Assista nosso Programa

domingo, 5 de setembro de 2010

O CRIME QUASE PERFEITO

Parceria lança livro sobre o ensino de história e cultura africana e indígena

A Secretaria de Participação e Parceria (SMPP) lançou o livro A Universidade e a formação para o Ensino de História e Cultura Africana e Indígena, na última sexta-feira, 27. Realizado pela Coordenadoria de Assuntos da População Negra (Cone), o evento ocorreu no Centro Universitário Maria Antônia da USP.

O livro trata dos seguintes temas: Desigualdades raciais na educação; Ações afirmativas e a Lei nº 10.639; Igualdade e diferença nas políticas educacionais; Nova abordagem da questão indígena; e Anais do I Fórum.

Esses assuntos foram debatidos nas palestras e oficinas do I Fórum do Ensino Superior, realizado em outubro do ano passado. A coordenadoria debateu com as Universidades uma forma de aperfeiçoar o conhecimento e as práticas de docentes para o cumprimento das Leis nºs 10.639/03 e 11.645/08, que tornam obrigatório o ensino de história e cultura africana e indígena para o nível fundamental e médio.

O papel da Cone é estimular e sugerir propostas de políticas públicas e trabalhar com todos os parceiros. "Nós não estamos trabalhando somente com universidades, com a rede municipal também", afirma a coordenadora da Cone.

Além do lançamento do livro, o intuito foi convidar as universidades para realizar o 2º Fórum, previsto para os dias 21, 22 e 23 de outubro deste ano.

Para a professora Ubimara Ding, o fórum possibilita que os professores façam uma revisão dos conteúdos, conceitos e preconceitos, para que também se apropriem e possam dialogar com os alunos, com uma visão mais ampla.

O resultado do 1º Fórum está contido na publicação. O livro é um estímulo para uma participação maior dos educadores das universidades de São Paulo. "A educação existe, mas há falhas. As pessoas têm que ter responsabilidade onde estão", declara Alex Moreira, aluno de direito da Faculdade Zumbi dos Palmares.

Lua de papel lança “A arte da persuasão”, da consultora Tonya Reiman

A editora Lua de Papel lança em agosto “A arte da persuasão”, de Tonya Reiman. A autora oferece orientações para a carreira profissional e pessoal, ensinando as mais recentes técnicas sobre comunicação e linguagem corporal.

Disciplinas como a psicologia e a antropologia estudam a comunicação não-verbal há tempos para compreender aquilo que o indivíduo pensa ou quer - mesmo que não tenha a intenção de expressar seus desejos. Tonya Reyman torna esse conhecimento acessível a todos. Afinal, na relação com clientes, chefes, em aulas ou reuniões, e até com amigos e familiares, ter a informação oculta pode ser extremante útil.

Tonya Reyman dá consultoria a executivos e a empresários, além de participar com frequência de diversos programas de televisão. Combina estratégias de diferentes áreas, identificando os tipos de comunicadores, reconhecendo as motivações subconscientes das pessoas, e adotando uma série de técnicas de comunicação. Em “A arte da persuasão” Reyman ensina como adotar essas práticas, mantendo uma comunicação eficiente, clara e convincente. Eis alguns tópicos presentes no livro:

· Síntese de temas da linguagem corporal, persuasão, comunicação e marketing pessoal;

· Apresentação de técnicas específicas de fácil aplicação

· Respostas às perguntas específicas de clientes da autora, aplicadas às situações no mundo real.

“A arte da persuasão” fornece valiosas dicas para profissionais das mais diferentes áreas. Mas a aplicação extrapola o ambiente de trabalho, afinal, o conceito de linguagem corporal está presente em todas as relações humanas. Conhecê-lo e saber como decodificá-lo pode ser útil não apenas para a carreira, mas para a vida.



Ficha Técnica
Título: A arte da persuasão
Autor: Tonya Reiman
Formato: 16 x 23cm
Brochura
Nº de páginas: 304
Preço: R$ 36,90

Sobre o autor

Tonya Reiman é colaboradora semanal do canal Fox News. Palestrante motivacional, consultora e instrutora corporativa, ela tem aparecido em programas de grande sucesso nos Estados Unidos, como The O'Reilly Factor, The Today Show, Access Hollywood, Extra, Fast Money e rádio ESPN. Além disso, escreve para o The New York Times, The Wall Street Journal e Time. Atualmente, vive em Long Island com o marido e três filhos.



Sobre a editora

A editora Lua de Papel uma das mais importantes do grupo LeYa – formado por 18 editoras em Portugal e acaba de ser fundada no Brasil. Seguindo o caminho da matriz e com o objetivo de criar uma identidade própria e firmar-se como uma das grandes editoras no país, a editora Lua de Papel tem como Publisher, Pedro Almeida, e conta com uma equipe própria de editorial, marketing e comercial