espaço. Você pertence ao coração da Força Aérea, mas também pertence ao coração de todos os brasileiros; você nos levou ao espaço; você levou nossa bandeira. Digo isso com muito orgulho, e não falo apenas em nome da Força Aérea. Major-brigadeiro-do-ar Telles Ribeiro - Chefe do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica (2003 – 2007)”

“A imprensa vive principalmente do denuncismo. É salutar, em uma democracia, termos órgãos sempre vigilantes, prontos a apontar mazelas nas estruturas da sociedade. Mas o efeito colateral é que criamos um aparato pronto a criticar o que quer que seja, sendo bom ou ruim. De certa forma, a Missão Centenário e o astronauta foram vítimas disso.” Jornalista Salvador Nogueira - Especialista em astronomia e astronáutica

“Muitos falaram sem saber o que estava acontecendo. Nós sabíamos, tínhamos contato, estávamos lá; passamos por uma seleção feita pela agência espacial por meio de anúncio de oportunidades. Os experimentos foram julgados pela comunidade científica. Não chegaram lá porque eram de amigos de alguém. Prof. Dr. Alessandro La Neve - Faculdade de Engenharia Industrial – FEI”

“A história do astronauta é um marco para o Brasil. Ele foi referência para mim, assim como é para tantos outros jovens. Olhar nos olhos dele e dizer que estou na Força Aérea por sua causa foi um dos momentos mais marcantes da minha vida. Ele me mostrou que era possível realizar qualquer sonho pelo caminho da educação, do trabalho e da dedicação.” João Victor do Carmo Binatto - Cadete da Academia da Força Aérea - AFA

Leia um trecho do livro aqui: http://www.issuu.com/mcpontes/docs/folder_livro_missao

Serviço: Em São Paulo - Lançamento do livro, bate papo e sessão de autógrafo c/ o astronauta Marcos Pontes
Quando: Dia 06 de abril (quarta-feira), às 19h30
Local: Livraria FNAC - Av. Pedroso de Morais, 858 - Pinheiros - São Paulo – SP
Evento gratuito

Obra: Missão Cumprida. A História Completa da Primeira Missão Espacial Brasileira
Autor: Marcos Pontes (astronauta)
Editora: Chris Mchilliard
ISBN: 978-85-64213-01-2
Valor: R$ 59,90
A venda nas maiores livrarias do Brasil e através do site www.marcospontes.com.br

sexta-feira, 6 de maio de 2011

A ARTE DE NEGOCIAR

A arte de negociar

A arte de negociar representa o processo de comunicação eficiente, baseado na coragem de enfrentar desafios.

O grande objetivo de uma negociação é possibilidade da estruturação, planejamento, condução e avaliação de negociações a partir de técnicas adequadas e fundamentadas no princípio da comunicação, da empatia e das necessidades profissionais e, principalmente, humanas.

Nos dias de hoje, no qual a modernização faz frente aos negócios e estabelece relações de trocas cada vez mais complexas, algumas características ostentam novas práticas para conquistar os objetivos propostos.

Dentro das técnicas de negociação, fatores estratégicos como: habilidades pessoais, planejamento e organização, disciplina, auto-desenvolvimento, visão, determinação, inovação, alianças, flexibilidade e adaptabilidade, são alguns exemplos a ser desenvolvido nas mais diversas áreas.

Na área do direito não é diferente, está pratica ganha notoriedade e torna-se mais uma ferramenta a ser utilizada para os mais diversos focos jurídicos, e mais recentemente, da própria arbitragem. É perceptível o interesse pela mediação e negociação como caminhos alternativos, destacando positivamente o fato de ser inserido o capítulo da negociação não só nos currículos da Pós-Graduação, mas também na Graduação.

O audiolivro “Tudo o que você precisa ouvir sobre técnicas de negociação” propõe uma reflexão sobre o emprego da negociação como ferramenta importante na rotina do operador de direito.

Esta obra é um convite ao ouvinte para uma reflexão maior sobre a utilização da negociação dentro do ambiente jurídico no qual ajuda a criar uma nova mentalidade na classe jurídica, apresentar novas ferramentas para a atuação do operador do Direito.

Alguns temas abordados: Negociação para o operador do Direito; Argumentação, convencimento e persuasão; o processo de negociação; Comunicação; Opções e legitimidade, entre outros.

Sobre a autora:

Alessandra Nascimento Silva e Figueiredo Mourão é advogada na área empresarial; procuradora do Município de São Paulo; graduada e pós-graduada pela Faculdade de Direito da USP; coordenadora de cursos de negociação na Business School São Paulo e COGEAE-PUCSP.

Audiolivro - TUDO O QUE VOCÊ PRECISA OUVIR SOBRE TÉCNICAS DE NEGOCIAÇÃO
Alessandra Nascimento Silva e Figueiredo Mourão
Editora Saraiva, 1.ª edição, 2010, 80min, R$ 24,90

Conversas com os mestres do marketing

Com uma variedade de temas de marketing e ilustrando conceitos-chave com exemplos do mundo real de sucessos e fracassos,

o livro oferece aos líderes oportunidade para compreender a dinâmica atual e as tendências da área

“Conversas com os mestres do marketing”, de Laura Mazur e Louella Miles, lançamento da Editora Gente é um bate-papo informal e didático com os maiores especialistas do marketing da atualidade. No livro, as autoras afirmam que “ainda que nossa seleção de gurus do marketing seja composta por um grupo variado de pessoas, alguns temas são comuns. Há, por exemplo, a preocupação quanto a habilidade de os profissionais desta área virarem o jogo a ponto de fazer com que os CEOs das empresas compreendam o quão importante e fundamental é o marketing.”



Os bate-papos são divididos em três partes. Cada convidado é questionado sobre a carreira que escolheu; depois, fala um pouco sobre seu modo de encarar o marketing; e por fim contam o que os motiva. As autoras fazem questão de salientar que “um fato a ser considerado é que, embora os profissionais em destaque, estejam intimamente vinculados ao ramo específico do qual são pioneiros, nenhum deles deixou de se manter engajado na busca por novas ideias e novos conceitos que mantivessem o marketing relevante e pertinente”.

“Conversas com os mestres do marketing” traz depoimento de especialistas como Philip Kotler, David Aaker, Jean-Claude Larreche, Regis McKenna, Don Peppers, Martha Rogers, John Quelch, Al Ries, Don Schultz, Patricia Seybold, Jack Trout, Lester Wunderman. O livro abrange uma vasta gama de temas atuais, com conceitos e exemplos reais de sucesso e fracasso, podendo ser base para a definição do futuro do marketing.

Sobre as autoras: Laura Mazur é escritora e sócia do Writers 4 Management, empresa especializada na produção de conteúdo em gestão e negócios. Ela se tornou jornalista de negócios em 1978 e foi editora da revista UK’s Marketing entre 1986 e 1989. Já escreveu para inúmeras publicações e também é autora de livros de gestão e negócios.

Louella Miles é escritora de negócios e sócia de Laura Mazur no Writers 4 Management. Ela começou como jornalista especializada em consumo em 1976, na Associação de Consumidores, antes de se tornar escritora de negócios em 1980. Além de ter sido gerente editorial da revista Marketing em meados dos anos 1980, escreveu inúmeras reportagens sobre gestão e negócios em diversos temas.

Serviço:
Título: Conversas com os mestres do marketing
Autoras: Laura Mazur e Louella Miles
Editora Gente
ISBN: 978-85-7312-686-0
Gênero: Marketing
Formato: 16x23
Páginas: 264
Preço: R$69,90
Ano e número da edição: 2010 / 1ª edição

domingo, 10 de abril de 2011

ATÉ OS MONSTROS ARRUMAM O CABELO

EDITORA PRUMO LANÇA LIVRO INFANTIL ATÉ OS MONSTROS ARRUMAM O CABELO, DE MATTHEW MCELLIGOTT

Obra do autor e ilustrador americano Matthew McElligott conta as aventuras
de um pequeno barbeiro que atende monstros durante uma madrugada de lua cheia

A Editora Prumo lança, pelo selo Pruminho, o livro infantil Até os monstros arrumam o cabelo, de Matthew McElligott, autor e ilustrador da obra. Uma vez por mês, quando a lua cheia surge no céu, é hora do jovem ir à barbearia do pai, onde ele passa a noite aparando, cortando e modelando a cabeleira de monstros, alguns mais familiares, outros nem tanto. McElligott transfere ao narrador-personagem do livro toda a sua ironia e seu bom humor. Bem-disposto e dedicado, o garoto, que adora ver o pai atender os clientes humanos durante o dia, conta aos leitores como foi a aguardada madrugada de trabalho no salão lotado. Frankenstein "sempre pede a mesma coisa" – os leitores atentos notarão que o barbeador elétrico que o menino usa é conectado ao parafuso no pescoço do monstro –, enquanto outros monstros sempre querem tentar algo novo. Com os olhos vendados, o menino trança os cabelos de serpentes da Medusa.

Servindo como estímulo à garotada, que nem sempre gosta de cortar o cabelo, de mudar de visual ou que tem medo da tesoura, o livro aborda de forma divertida um fato comum na vida das crianças. McElligott preenche o livro com simpáticas, curiosas e cabeludas criaturas e enche a barbearia, aparentemente comum, com elementos que fascinam o público infantil.


Sobre o autor
Matthew McElligott é autor de inúmeros livros para crianças e os escreve há 15 anos. Ele cresceu e vive em Albany, nos Estados Unidos com sua mulher, seu filho e cercado de animais. O autor também é professor e ministra aulas na universidade Sage College of Albany.

Sobre a Prumo
Fundada por Paulo Rocco, responsável pela bem-sucedida editora carioca Rocco, a Editora Prumo chegou ao mercado livreiro em 2008 com o slogan “Pelo prazer da leitura” e com uma proposta de pluraridade: publica títulos variados, nos segmentos de ficção, não-ficção e infantojuvenil. Com sede em São Paulo, na Vila Olímpia, a Prumo funciona com equipe própria e independente, e com linha editorial autônoma. Além da aquisição de títulos nacionais e estrangeiros, a editora investe também no desenvolvimento de projetos especiais, como livros comemorativos e os chamados coffee table books.



FICHA TÉCNICA:
Título: Até os monstros arrumam o cabelo
Autor: Matthew McElligott
Selo: Pruminho
Formato: 20 X 26
No de páginas: 48
Acabamento: capa dura
ISBN: 978-85-7927-125-0
Preço: R$ 34,90

sábado, 26 de fevereiro de 2011

O MERCADÃO DA FÉ

O pesquisador Carlos A. Caccia lançará na próxima segunda-feira, 28 de fevereiro, a partir das 19 horas, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional (Av. Paulista 2073 - esquina R. Augusta - São Paulo/SP), o livro "O Mercadão da Fé".

Na obra, Carlos A. Caccia coloca em pauta a discussão mais antiga da Humanidade: as religiões, a fé e seus mercadores. A partir de citações da Bíblia, o autor questiona dogmas e mecanismos utilizados pelos "mercadores da fé" para atrair fiéis e manter seus "rebanhos".

Há mais de 2000 anos religiosos e ateus esperam por uma resposta.

Sobre o Autor:

Carlos A. Caccia
Pesquisador e Escritor
 Carlos A. Caccia é pesquisador e pensador. Estuda a Bíblia e as religiões há mais de 30 anos e agora coloca suas dúvidas e questionamentos nos livros da série Credo Quia Absurdum.

O livro O Mercadão da Fé é o primeiro da série que suscita o debate sobre as religiões e seus métodos.





Serviço:
Lançamento: livro O Mercadão da Fé
Data: Segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011
Horário: a partir das 19 horas
Local: Livraria Cultura do Conjunto Nacional
Endereço: Av. Paulista 2073 (esquina com R. Augusta) Ficha técnica:
Livro: O Mercadão da Fé
Autor: Carlos A. Caccia
Editora: Exterior Editora
Número de páginas: 232 páginas
ISBN: 978-85-63452-04-7
Preço: R$ 39,90
Venda no site http://www.exterioreditora.com.br/


domingo, 6 de fevereiro de 2011

O discurso do rei

Editora José Olympio lança livro que deu origem ao filme favorito ao Oscar

Em 1936, um plebeu australiano seria o responsável por salvar a Monarquia Britânica. Surpreendido pela abdicação do Rei Eduardo VIII, o inseguro e gago Duque de York viu-se como primeiro na linha de sucessão. Desacreditado pela Família Real, que o considerava inadequado para assumir a Coroa, ele viu no terapeuta e autodidata australiano Lionel Logue a solução para mudar sua reputação e assumir o trono. Com métodos poucos convencionais, Logue transformou o vacilante duque no Rei George VI, um dos monarcas mais reverenciados do Reino Unido por ter conduzido a Grã-Bretanha com força e determinação durante a Segunda Guerra Mundial. Com base nos arquivos e diários do australiano, O DISCURSO DO REI – COMO UM HOMEM SALVOU A MONARQUIA BRITÂNICA, de Mark Logue e Peter Conradi, remonta a relação de amizade e confiança que surgiu do encontro desses dois homens tão díspares. O livro acaba de ser adaptado para o cinema, tendo ganhado um lobo de Ouro (melhor ator)e 12 indicações ao Oscar.

O discurso do Rei

(The King's Speech)

Mark Logue e Peter Conradi

ISBN: 978-85-03-01104-4

Formato: 16 x 23cm

Páginas: 192

Preço: 29,90



No ano de 1936, a conservadora Família Real Britânica encontrava-se em uma situação nada confortável. O jovem monarca Eduardo VIII havia abdicado do trono por amor à americana divorciada Wallis Simpson. Em seu lugar, deveria assumir seu irmão, o inseguro e com problemas de fala Duque de York.

Transformar o rapaz considerado inadequado para o trono no novo líder da nação parecia uma tarefa impossível. A solução veio de forma nada convencional. Ao invés da ajuda de um primeiro-ministro ou o arcebispo de Canteburry, seria o desconhecido e autodidata terapeuta vocal australiano Lionel Logue o responsável pela transformação do duque em George VI, um dos reis mais populares da Grã-Bretanha.

Através de métodos considerados pouco ortodoxos, Logue ajudou o rei a adquirir a confiança necessária para liderar a Grã-Bretanha na Segunda Guerra Mundial. Para tanto, contou com a ajuda da esposa de George VI, a falecida rainha-mãe Elizabeth I, que não poupou esforços para reverter a reputação de seu marido.

A história dessa inusitada aliança, que resultou em uma emocionante amizade, é contada agora em O DISCURSO DO REI – COMO UM HOMEM SALVOU A MONARQUIA BRITÂNICA. Com base nos diários e arquivos de Lionel Logue, os autores Peter Conradi e Mark Logue, neto do terapeuta, reconstroem a relação de surpreendente intimidade entre dois homens absolutamente díspares. O livro traz ainda um encarte de fotos que ilustram os pontos altos da vida dos dois personagens.

Sucesso na Grã-Bretanha, o livro foi recentemente adaptado para o cinema, tendo ganhado um Globo de Ouro (melhor ator) e 12 indicações ao Oscar. Sua estreia no Brasil está agendada para 11 de fevereiro.

* Juliana Braga

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Resenha – Em busca da Eficácia em Treinamento

Ronaldo Costa Rodrigues
Por: Ronaldo Costa Rodrigues do site http://qualiblog.wordpress.com/sobre/


Ganhei o livro do Sebastião Guimarães no ano passado e não deu tempo de terminar a resenha para apresentar a vocês aqui. Então, nesses últimos dias de férias aproveitei para fazer isso.
Título: Em busca da Eficácia em Treinamento

Publicado pela ABTD – Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento
Ano: 2009
120 páginas
Escrito por Jorge de Paiva Campos e Sebastião Guimarães, o livro trata da aplicação da norma ISO 10015 – Gestão da Qualidade – Diretrizes para Treinamentos. Mas não se limita a explicar a norma, faz muito mais que isso, através do esclarecimento de conceitos como C.H.A., competência, core competence, ROI e outros.

Também trás dicas para projeto, planejamento, execução e avaliação dos treinamentos e diversos exemplos de formulários para serem utilizados pelo RH em todas essas fases!

Apesar do total de páginas parecer pouco, os autores rechearam a obra com tudo o que é preciso saber para cuidar com precisão, seriedade e profissionalismo das questões de treinamento.

Os capítulos são curtos e de fácil leitura, num texto acadêmico, mas nem um pouco maçante, o que geralmente ocorre com a maioria dos livros técnicos. – Já notaram como dá até sono ler um livro técnico com capítulos enormes? Pois isso não acontece nesse caso!

Outro ponto que observei e considero muito interessante é o fato de que o assunto vai ganhando complexidade ordenada e gradativamente. Durante a leitura você é apresentado primeiro aos conceitos básicos, passa para outros mais elaborados e vai dessa forma até chegar ao final, onde aparecem os Indicadores e outros métodos para avaliar resultados dos treinamentos! Nessa altura, você já absorveu tudo o que precisa para entender como aplicar a ISO 10015!…

Segue abaixo um pequeno trecho que retirei da Introdução do livro:

[...]“A preocupação está então em desmistificar a competência do conceito de qualificação, que de certa forma determinava os requisitos associados à descrição ao cargo ou função. Não se pode mais ficar preso apenas à descrição de cada função a ser desempenhada ou a um processo metódico e burocrático; as empresas hoje em dia adquiriram uma posição mutável e, para tal, exige-se profissionais que atendam perfis baseados em combinações de capacidades complexas. Isto significa incluir nas definições tradicionais de execução de tarefas, resultados, conceitos que representem características de quem esta executando o trabalho, como habilidades, atitudes, valores, orientações e comprometimentos.”[...]

E outro, que fala sobre o conceito de entrega:

[...]“Se tenho dois funcionários em minha equipe que desempenham as mesmas funções, que são remunerados e avaliados por parâmetros idênticos, mas um deles quando lhe é pedido que resolva um problema, traz a solução com muita eficiência e eficácia, devo admitir que, para minha equipe, este último é mais valioso.”[...]

Ficou interessado?

O livro pode ser adquirido diretamente na ABTD ou no blog do Sebastião Guimarães. E se quiser uma versão em pdf (gratuita), pode baixar clicando aqui. Mas atenção, a versão impressa está atualizada, o pdf não!


Fonte: http://qualiblog.wordpress.com/2011/01/24/resenha-em-busca-da-eficacia-em-treinamento/ Posted on 24/01/2011 by ronaldocgq

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

A ARTE DE LIDAR COM O TEMPO

Livro traz depoimentos de pessoas que fazem mais que viver simplesmente

Apresentar ao leitor 25 pessoas acima de 80 anos, anônimas ou “famosas”, que vivem sua vida de uma maneira exemplar, essa é a proposta do livro “Mestres do Tempo – relatos do século XX para viver o século XXI”, de Alessandra Garcia Trindade.

Um projeto especial, com prefácio do jornalista Gilberto Dimenstein, recheado de depoimentos que ilustram de um jeito vigoroso a vontade de viver. Alessandra conta a história de homens e mulheres curiosos, entusiasmados, ousados que não viram o tempo passar, pessoas que encaram a vida como uma grande aventura e não enxergam na idade um limite para as ações, avançando cada vez mais e, apesar dos 80, 90 ou 100 anos vivem intensamente e experimentam o que ainda não viveram.

Mestres do Tempo conta histórias emocionantes como a de Geralda Ferreira de Araújo, que aos 71 anos foi presenteada pela filha com um salto de paraquedas; ou a de José da Costa Silva do alto de seus 89 anos aprendeu o segredo das letras ao ser alfabetizado; traz também a bela história de dona Canô, mãe de Caetano e de Maria Betânia, que fez de sua cidade o quintal de casa e se transformou em ícone de bem-viver e da felicidade plena.

Este livro é uma lição de como fazer da vida, para sempre e enquanto dure, uma doce aventura. Sem pressa de viver, nem de morrer. “Mestres do Tempo” está disponível nas melhores livrarias.





SOBRE O PROJETO GRÁFICO: Uma publicação repleta de relatos enriquecedores, de vidas extraordinárias não poderia ser meramente um livro convencional. Tinha que ser especial. Com o formato de um caderno de anotações, da viagem da vida. Há um livro dentro do livro. Inspirado nos famosos Moleskines, as páginas vivas, com anotações, fotos, ilustrações e textos foram diagramados em manchas pouco convencionais para um livro, para que o leitor se sinta explorando e vivenciando as histórias quase que em tom confessional, como se fossem escritas pelos próprios personagens.



SOBRE A AUTORA: Alessandra Garcia Trindade, Mineira de Campo Belo, é pós-graduada em Responsabilidade Social e Terceiro Setor e atua como consultora cultural. Desenvolve projetos viabilizados por meio de patrocínios nas leis de incentivo que possibilitam o acesso da população de baixa renda às mais diversas áreas culturais como teatro, música, literatura, cinema, artes plásticas, entre outras.



Serviço:

Título: Mestres do Tempo – Relatos do século XX para viver o século XXI

Autora: Alessandra Garcia Trindade

Editora Gente

ISBN: 978857312643-3

Formato: 16 x 23

Páginas: 128

Preço: R$ 69,90

Ano e número da edição: 2009 / 1ª edição

O que tem no prato do seu filho?

SERVIÇO:
“O que tem no prato do seu filho? – Um guia prático de nutrição para os pais”, Editora Allestrade

Data: 03/02/2011

Horário: 18h30

Livraria Cultura

Av. Paulista 2073 – Conjunto Nacional






Loja de Artes
Especificações
Tamanho: 230 x 230mm
136 páginas
Preço de Capa: R$ 45,00

sábado, 22 de janeiro de 2011

Coleção de piadas para a garotada


“O que é pior do que encontrar uma lesma no seu x-salada? Encontrar meia lesma.” “Um cliente pede um copo de água. O garçom pergunta se é para beber e o cliente responde: é para dar um mergulho”. “Onde o vampiro guarda o seu dinheiro? No banco de sangue”. “Você sabe qual é o prato preferido dos Três Mosqueteiros? Peixe-espada.” Essas são algumas das piadas e charadas que constam na nova coleção que a Editora Fundamento acaba de lançar no Brasil, voltada especialmente para crianças.

Piadas para rachar o bico é composta por três livros, o de capa azul, o laranjado e o verde. O primeiro livro conta com os temas: comida, animais, famílias, escola e profissões. Já os títulos laranjado e verde apresentam ainda piadas sobre fantamas e monstros.

A linguagem proposta é acessível e cada título conta com muitas ilustrações coloridas e engraçadas. No Brasil, os livros foram escritos por Gabriel Bazaral.



SERVIÇO:

Coleção Piadas para rachar o bico (capas: azul, laranjada e verde)

Preço sugerido: R$ 19,60

Encontrado nas principais livrarias do país.

Site: www.editorafundamento.com.br

EDITORA PHORTE LANÇA O LIVRO EDUCAÇÃO EM SAÚDE

Elaborado por William Malagutti e Sonia Maria Rezende Camargo de Miranda o livro explora desde um planejamento educativo na saúde até mesmo a educação ambiental

O educador em saúde está em processo de constante elaboração e revisão de sua prática. Por atuar, muitas vezes, em situações que envolvem "perdas" da saúde e mudanças de estilo de vida, um dos principais desafios a enfrentar é a formação do vínculo entre o educador e o educando.

Sem o vínculo, não há transformação. Por isso, a palavra educador é tão significativa, pois nos leva a inferir que é um processo doloroso, principalmente quando se fala de educação em saúde.

Educação em saúde apresenta experiências de profissionais que enfrentam esses desafios no seu dia a dia de trabalho.


Sobre o produto
Páginas: 312
Formato: 17 x 24 cm
ISBN: 9788576552833
Peso (em gramas): 505
Ano: 2010
Edição: 01

Sumário
1 - Diagnóstico e planejamento educativo em saúde
2 - A promoção da saúde e a educação em saúde como campo de conhecimentos e práticas
3 - O olhar holístico na educação superior
4 - Educação permanente em saúde
5 - Intervenções educativas para pacientes fumantes
6 - Ações educativas em saúde do trabalhador
7 - Controle da tuberculose no Brasil: estratégias, educação em saúde e participação social
8 - Educação em saúde no cuidado ao idoso
9 - Educação em saúde para pessoas com lesão medular
10 - Terapia Familiar Sistêmica Breve: uma nova abordagem em instituições
11 - Participação popular: realidade ou utopia?
12 - Educação ambiental em resíduos sólidos: uma prática pedagógica possível

Sobre os autores:
William Malagutti
Coordenador e professor-convidado do curso de pós-graduação em Saúde Pública e PSF para Enfermeiros da Universidade Gama Filho;
Mestre em Administração, Comunicação e Educação pela Universidade São Marcos (2002);
Especialista em Educação em Enfermagem pela Escola Nacional de Saúde Pública - Fiocruz;
Pós-graduação em Administração hospitalar pelo IPHSP;
Licenciado e graduado em Enfermagem pela Universidade de Mogi das Cruzes;
Professor-convidado da Universidade Católica de Goiás;
Assessor do periódico Enfermagem Brasil;
Enfermeiro da Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo.

Sonia Maria Rezende Camargo de Miranda
Doutora em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2006);
Educadora em Saúde Pública pela Prefeitura Municipal de São Paulo;
Professora da Universidade Anhembi Morumbi na graduação de Enfermagem e demais áreas das Ciências da Saúde;
Professora da pós-graduação da Universidade Gama Filho no curso de Saúde Pública e PSF para Enfermeiros e do Curso de Enfermagem Obstétrica da Universidade Anhembi Morumbi.

Como adquirir:
http://www.phorte.com.br/livro-educacao-saude-449

Sobre a Phorte Editora:
Quando a Phorte Editora começou as suas atividades, em 1996, tinha como compromisso colaborar para o progresso da área de Saúde, editando e oferecendo ao mercado títulos assinados por renomados profissionais do segmento, especialmente da Educação Física.
O tempo passou e a Phorte Editora cresceu. Acompanhando os movimentos do mundo moderno, a empresa abriu o leque de seu catálogo para outras áreas de interesse (como Fisioterapia, Nutrição, Educação, Enfermagem entre outras), que também passaram a pautar as publicações.
Ao longo dessa jornada de evolução editorial, muitos foram os prêmios conquistados pela Editora, entre eles o Prêmio Clio de História, em 2001, pelo título "Tietê - O Rio do Esporte", de Henrique Nicolini, obra de presença garantida nas bibliotecas das escolas públicas em todo Estado de São Paulo. Ainda no ano de 2001, a Phorte Editora foi laureada com o Prêmio Indesp pelo título "Futebol - Teoria e Prática", de Ariobaldo Friselli e Marcelo Mantovani. Em 2003 e 2004 vieram as confirmações de que a Phorte Editora tinha - de fato - conquistado, com louros, um importante lugar no mercado editorial. Respectivamente, os prêmios "Best Quality", concedido pelo International Quality Service e " Top of Quality", oferecido pela Ordem dos Parlamentares do Brasil, vieram atestar a alta qualidade das publicações da Editora.
Em permanente evolução, a Phorte Editora está sempre atenta aos movimentos do mercado editorial. Além disso, novos produtos e novos suportes vem sendo utilizados para a distribuição do conhecimento editado, tais como Cd´s, DVD´s, hotsites, arquivos em flashpaper para publicações eletrônicas além de plataformas multimidiáticas usadas na divulgação deste acervo no Instituto Phorte Educação e na PhorteTV . Todas estas tecnologias a Phorte Editora vem colocando ao dispor da sociedade brasileira, buscando prover acesso rápido e irrestrito ao conhecimento.
O saber é o mais valioso bem que o ser humano pode deter. Com um bom livro nas mãos, você transpõe barreiras e chega a um mundo novo. Ao abraçar o ideal da educação, a Phorte Editora entra em consenso com o sábio dito popular que dá conta de uma verdade incontestável: É possível perder quase tudo numa vida, menos o conhecimento adquirido.

Contato:
Phorte Editora Ltda
R. Treze de Maio, 596
Bela Vista - São Paulo - SP
CEP: 01327-000
Tel/Fax: (55) (11) 3141-1033
E-mail: phorte@terra.com.br

* FABIANA CARDOSO

676 aparições de Killoffer

Lançado durante o Rio Comicon 2010, foi o terceiro livro mais vendido do evento, agora “676 aparições de Killoffer” chega às livrarias. A graphic novel do artista plástico, ilustrador e quadrinista francês Patrice Killoffer, é um lançamento da Editora Barba Negra e Leya Cult.
Considerado um dos artistas mais ousados de sua geração, Killoffer exercita seu estilo nesta elogiada obra, indicada por diversos veículos como uma das melhores graphic novels do ano na época de seu lançamento (em 2002 na França). Todo em preto e branco, “676 aparições de Killoffer” tem início com a narrativa do autor sobre sua mudança para Montreal e a inusitada preocupação com a pia de louças sujas que deixou para trás em Paris. Após essa estadia – real, pois o autor recebeu uma bolsa para viver no Canadá e escrever um livro sobre a experiência -, Killoffer acaba se deparando com várias versões de si mesmo, nas mais diversas e estranhas situações, num ritmo vertiginoso e intenso.
Enquanto escreve uma aprimorada reflexão sobre a função real da humanidade – de não passar, talvez, de um húmus do porvir –, Killoffer experimenta a página inteira e retira as molduras dos quadros, elementos definidores do que é “história em quadrinhos”. Este livro, publicado no âmbito do programa de participação à publicação Carlos Drummond de Andrade da Mediateca da Maison de France, contou com o apoio do Ministério francês das Relações Exteriores e Européias.
“Patrice Killoffer criou um dos meus álbuns de HQ preferidos. [...] Ele experimenta tirar por completo a divisão de quadros na página, resultando numa narrativa totalmente original, sem falar que é uma das sequências de páginas mais lindas que já vi.” Rafael Grampá



“É uma obra-prima de horror de autocomiseração, impressionante e magnificamente criado. Por que criar monstros, zumbis e alienígenas quando o verdadeiro horror está sob a sua pele?” Charles Burns



“Killoffer tem algo muito novo a dizer. Algo que apodreceu em sua geladeira, algo feio e degradante, que diz respeito a todos nós. Seu desenho é elegante e preciso, mescla qualidades do novo design e ilustração a uma inovação marcante na forma de se contar histórias. Envolvido com a fundação da editora francesa L'Association e com a celebração de um quadrinho experimental que renovou a linguagem da mídia no país e no mundo, Killoffer desponta como um dos principais expoentes de sua geração. Ele explora a página inteira, te diz: "olhe pra isso, saboreie, deixe seu olho gostar disso, porque eu vou te contar uma história nojenta sobre mim". É um autor auto-referente e egocêntrico, concentrado em sua própria decadência, seu caráter duvidoso e seus desejos destrutivos. Pra quem se impressionou com Crumb durante três décadas, ele representa o novo, a evolução da maravilhosa tradição auto-depreciativa dos quadrinhos. Feio e mal e muito bem vestido.” Rafael Coutinho



Ficha Técnica

Título: 676 aparições de Killoffer

Autor: Patrice Killoffer

Formato: 25 x 37 cm

Brochura

Nº de páginas: 48

Preço: R$39,30



Sobre o autor

Killoffer foi um dos fundadores da L’Association, editora francesa identificada com a vanguarda dos quadrinhos, responsável por sucessos internacionais como “Persépolis”, de Marjane Satrapi e “Epiléptico”, de David B. Pela mesma editora, publicou “Billet SVP” (1995), o presente livro (2002),”Quand faut y aller” (2006), criando até jogos de tabuleiro em quadrinhos; publicou também pelas editoras Delcourt, Seuil, além de ter participado de diversas obras coletivas, tais como a importante revista dedicada à nona arte, Lapin e ainda na revista de arte Le Tigre, na qual publica regularmente. Suas “676 aparições” tornaram-se referência mundial entre autores de graphic novels, tanto pela capacidade de se auto-ficcionar quanto pelo uso elegante do preto e branco.



Sobre a Barba Negra

A Barba Negra foi criada em 2010, numa parceria entre o roteirista Sandro Lobo e o designer gráfico Christiano Menezes. Lobo foi editor da revista MOSH! Só Quadrinhos Roquenrou e da Editora Desiderata, onde lançou autores como Rafael Grampá, André Dahmer, Fabio Lyra, Allan Sieber entre outros. Christiano é um dois principais designers do meio editorial, começou como ilustrador e designer de capas para os principais artista nacionais como Tom Jobim, Elis Regina, o Rappa ente outros.



Sobre a LeYa Brasil

A LeYa Brasil nasceu em Portugal, em janeiro de 2008, como empresa holding na qual se integram algumas das mais prestigiadas editoras nacionais e duas das mais bem-sucedidas editoras africanas. Compõem a LeYa as seguintes editoras: ASA, Caderno, Caminho, Casa das Letras, Dom Quixote, Estrela Polar, Gailivro, Livros d'Hoje, Lua de Papel, Ndjira (Moçambique), Nova Gaia, Nzila (Angola), Oceanos, Oficina do Livro, Quinta Essência, Sebenta, Teorema e Texto. A força destas marcas e a qualidade do que produzem, aliada aos objetivos ambiciosos e à dinâmica de grupo, fazem da LeYa uma empresa forte e coesa nos seus objetivos gerais e diversa nos seus programas editoriais.

* KATIA REGIANE

sábado, 15 de janeiro de 2011

Aline Barros conta tudo em autobiografia

Em Fé e paixão, cantora cristã mais popular do Brasil revela detalhes da vida e da carreira, como a ocasião em que quase perdeu a voz


Havia uma fenda em minhas pregras vocais, e eu estava com apenas 5% da voz, não conseguia cantar e mal falava. O médico disse que eu poderia nunca mais voltar a cantar. Eu passava horas trancada no quarto chorando; noite sem dormir, madrugadas em pranto.



São revelações como esta que farão o leitor se emocionar, refletir e ficar ainda mais próximo de Aline Barros. Muito mais que um diário, sua biografia Fé e paixão (lançamento da editora Thomas Nelson Brasil) relata as experiências da jovem cantora que cedo começou a fazer sucesso, mas também precisou enfrentar muitas dificuldades.

Dona de talento incontestável, a carioca Aline Barros é hoje a mais popular cantora gospel do país, e a beleza de sua voz é reconhecida internacionalmente. Ela foi a primeira cantora gospel a ganhar o Grammy Latino na categoria “Melhor álbum de música cristã em língua portuguesa” em 2004, 2006 e 2007. Também emocionou milhares de pessoas ao cantar na maior igreja do mundo, na Coreia do Sul. Ministrou na Venezuela, apresentou-se em Porto Rico, Londres e muitos outros países. Além disso, a artista empresta seu carisma e prestígio a ações sociais no Brasil.

O reconhecimento de seu talento musical não se restringe ao mercado gospel. Aos 33 anos, Aline venceu obstáculos e hoje sua voz também é referência no mercado secular. Com 5 milhões de de CDs e DVDs vendidos no país e no exterior, está entre as cantoras brasileiras de maior sucesso na atualidade. Já participou de vários programas de TV, entre eles um especial de Natal da Globo, o Domingão do Faustão e os programas da apresentadora Xuxa que, além de amiga, tornou-se uma espécie de madrinha artística para Aline.

Quem ouve os discos de Aline Barros, encontra sua foto em jornais e revistas ou a vê na televisão não consegue imaginar que, quando criança, a artista ajudava a mãe a vender cachorro-quente em feiras do subúrbio do Rio de Janeiro. Dedicada e praticante da fé ensinada pela família, ela começou a cantar na igreja, onde descobriram seu grande talento. Nem por isso ela deixou de estudar e trabalhar. Ainda jovem, formou-se em Biologia Marinha pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Uma vez descoberto seu talento, passou a dedicar-se integralmente à carreira que lhe trouxe tantos desafios, mas proporcionou muito mais alegrias.



Trechos do livro



Meu pai se lembrou de dois grandes amigos, Ricardo Feghali e Cleberson Hortsh, do grupo Roupa Nova. Eles me conheciam desde garotinha e pegaram o trabalho com bastante carinho. Não posso dizer que palpitei demais, mas nada que entrou no CD foi contra a minha vontade.



Confesso: Gilmar teve que batalhar um beijo meu. Sempre fui muito reservada, tinha hora para voltar pra casa, meu pai marcava e Gilmar obedecia, não dava o menor motivo para reclamações. Desta vez o zagueiro era o meu pai. Íamos ao cinema às 5 horas da tarde, com criança jogando pipoca na nossa cabeça. Além disso, meu irmão saía conosco até eu ficar noiva.





Título: Fé e paixão

Autor: Aline Barros

Editora: Thomas Nelson Brasil

Formato: 14x21cm

Número de páginas: 180

Preço de capa: R$ 24,90

Lançamento: novembro de 2010

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Revoluções silenciosas do dia-a-dia

O jornalista-escritor Carlos Herculano Lopes lança seu novo livro de crônicas, 41 instantâneos da vida escritos com graça, humor e aguda percepção psicológica

Após o sucesso do romance O vestido, publicado pela Geração e adaptado para o cinema em 2007, Carlos Herculano Lopes revela mais uma vez, neste seu novo livro, A mulher dos sapatos vermelhos, seu talento literário e elegância estilística ao extrair narrativas envolventes de episódios triviais ou pitorescos do cotidiano, ocorridos nas grandes e pequenas cidades do nosso Brasil.

Em 41 crônicas, textos curtos e de impacto publicados originalmente no jornal O Estado de Minas, o jornalista-escritor nos brinda com 41 momentos, que tanto podem estar encapsulados no tempo — tal qual suas lembranças de menino, o piloto português que no ano de 1937 aterrissou em Boa Vista e se tornou celebridade, ou a escrava Mercês — como podem constituir instantâneos da alma — tal qual a visita ao sítio da Guerra de Canudos; o bulício causado entre os homens de Belo Horizonte pela sensual e misteriosa mulher de sapatos vermelhos; o humor prosaico gerado pela recordação de uma vizinha incômoda ou de um pai e um filho “pentelhos”; a rotina de um ônibus quebrada por uma garota anunciando aos berros sua gravidez; o afeto por cães em quatro movimentos; quatro tempos de uma ida a São Paulo; a decisão tomada por Marisa de mudar porque “a vida não dá duas safras”; entre outras revoluções silenciosas do dia-a-dia.

Esses instantâneos, prenhes de singeleza e observação psicológica, acabam por formar um mosaico que constitui a nossa realidade diária em tudo que esta pode conter de colorido, multifacetado, familiar, banal, anti-heroico, e, ao mesmo tempo, de surreal, insólito e absurdo, mas sempre com a leveza de tons de alguém que ama a vida, o campo, as mulheres, os bate-papos com amigos em bares e outros prazeres simples que, consoante Oscar Wilde, são o último refúgio do complexo.

Ler os “causos” urbanos e rurais que Carlos Herculano Lopes nos conta é mais que um deleite; equivale também a conhecer a fauna e a flora de um ecossistema por meio da observação sossegada de uma formiga a percorrer as nervuras de uma folha.


“O escritor capta a singeleza e a banalidade dos pequenos acontecimentos provinciais e urbanos, ao mesmo tempo em que resgata o que há de mais surreal, pitoresco, inusitado e mítico da vida.”

Ronaldo Cagiano, Rascunho


“Carlos Herculano Lopes é um dos mais sólidos talentos da sua geração.”

“Carlos Herculano Lopes se impõe pela força do seu texto e pela extrema elegância da linguagem.”

Maria Alice Barroso, Estado de São Paulo



“Suas histórias aprisionam e surpreendem o leitor, pois falam tanto ao intelecto quanto à sensibilidade, graças ao delicado jogo de imagens orais e a imaginação literária.”

Nelson de Oliveira, Jornal do Brasil



“Assim são as crônicas de Carlos Herculano Lopes, escritor que olha o mundo a partir da redação do jornal. Não é o cronista acidental, mas o jornalista-escritor, outra tradição mineira, que dá ao texto uma espessura de realidade diária, sem o qual a crônica se perde na gratuidade dos delírios diante do espelho. Carlos Herculano habita a cidade dos homens, uma cidade que se ergue na confluência de dois mundos.”

Miguel Sanches Neto, Gazeta do Povo

A Mulher dos Sapatos Vermelhos
Autor: Carlos Herculano Lopes - Crônicas
Formato 13,5 X 20,5 cms, 184 págs.
ISBN: 978-85-61501-55-6
Cód. barra: 978-85-61501-55-6
Peso: 0,3kg.
R$ 24,90

domingo, 9 de janeiro de 2011

TRANSIÇÕES E MOVIMENTOS DE CARREIRA

Editora Évora lança obra que mostra a importância das mudanças no caminho profissional



Quantas vezes pensamos em qual momento profissional estamos? Quantas vezes nos defrontamos com escolhas ou novos caminhos, e buscamos soluções para aplacar nossa ansiedade ou medo da mudança. Agimos com temor quando mudamos de ciclo – o primeiro dia na escola, a entrada no colégio, a insegurança na hora do vestibular, as crises existenciais na hora de escolher uma profissão, o desafio do novo emprego, as promoções, as viagens internacionais a trabalho, as posições de liderança e chefia.

Mariá Giuliese, psicanalista especialista em análise e aconselhamento de executivos em transição de carreira, propõe no livro O Jogo da Transição – Sua carreira em movimento, que será lançado este mês pela Editora Évora, o aprofundamento de conceitos tratados em seu primeiro livro Desenhando o futuro – transições de vida e carreira, somado ao crescente sofrimento psíquico nas empresas e os processos de separação por demissão ou aposentadoria, tratado em seu segundo livro Será mesmo que você nasceu para ser empregado? – O mal estar no mundo corporativo.

O Jogo da Transição – Sua carreira em movimento parte do estudo das fases do desenvolvimento humano para elucidar o desenvolvimento profissional. Por meio de um caso relatado do início ao fim do livro, aponta as principais características dos estados de carreira e oferece meios ao leitor para identificar em que momento profissional ele se encontra.

“Com o passar dos anos, minha experiência no acompanhamento de profissionais em transição de vida e carreira mostrou-me que a trajetória profissional evolui por meio de um processo similar ao do desenvolvimento físico e mental do ser humano. Ou seja, a partir da tendência ao amadurecimento e à integração. Olhar para a carreira de uma pessoa por esse viés nos permite compreender mais profun­damente como foi o processo evolutivo e, ao mesmo tempo, adotar uma postura preventiva com relação aos rumos desejados para o futu­ro. O estudo da carreira por esse prisma se constitui em um corpo de conhecimento que denominei análise de carreira” destaca Mariá.

Com a proposta de ajudar o leitor a desenvolver outro olhar sobre sua trajetória e auxiliar no processo decisório sobre os caminhos a seguir, a autora oferece reflexões sobre a construção da carreira, a realidade corporativa, as diferenças entre o desejo e as aptidões individuais e as exigências do mercado, as possibilidades de integrar o útil ao agradável e a facilidade com que as pessoas se deixam seduzir pela realidade organizacional e suas promessas de sucesso. A leitura abre caminho para reflexões capazes de fazer cada um descobrir em si mesmo a chave da realização profissional.

O Jogo da Transição – Sua carreira em movimento, de Mariá Giuliese, lançamento da Editora Évora, estará disponível a partir de primeiro de dezembro em todas as livrarias do Brasil pelo preço de R$ 39,90. O livro traz também uma grande inovação - conteúdo extra no site da Editora Évora, com vídeos e um jogo online que permite ao leitor, mediante cadastro prévio, simular o desenvolvimento de sua carreira e descobrir o provável estado atual de sua carreira, oferecendo-lhe interação com o texto e permitindo-lhe a compreensão e aplicação mais ampla dos conceitos, embora de modo objetivo e inicial, o que não dispensa em hipótese alguma a consulta com um especialista.

Sobre o livro - “O Jogo da Transição – sua carreira em movimento”

Título: O Jogo da Transição.

Subtítulo: Sua Carreira em Movimento.

Autor: Giuliese, Mariá.

Origem: Brasil.

Assunto: carreira.

Preço: R$ 39,90.

Páginas: 184.

Formato: 16x23 cm.

ISBN: 978-85-63993-04-5

Edição: 1ª.

Tiragem: 4.000.

Acabamento: brochura.

Mariá Giuliese é graduada em psicologia e pós-graduada em psicanálise e psicologia organizacional pela Pontifícia Universidade Católica (PUC). É especialista em análise e aconselhamento de carreira e mestre em psicologia clínica. Atua como consultora

na área de gerenciamento de transição de carreira (Career Transition Management), certificada pela Career Partners International (CPI); e como coach em Life Options, certificada pela Retirement Options. Desde 1978, trabalha em seu consultório

particular e como professora e consultora em cursos e projetos de pós-graduação, e dedica seus estudos e atividades profissionais ao acompanhamento de processos de transição pessoal e profissional. Há dezesseis anos exerce a função de diretora-executiva da Lens & Minarelli. Dirige a MGiuliese e é responsável pela criação e pelo desenvolvimento do conceito de clínica de carreira®. É autora dos livros Desenhando

o futuro – transições de vida e carreira, publicado pela editora Qualitymark, em 2005; e Será mesmoque você nasceu para ser empregado? O mal-estar no mundo corporativo, publicado pela editora Gente, em 2009.

Elisa Stecca lança o livro Hoje é o Dia Mais Feliz de Sua Vida

Em manual de artes práticas e saudáveis, designer dá dicas para se ter um dia a dia mais feliz

Ética e estética andam de mãos dadas. Pensando nisso, a designer Elisa Stecca faz sua estreia na literatura com o livro Hoje é o Dia Mais Feliz da Sua Vida (Matrix Editora). Em formato de bolso e feito com encadernação artesanal, Elisa faz jus ao seu histórico de designer de joias criativa e bem-sucedida. Paulistana, 47 anos, mãe de duas filhas, empresária, designer com reconhecimento nacional e internacional, blogueira, lançadora de tendências de moda e de comportamento, Elisa fala sobre felicidade com propriedade e leveza.
A obra tem foto de Jacques Faing e projeto gráfico de Ricardo van Steen. A encadernação artesanal em couro tom cor-de-rosa, com estampa em prata, transforma o livro em objeto de desejo afetivo e chama a atenção pela estética. O design remete aos livros de oração e missais. Mas é no conteúdo do livro que Elisa espera surpreender. Com prefácio do astrólogo Oscar Quiroga, Elisa apresenta 31 dicas, uma para cada dia do mês, para se ter um cotidiano mais feliz. As dicas podem ser lidas aleatoriamente, de trás para frente ou na sequência, como preferir o leitor. Em disposição lúdica, croquis, pinturas, esculturas, fotografias, serigrafias em relevo e estampas de seus principais trabalhos pontuam o livro.
O leitor encontrará dicas simples e despretensiosas (por exemplo: “Uma longa jornada começa sempre com o primeiro passo”), bem-humoradas (“Gentileza atrai gentileza e gentileza cura gente lesa!”), cruéis (“é muito chato ser o dono da verdade e querer sempre ter a razão” ou “se você não sabe o que fazer, não faça nada”), sábias (“O controle é uma ilusão. Atrelar nossa felicidade a mudanças externas é assinar um pacto de frustração”) e filosóficas (“O amor não é uma coisa abstrata, é uma prática”).
Com base em vivências e pesquisas filosóficas e históricas, Elisa remexe em mitos e autores inspiradores, como Joseph Campbell, Guillaume Apollinaire e madre Teresa de Calcutá, relembra filmes como a Dúvida, com Philip Seymour Hoffman, e usa exemplos do cotidiano para tocar o coração e a mente do leitor. Dentre as dicas para se levar pela vida afora, estão “diga não para um programa chato. Durma até mais tarde, mude o cabelo, vá ao cinema. Compre um mimo, ligue para alguém com quem há tempos você quer falar. Encha a casa de flores. Tome uma sauna. Vá ver uma exposição, conhecer um parque, andar de bicicleta. Cozinhe!”.

Reunindo máximas, psicologia, filosofia e até duas receitas que inspiram felicidade (bolo de cenoura com calda de chocolate e panquecas), o livro pode ser classificado como autoajuda. Aliás, a autora não vê nada de pejorativo no termo e tem mesmo o desejo de que a obra se transforme em um “passaporte pessoal” rumo à felicidade. “Neste livro, tenho a oportunidade de partilhar conclusões e pensamentos que acumulei desde sempre e também mostrar uma faceta do meu trabalho que é mais ‘pros íntimos’ como desenhos, esculturas e fotografias. É um manual de ‘artes práticas’ para quem está empenhado em ter uma vida mais feliz. Um verdadeiro programa de malhação espiritual”, explica Elisa Stecca.


Sobre a Matrix Editora:


Matrix Editora tem em seu catálogo autores consagrados como Millôr Fernandes e Steve Martin e Best-sellers como “Mothern – Manual da Mãe Moderna” e “Manual do Xavequeiro”.

Sobre Elisa Stecca:

A paulistana Elisa Stecca cursou Direito na USP e se formou em Artes Plásticas na FAAP. Estudou joalheria com Nelson Alvim, estilo com Marie Rucki, do Studio Berçot, em Paris, e técnicas variadas em vidro na Pilchuck Glass School em Seattle. Participou de várias mostras em museus e galerias nacionais (Museu de Arte de São Paulo, Centro Cultural Vergueiro, Sala Funarte, no Rio de Janeiro) e internacionais (Museum of Contemporary Art, Los Angeles, The Weissman Museum of Minessota, The Walker Art Center, em Mineápolis). Trabalhou como produtora de moda da Folha de S.Paulo, revista Claudia e foi editora de moda e beleza da Vogue. Em 1993, abre a Elisa Stecca Design, elaborando projetos e peças de joias e objetos de design. Apresentou suas coleções em desfiles da Semana de Moda, Casa de Criadores, Phytoervas Fashion e no Crossing Fashion em Graz, Áustria.

Hoje é o Dia Mais Feliz de Sua Vida

Prefácio de Oscar Quiroga

Matrix Editora

104 páginas

R$ 39,90

www.editoramatrix.com.br (venda on line)

SUPERDICAS PARA EDUCAR BEM SEU FILHO

O que fazer com uma criança que se joga no chão e começa a gritar porque quer algo? De que maneira os filhos reagem à separação dos pais? Como lidar com a birra? É possível disciplinar apenas na base do diálogo? Como agir com adolescentes que tiram qualquer um do sério? E com os filhos que não saem da frente do video game?
Essas são algumas das dúvidas que passeiam na cabeça de pais e mães que, apesar do esforço em educar os filhos, às vezes não sabem como agir, a abordagem mais adequada para disciplinar, conversar, demonstrar afeto.
Pensando nisso, e baseada em sua experiência de psicóloga trabalhando diretamente com famílias, crianças e adolescentes, Dora Lorch escreveu 60 dicas objetivas para auxiliar pais e mães na tarefa de educar os filhos, impondo-lhes limites e protegendo-os, utilizando o diálogo e o amor para torná-los adultos emocionalmente equilibrados e mais bem preparados para a vida.

Sobre a autora:

Dora Lorch é psicóloga clínica, mestre em Psicologia Clínica pela PUC-SP, diretora da Delfos Prevenção em Saúde Mental e fundadora da Oscip – Fábrica do Futuro, onde coordena o Florescer da Fábrica, projeto preventivo contra violência doméstica. Foi psicóloga da Associação Novas Trilhas e do Sou da Paz & Criança Esperança, melhorando o relacionamento familiar.


SUPERDICAS PARA EDUCAR BEM SEU FILHO

Dora Lorch

Gênero: Interesse Geral

Editora Saraiva - 2010 - 1.ª edição - 136 páginas - R$ 13,00

Editora Évora traz a biografia do inventor do computador pessoal

A história das invenções contemporâneas tem um capítulo à parte com Steve Wozniak

I-Pod touch, I-Pod nano, I-Pad, I-Mac , I-book, I-Tunes, Mac, Apple II. Produtos que povoam a cabeça de muita gente ligada em tecnologia. A Apple sempre foi, desde seu inicio, precursora no mundo tecnológico. Pela sua inovação é sonho de consumo em qualquer lugar do mundo. Um dos seus fundadores, Steve Wozniak, relata sua história em” i-Woz - Como inventei o computador pessoal, fui co-fundador da Apple e me diverti fazendo isto”, próximo lançamento da Editora Évora, e intercala momentos de sua vida pessoal com a história da empresa. Wozniak nasceu no tempo em que computador era uma geringonça enorme, alimentada por cartões perfurados e os telefones celulares podiam, quem sabe, fazer parte de algum filme de ficção cientifica. Aos quatro anos sua futura profissão já iniciou um flerte, quando o seu pai começou a apresentar o chamado estado da arte da engenharia.

A biografia de Steve Wozniak, escrita pelas mãos da jornalista Gina Smith, conta a como foi o primeiro encontro com Steve Jobs, sócio e amigo. Como ele (Wozniak) criou o primeiro protótipo do computador pessoal dando inicio à revolução da informática que mudou a vida de todos: “ela começou na primeira reunião de um grupo estranho de pessoas apaixonadas por computadores, chamado Homebrew Computer Club em março de 1975. Este foi um grupo de pessoas fascinadas por tecnologia e as coisas que ela poderia realizar... Lembre-se que estamos falando de engenheiros. Após minha primeira reunião comecei a projetar o computador que mais tarde ficaria conhecido como Apple I. Os encontros eram inspiradores a este ponto.”

Wozniak é um ícone cult de seu tempo e revela detalhes de sua vida, intercalados com a história da empresa que ajudou a fundar. Ele narra trechos importantes tais como o primeiro encontro com Steve Jobs, como surgiu a ideia de se fazer o IPO da empresa, como resolveu questões pessoais sempre atrelada à história corporativa, o bem sucedido Apple II e o fracasso do Apple III; o acidente de avião que lhe rendeu uma amnésia de cinco semanas, os caminhos que o Macintosh tomou com a ajuda do marketing, a invenção do controle remoto universal, e sua carreira de produtor cultural ao promover financeiramente o primeiro US Festival com um link especial com a ainda URSS, principal inimigo dos EUA na época.

O livro ” i-Woz - Como inventei o computador pessoal, fui co-fundador da Apple e me diverti fazendo isto”, lançamento da Editora Évora, além de pessoal ou corporativa, é a história das mudanças e da revolução que as descobertas no mundo da informática provocaram em toda a humanidade.



Sobre os autores

Stephen Gary Wozniak, conhecido como Woz ou Wizard of Woz – em alusão ao filmeThe Wizard of Oz, ou O Mágico de Oz –, nascido em San José, na Califórnia, em 11 de agosto de 1950, é um engenheiro de computação, cofundador da Apple Computers, agora a Apple, Inc., com Steve Jobs. Foi pioneiro na iniciativa de tornar os computadores disponíveis para o consumidor comum. Apesar de sua contribuição ser uma compilação de poucas bem conhecidas ideias, que coincidiram perfeitamente com o surgimento da tecnologia necessária para produção em massa de computadores, a engenhosidade de Stephen Wozniak, sua persistência e criatividade deram-lhe o crédito por iniciar a revolução do computador pessoal.



Ficha do livro

Título: iWoz. - http://www.editoraevora.com.br/categorias/biografias.aspx

Subtítulo: A Verdadeira História da Apple Segundo Seu Cofundador.

Autor: Steve Wozniak, com Gina Smith.

Tradutor: Leonardo Abramowicz

Origem: EUA.

Assunto: biografia, inovação, negócios, tecnologia.

Preço: R$ 49,90.

Páginas: 308

Formato: 16x23 cm.

ISBN: 978-85-63993-03-8

Edição: 1ª.

Acabamento: brochura.

sábado, 8 de janeiro de 2011

Portal do livro “Praia da Polenta” faz parceria com Jackeline Petkovic

O “Dia de Polenta” será um quadro do programa Território,  da ClicTV, apresentado por Jackeline Petkovic

O portal Praia da Polenta tem um canal muito divertido onde famosos e pessoas anônimas relatam um dia em que tudo deu errado, mas teve um final feliz. Trata-se de “Dia de Polenta”, que já contou com depoimentos de Solange Frazão, Frank Aguiar e da apresentadora Jackeline Petkovic, e agora será um quadro do programa Território, apresentado pela mesma, na ClicTV.

A apresentadora perguntará aos seus convidados “como foi o seu dia de polenta” e após ser transmitido pela ClicTV (www.clictv.com.br) o depoimento também será disponibilizado no Portal Praia da Polenta (www.praiadapolenta.com.br). “Queremos que todos contem como foi o seu dia de polenta. Será uma oportunidade maravilhosa para todos, mais uma informação para os fãs dos artistas famosos, será mais um meio de divulgar o trabalho” ressalta Jefferson de Carvalho, autor de livro “A Praia da Polenta” e idealizador do Portal.


PORTAL PRAIA DA POLENTA – Idealizado para ser um canal de comunicação entre o autor do livro “A Praia da Polenta” e os seus leitores, o Portal Praia da Polenta também contém informações sobre cultura em geral e entrevistas com artistas, consagrados ou que estejam buscando o seu espaço. Além disso, por meio do projeto Polenta do Bem são oferecidas bolsas de estudos profissionalizantes para jovens, contribuindo assim para um mundo melhor. Todo o conteúdo do Portal, e ainda os depoimentos “Um Dia de Polenta” e o regulamento do Concurso Cultural “Eu mereço um futuro”, promovido pelo Polenta do Bem, pode ser acessado através do endereço http://www.praiadapolenta.com.br/.

CLICTV – A ClicTV é uma emissora de TV na internet criada com o objetivo de produzir um conteúdo exclusivo para os internautas, permitindo uma interação por parte do público. Atualmente é conteúdo do maior portal de internet em língua portuguesa, o Portal UOL. Seu principal objetivo é gerar conteúdo de qualidade, baseando sua programação em programas com profissionais de respeito, como o apresentador do programa CQC, da Band, Rafael Cortez, a personal trainer e apresentadora Solange Frazão, o radialista Silvio Ribeiro e a apresentadora Jackeline Petkovic dentre outros. Hoje, a ClicTV produz 24 horas de programação, com programas ao vivo e reprises, e todo o conteúdo pode ser acessado a qualquer momento pelo acervo permanente da TV UOL gratuitamente, não necessitando de senhas ou cadastros.

Sobre o livro “A praia da polenta”

Quando quatro adolescentes resolvem viajar de carro para o litoral tudo pode acontecer. Foi assim que teve início a aventura “A praia da Polenta”. A história verídica mostra que diante das adversidades vividas durante uma viagem onde tudo deu errado, compartilhar os acontecimentos com os amigos foi a melhor parte do passeio.
O medo, os riscos, as dores, os tombos e os arranhões tornaram-se alegres gargalhadas quando divididos com o amigo que não pôde participar da aventura. Melhor do que viver histórias fantásticas é dividi-las com os amigos, e depois ainda ter a oportunidade de voltar ao local dos acontecimentos e mostrar exatamente como tudo ocorreu. Ainda melhor, é agradecer por ter dado tudo errado da primeira vez, pois se tivesse dado certo não haveria história para contar.

Serviço

Livro: A Praia da Polenta

ISBN: 978-85-86183-11-9

Autor: Jefferson de Carvalho

Páginas: 72

Categoria: literatura juvenil

Origem: Nacional

Ano: 2010

Edição: primeira

Preço: R$17,00