Assista nosso Programa

sábado, 5 de junho de 2010

Patente transforma resíduos tóxicos em material calçadista

Reciclar rejeitos industriais provindo da raspa de couro, cooperando, assim, com a preservação do meio ambiente e a conscientização das empresas é o principal objetivo da patente “Compósitos a base de resíduos de couro com polivinil (PVB)” desenvolvida por pesquisadores da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar): José Donato Ambrósio, Lidiane Cristina Costa e Alessandra Lucas Marinelli, do Centro de Caracterização e Desenvolvimento de Materiais (CCDM-UFSCar) e Elias Hale Junior, do Departamento de Engenharia de Materiais da UFSCar.

O processamento do couro é um problema mundial, pois a sua “raspa” contém cromo, um elemento extremamente poluente e altamente cancerígeno. Por isso, indústrias de calçados dispõem de altos valores para depositar esse lixo em um local apropriado, ou até mesmo em aterros sanitários.

A patente foi resultado de um projeto criado em 2007 que busca resolver esse problema reciclando a raspa do couro juntamente ao polímero PVB, resina retirada da composição que reveste o envidraçamento do vidro de carros, que também é um rejeito industrial. Foram desenvolvidos novos produtos como solados de sapatos a partir desses resíduos, tendo como diferencial o método simples de fabricação, pois necessita, para a mistura dos componentes, somente de uma máquina extrusora monorosca, que a maioria das empresas já possui.

Foram realizados testes e o material já está compatível com as normas essenciais para calçados e, além disso, o processo desenvolvido possui a grande vantagem de baratear o custo tanto paras as indústrias, quanto ao consumidor e também por contribuir com a preservação do meio ambiente.

A patente tem como co titulares as empresas Daleph Calçados, Indústria de calçados Glalfer, Cortume Bernardi, Calçados Rossana Sanchez que financiaram parte deste desenvolvimento e contaram com o apoio do Sebrae e da Finep.

Mais informações podem ser obtidas na Agência de Inovação da UFSCar pelo e-mail inovacao@ufscar.br