Assista nosso Programa

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Audiolivro ensina mulheres a como deixar os homens aos seus pés

Há mais de 40 semanas nas listas de Best-sellers do Brasil, o guia "Por que os homens amam as mulheres poderosas?" é lançado agora em formato de audiolivro.
Por que os homens amam as mulheres poderosas?, best-seller de Sherry Argov, é o mais novo lançamento da
"Por que os homens amam as mulheres poderosas?", best-seller de Sherry Argov, é o mais novo lançamento da Audiolivro Editora. A obra, que está em primeiro lugar na lista de livros de não-ficção mais vendidos, agora pode ser escutada a qualquer hora e em qualquer lugar pela voz da narradora Rachel Marinho. Se a ouvinte é daquelas mulheres boazinhas que faz de tudo para agradar seu parceiro, mas tem a sensação de que não recebe a mesma dedicação em troca, esse é o audiolivro certo. Bem humorada, Sherry Argov, que afirma que não há nada mais entediante para um homem do que uma mulher que tenta agradá-lo a todo momento, escreveu um guia a ser seguido por você que quer mudar de postura e se tornar irresistível. Este manual da sedução fica ainda mais interessante na narração de Rachel Marinho. Portanto, comec e agora a ser uma mulher de poder: pare um pouco de pensar nele e dedique um tempo para você, ouvindo o audiolivro "Por que os homens amam as mulheres poderosas?", que pode está disponível em CD por apenas 24,90 mas até o dia dos namorados estará com 50% de desconto pelo site da editora, no endereço HTTP://www.audiolivro.net.br. O audiolivro tem 7 horas de duração e também pode ser encontrado nas melhores livraria de todo país.

DESCASOS

Uma advogada às voltas com o direito dos excluídos


Um livro, quando ele é simplesmente um bom livro, é feito de boa escrita e bom conteúdo.
Um livro, quando ele é especialmente um excelente livro, é feito de excelente escrita e excelente conteúdo -- e, sobretudo, do excelente caráter de seu autor.
Em todos os sentidos, as mãos fazem o texto escrevendo ou digitando letras e palavras, mas é o autor e a originalidade e integridade de seu caráter que compõem a obra. Somente assim, na literatura ou na vida, pensamento, sentimento e ação atuam dinamicamente juntos. Este é o caso de “desCasos – Uma advogada às voltas com o direito dos excluídos”, que será lançado pela Editora Saraiva às 19 da segunda-feira, 31 de maio, em São Paulo (Iate Clube de Santos/Unidade São Paulo, à avenida Higienópolis, 18).
O livro reúne casos reais em que Alexandra Zsafir, uma das melhores advogadas do Brasil, atuou em defesa de pessoas pobres e sem proteção social, em defesa dos excluídos, estivessem eles em liberdade ou em instituições prisionais. Mais: muitas vezes sócios do escritório de Alexandra procuravam às pressas por ela para determinadas audiências, e nada de encontrá-la. Alexandra, ou apenas Ale como é carinhosamente chamada, estava por conta e vontade próprias em alguma favela de São Paulo impedindo que se cumprissem ordens de despejo e famílias ficassem ao relento perdendo o mínimo que possuíam – ou seja, seus barracos. Alexandra pisava cadeias e favelas e mocós com o mesmo sentir-se à vontade e naturalidade com que pisava shopping e hotel cinco estrelas em todos os países. E possível ter-se estilo até ao se abrir uma lata de sardinhas.
Assim é Alexandra Szafir: uma mulher de estilo único. Pois bem, esse estilo está agora impresso no livro a ser lançado, mas ela, a autora, consegue incrivelmente se colocar como pano de fundo. As veias que saltam de paixão e desespero, as vozes que gritam, as mãos que se estendem são de desvalidos e injustiçados. Ela, Alexandra, que esteve presente em cada caso, raramente deixa de ser humilde em sua obra – afinal, estilo é estilo. Mas quando fica brava e se revolta, aí sim, sai de baixo. Ela sempre peitou e peita autoridades que desrespeitavam e desrespeitam o Estado Democrático de Direito. Se autoridade empina o nariz para humilhar indefeso, pobre da cartilagem nasal do empinador.
No início desse release, falou-se de mãos no ato de escrever e falou-se de caráter. E agora falou-se também de nariz. Tudo a ver. Foi com ele, nariz, através de um programa especial de computador, que ela escreveu “desCasos – Uma advogada às voltas com o direito dos excluídos” . Acometida pela grave enfermidade degenerativa chamada Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), que a impossibilita de quaisquer movimentos, restou-lhe o nariz para escrever, nariz de mulher de coragem - e gana e garra -- que sempre o meteu para defender quem dela precisasse. Quando também o nariz já se tornava mais lento, olhos piscavam e depois se arregalavam diante de uma tabela de letras que lhe era exibida – apontada a letra, se os olhos se movessem, era então a letra que ela queria usar. Escrever mal, dessa forma, já é muito. Alexandra dá uma aula de excelente escrita e excelente estilo. Como já se disse, o livro é excelente. No quesito caráter, a Editora Saraiva e o Iate Clube de Santos/Unidade São Paulo atuaram de forma voluntária e com equipes de voluntários para a edição e lançamento da obra. E todos os direitos autorais serão revertidos à Associação Brasileira de Esclerose Lateral Amiotrófica (Abrela). Em se tratando da Ale, dúvida zero que também seus dois cachorros (Laurinha e Edgar) e seus três gatos (Mingau, Romer e Betina) aplaudem idéia.

Produtividade e Desempenho das empresas depende do clima organizacional

É o clima organizacional que mede a satisfação e o desempenho dos participantes de uma organização com relação aos mais variados aspectos: políticas de recursos humanos, modelo de gestão, valorização profissional e identificação do funcionário com a empresa. E dele podem depender a ansiedade, insatisfação e o mal estar dos funcionários que ali trabalham.
O clima organizacional "é o sentimento da organização. Como as pessoas pensam, sentem o trabalho que realizam, o serviço que prestam, e como elas se relacionam nas organizações", explica a professora e psicóloga Sandra Ayyad, sócia da RUDIGER & AYYAD Treinamento e Desenvolvimento, e autora do livro "O que é Clima Organizacional", da Editora Brasiliense, que será lançado ainda este ano. E, saber como anda o clima de uma empresa, é uma ferramenta indispensável que qualquer gestor precisa ter ao seu lado para acompanhar e avaliar o desempenho de seus funcionários. E mais: incentivar as pessoas a manterem o rendimento num nível satisfatório.
Para a autora, "o futuro das organizações exige cada vez mais um diferencial para analisar e conhecer o investimento aplicado ao capital humano - o investimento para incluir pessoas qualificadas de forma correta, talentos que multipliquem a sinergia na obtenção de melhores e lucrativos resultados para as empresas." Essa aprendizagem resultará para a organização no desenvolvimento mais saudável nas carreiras, flexibilidade para o entendimento de mudanças e programas de comunicação que resultam em maior fluidez.
Hoje mais do que nunca, cabe as organizações reconhecerem "Quem são seus talentos?", "Qual é a atmosfera de parceria e compromisso que temos com os colaboradores?", "Há Planejamento Estratégico?", "Qual é o foco da organização e a sua conduta para com a gestão de pessoas?", "Qual é o nosso negócio?, "Porque realizamos estas atividades?", "Quem somos?"; "O que fazemos e porque fazemos?".
Sem isso, analisa a autora, as organizações do século XXI tendem a se comprometer seriamente. "É com essa finalidade, e tendo em vista o caráter preventivo e proativo, que a ferramenta da pesquisa de Clima Organizacional vem satisfazer as organizações, trazendo melhores resultados para as pessoas, lucros para as organizações e garantias de serviços internos mais qualificados.

Sobre a autora
Especialista em Administração de Recursos Humanos, Sandra Ayyad é professora de graduação e pós-graduação das disciplinas de Liderança e Motivação; Teoria de Modelos Gerenciais; Gestão de Pessoas; Remuneração Estratégica; Gestão por Competências; Cultura e Clima Organizacional em uma das maiores universidades de São Paulo.
Tem 27 anos de vivência profissional e sólida carreira desenvolvida em Gestão de Recursos Humanos (Recrutamento e Seleção/ Benefícios/ Cargos e Salários/ Treinamento & Desenvolvimento/ Administração de Pessoal/ Segurança Patrimonial) em empresas de médio e grande porte. Atuação e conhecimentos em todos os subsistemas pertinentes à área com destaque em Desenvolvimento do Potencial Humano, compreendendo ações desde o Recrutamento até a motivação e Integração do funcionário a organização.
Possui dois livros publicados no Brasil: "Mente Alquímica - Um processo de integração dinâmico" - Ed. STS - 1997 e "A Cabala e as Empresas" - Ed. Madras - 2001.
Atualmente está preparando dois novos livros na área de Recursos Humanos.
Sandra Ayyad também é sócia da RUDIGER & AYYAD TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO LTDA. Empresa que ministra Treinamentos IN COMPANY sobre: Motivação, Liderança, Relacionamentos, Qualidade de Vida, Desenvolvimento de Pessoas e de Organizações. Implantamos ações e desenvolvemos modelos Comportamentais.
"Somos especialistas nas práticas de implantação de seleção, desenvolvimento de competências, considerando a necessidade e a realidade do ambiente e do indivíduo", explica a professora. "Implantamos sistemas de Clima Organizacional e Pesquisa de Clima e acompanhamos o Projeto até a implantação do Plano de Ações.
Para isso utilizamos Metodologia estratégica direcionada como:
1. Apresentações conceituais expositivas;
2. Jogos lúdicos;
3. Exercícios de fixação conceitual;
4. Metodologia da Melhoria Contínua;
5. Ferramentas da Criatividade;
6. Integração e formação de grupos;
7. Multimídia;
8. Instrumentos de auto-avaliação;
9. Plano de ação individual e grupal;
10. Exercícios de relaxamento e concentração."

Sobre o livro
O livro O que é Clima Organizacional faz parte da Coleção Primeiros Passos, da Editora Brasiliense, com previsão de lançamento para 2010.
O livro é indicado a Administradores de Empresas, Gestores de Recursos Humanos, estudantes de Administração e/ou Recursos Humanos, Psicólogos, Gestores e pequenas ou grandes empresas.