Assista nosso Programa

domingo, 5 de julho de 2009

Livro de crônicas satiriza a difícil situação de ser homem hoje em dia

Baseada em textos veiculados nos últimos quatro anos no site Macho Pero No Mucho - mais de 5 milhões de page views -, obra funciona como confessionário masculino contemporâneo e será lançada dia 07 de julho na Fnac Pinheiros
“Macho Pero No Mucho – As Melhores Crônicas” (Editora Factash, 143 pgs) é baseado nas crônicas do site criado há quatro anos pelo roteirista André Rodrigues (Careca) e o jornalista Tiago Oliveira (Gordo).

Dividido pela santíssima trindade do hedonismo (Sexo, Drogas e Rock’n Roll), a obra aborda de maneira bem humorada a difícil situação do homem contemporâneo acuado por metrossexuais, mulheres Alfa e outras “cositas más” que os tornam dignos de dó.

Prefaciado pelos jornalistas Marcelo Tas e Xico Sá, o livro pode ser considerado um triunfo da esperança em viver como homem num tempo adverso, uma espécie de grito dos excluídos de quem um dia já ditou as regras do jogo.

No lançamento do livro, em 07 de julho (terça-feira) na Fnac Pinheiros, em São Paulo, os próprios Tas e Xico Sá participarão de um bate papo sobre o papel do macho hoje em dia.

Voltado aos homens que adoram ser homens, têm um pouco de barriga, bebem cerveja e, mesmo sabendo que podem virar um “tio Sukita”, ainda secam aquela Lolita no elevador do prédio, o livro também atrai as mulheres que pretendem saber onde foi parar aquele saudável macho que antes andava solto nas ruas e avenidas.

Sem ser de auto-ajuda, “MPNM – As Melhores Crônicas” dá uma mãozinha para os homens e mulheres se entenderem, tornando a perpétua guerra dos sexos algo mais produtivo e interessante, sem os lugares comuns tão caros à humanidade.

Crônicas como “Mulher consegue comer quem ela quiser” e “O tamanho do pé versus o tamanho do peru” indicam a vontade dos autores de fazer com que homens e mulheres estabeleçam um diálogo sobre suas inseguranças e fraquezas.

Ao longo das diferentes narrativas, várias perguntas, classificadas no site como “Grandes Questões da Humanidade”, vão sendo respondidas, tais como: “Por que homem coça o saco?”; “Quem paga a conta num primeiro encontro?”; “Sunga branca: mito ou realidade?”; e a famigerada “Por que os homens freqüentam puteiros?”; ou ainda “Por que homem gosta de assistir a filmes pornôs?”.

Mas nem só de dúvidas vive o livro. Os autores defendem algumas bandeiras em textos como “Salvem os pintos”, ou ainda “Em defesa dos pêlos pubianos”, tese que pede o fim da depilação “bigodinho de Hitler”.

Também são abordadas questões inglórias da intimidade dos casais, como nas crônicas “O peido e a mulher”, “Cuecas freadas versus calcinha morcego” e “Por que as mulheres se aproveitam da TPM?”.

O livro já pode ser adquirido no site http://www.machoperonomucho.com.br/

Serviço Mais informações:
Livro: Macho Pero No Mucho – As Melhores Crônicas Tiago Oliveira Coleção: Macho Pero No Mucho Tel: (11) 9376-7644
Autores: Gordo & Careca André Rodrigues
Editora: Factash Editora Tel: (11) 9685-8853
Assunto: Humor, Comportamento, Sexo
ISBN 978-85-89909-90-7
143 páginas


Sobre os autores:

André Rodrigues, o Careca, roteirista, jornalista e pobre. Para a TV, já escreveu comédias (“CQC – Custe o que Custar”), variedades (“Zapping Zone”, “Sem Saída”, “Turma da Cultura”), programas de auditório (“Fábio Júnior”), reality show (“Popstars”) e tragédias (“É Show com Adriane Galisteu”).

Tiago Oliveira, o Gordo, é assessor de imprensa do Instituto Butantan. Trabalhou na “Folha de S.Paulo”, “Veja” e “O Estado de S.Paulo”. Mestre em Letras pelo Mackenzie, também concluiu MBA na FAAP e realizou um curso de extensão na Kogod Scholl of Business, em Washington, EUA.
*
*
*
*
*
*
Publicidade: