Assista nosso Programa

domingo, 13 de dezembro de 2009

Livro conta a história da Orquestra Tabajara

Livro sobre a Orquestra Tabajara revive os grandes bailes de gala pelo Brasil

Paulista de Franca, o memorialista Carlos Coraúcci foi fundo nas pesquisas e resgata a história do conjunto liderado por Severino Araújo

Criada em 1933, a Tabajara é a mais famosa orquestra popular brasileira e um dos mais férteis celeiros de grandes instrumentistas do país. Inspirada nas big bands americanas, foi decisiva para a modernização da música brasileira. Em Orquestra Tabajara de Severino Araújo - a vida musical da eterna big band brasileira (Companhia Editora Nacional), o autor Carlos Coraúcci narra essa história, humana e musical, desses grandes craques da música, coroada pelo sucesso de crítica, reconhecimento de seus pares e, fundamentalmente, pelo sucesso de público.
A atualidade de sua herança sonora mantém-se viva graças à inventividade dos músicos que passaram pela orquestra (registrada em mais de cem discos), ao alto nível e à abrangência de seu repertório - que percorre desde temas clássicos de gêneros genuinamente brasileiros, como o frevo e o choro, até standards da canção americana - e à excelência musical de seu maestro, Severino Araújo.
Talento múltiplo, Severino tem lugar garantido na história da MPB como compositor (é dele Espinha de bacalhau, peça essencial do repertório do choro), instrumentista exímio, seguro band leader e genial arranjador. Em uma época fecunda de grandes maestros e arranjadores, como Radamés Gnatalli, Guerra Peixe e Leo Peracchi, cujo centro de gravidade eram as rádios Tupi e Nacional, Severino conquistou lugar entre os maiores. Com seus arranjos "agressivos" e totalmente diferentes do que se fazia na época (nas palavras do saxofonista e clarinetista Paulo Moura, ele próprio um ex-Tabajara), sua influência perdura até hoje. Este livro agradará tanto aos fãs de Severino Araújo e seus músicos endiabrados quanto a musicólogos, pesquisadores e apreciadores da música em geral, curiosos por conhecer mais a fundo nossa MPB.
Carlos Henrique Coraúcci, escritor e memorialista, nasceu em Franca-SP. É autor de Um show de rádio - a vida de Estevam Sangirardi (São Paulo, A Girafa, 2006) e organizador de Histórias... que a história não contou- fatos curiosos em 60 anos de rádio e TV, de Paulo Machado de Carvalho Filho (São Paulo, Companhia Editora Nacional, 2006).
Serviço:
Livro: Orquestra Tabajara de Severino Araújo - a vida musical da eterna big band brasileira
Autor: Carlos Henrique Coraúcci
Editora: Companhia Editora Nacional
Páginas: 296 texto / caderno com mais de 50 fotos / Total de páginas: 336
Preço: R$ 39,90
*
*
*
Publicidade
Preços e estoque por tempo limitado:

REVISTA OE CHEGA NAS BANCAS

Capa

Revista OE apresenta primeira edição

Focada em temas alternativos, publicação preenche lacuna no mercado editorial; primeira edição chega às bancas em 10 de dezembro

O mercado editorial brasileiro tem uma nova revista. Dedicada ao lifestyle de quem leva a vida de maneira alternativa, nasce a OE, um produto da Editora ZY com quatro edições anuais: inverno, primavera, verão e alto verão.

Sigla para Outro Estilo, a OE, contempla em seu DNA elementos da cultura urbana das grandes cidades vistos por quem vive esse universo. Suas editorias, contraponto ao que é visto nas publicações culturais mainstream, trazem as produções independentes do Cinema, a Música do underground, a Arte do grafite, stencil e outras técnicas absorvidas das ruas, os esportes não convencionais como o skate, a Moda que ainda não está nas grandes passarelas. Tudo isso completado por dicas de consumo, decoração e gastronomia.

Tati Ribeiro em foto
A primeira edição traz entrevista e ensaio com a escritora Mayra Dias Gomes, que também estampa a capa. Filha do dramaturgo Dias Gomes, Mayra, que recentemente lançou “Mil e Uma Noites de Silêncio”, ficção sobre a sucessão de abandonos vividos pela personagem Clara, apresenta mais um diferencial da OE: ensaios naturais, inumes a programas de edição de fotos como Photoshop. Além da versão imprensa, os ensaios, que apostam em uma nova estética para trabalhos sensuais, estarão disponíveis em galerias no site da revista, que também reunirá material inédito.
Reforçando essa postura, a OE traz entrevista com Missy Suicide, fundadora do Suicide Girls, site que aposta na beleza de garotas tatuadas, com piercings e longe dos padrões de outras publicações.

A primeira edição conta também com Stephan Doitschinoff, um dos artistas a integrar a mostra “De dentro pra fora / De fora pra dentro”, que pela primeira vez levou a arte pop contemporânea ao MASP (Museu de Arte de São Paulo). Outro destaque é a entrevista com o DJ Zé Gonzales. Fruto do undergrond paulistano, Zegon percorreu o mundo com seu projeto N.A.S.A..

Com tiragem de 15 mil exemplares e distribuição nacional pela Dinap, a OE chega às bancas no dia 10 de dezembro com o preço de R$ 9,90. Entre os anunciantes, estão as marcas Everlast, Element, Nike, Converse, Flash Power, Eastpak, Von Zipper, entre outras.


Sobre a Editora ZY

A Editora ZY é resultado da fusão entre os títulos CemporcentoSKATE e SKT no início de 2009. A editora ZY tem como objetivo a criação, edição e realização de projetos segmentados de comunicação em multi-plataformas para o público jovem. O Staff, composto pela união da equipe editorial das duas revistas, é formado por skatistas profissionais, redatores com grande credibilidade, e um time de elite de fotógrafos e articulistas. Uma equipe com experiência em diversos projetos e eventos ligados ao público jovem, tendo Alexandre Vianna no comando do conteúdo editorial.
*
*
*
Publicidade
Preços e estoque limitado

Cozinha Passo a Passo – Chocolate e Cozinha Italiana


Coleção tem projeto gráfico inovador e conta
ainda com os títulos: Pratos Básicos e Confeitaria.

A Larousse do Brasil acaba de lançar os dois últimos títulos da coleção Cozinha Passo a Passo – Chocolate e Cozinha Italiana. A coleção atende tanto aos iniciantes quanto aos já iniciados na arte da culinária, e seu projeto gráfico, inovador, apresenta receitas ricamente ilustradas e com textos curtos e objetivos: o leitor pode ver a foto, ler o texto e pôr a mão na massa com muito mais precisão.


Cozinha Italiana

Em Cozinha Italiana o leitor descobrirá como os pratos italianos são simples, saborosos e se adaptam a todos os gostos. Há pratos rápidos e simples, como legumes grelhados, outros que talvez o leitor nem ousasse fazer, como risotos e pizzas, e ainda opções clássicas como lasanhas e raviólis.
O livro está dividido em seis capítulos: Aperitivos (pesto, canapés, pizza & cia.), Legumes (legumes grelhados, saladas, legumes cozidos, pratos triviais), Massas (massas com ovos, molhos, massas de grão duro, risoto e nhoque), Peixes (carpaccio de polvo, espadarte à siciliana, dourada à “agua do mar”, sardinhas recheadas, filé de robalo), Carnes (fatiadas, fritas, com molho) e Sobremesas (cremosas, bolos e tortas). Três índices ajudam o leitor na busca por tipo de prato, receitas ou ingrediente. Já no glossário, há dicas de como escolher o melhor atum em conserva, o vinagre balsâmico ideal, e ainda fala das variedades de mozarela. Uma novidade é o capítulo “Menus de Laura”, onde a autora Laura Zavan dá dicas de refeições para duas pessoas, Menu para criança, Menu para namorados, Menu de verão etc.

A autora:
Laura Zavan nasceu na cidade de Treviso, região do Vêneto, Itália, mas vive há mais de doze anos em Paris onde trabalhou em restaurantes de renome como Casa Bini e Ladurée. Tem livros traduzidos para vários idiomas, que foram publicados em diversos países, entre eles o clássico Larousse da Cozinha Italiana, obra vencedora do prêmio La Mazille Internacional 2006 na categoria Melhor Livro de Culinária Estrangeira.


Chocolate

Em Chocolate o leitor irá mergulhar nas delícias feitas com chocolate. O livro é um verdadeiro mapa da mina que traz clássicos imbatíveis como musses, trufas, cookies, e também preciosidades como floresta branca, bolo de chá-verde, macarons especiais etc. São 80 receitas para deixar crianças e adultos com água na boca e despertar todos os sentidos. Todas elas têm seus segredos revelados passo a passo, por meio de imagens, com tamanha simplicidade que é um convite irresistível tanto para amadores quanto para profissionais da cozinha.
Chocolate está dividido em sete capítulos: Os básicos, Suaves e tenros, Aerados e cremosos, Crocantes com calda quente, Bolos grandes, De dar água na boca e Divertidos.
Três índices ajudam o leitor na busca por tipo de prato, receitas ou ingrediente. Já no glossário, há dicas de como lidar com as formas e explica, por exemplo, o que são chunks.

As autoras:
Orathay, culinarista exigente e gourmet sem igual, é gastrônoma diplomada e colabora na cozinha de muitos chefs.
Vânia é artista gráfica e pós-graduada em boa mesa.


Cozinha Passo a Passo - Cozinha Italiana
Editora: Larousse do Brasil
Pág: 256
Autora: Laura Zavan
Tradução: Marcos Roberto Barbosa
Preço: R$ 84,00

Cozinha Passo a Passo - Chocolate
Editora: Larousse do Brasil
Pág: 256
Autoras: Orathay Souksisavanh e Vânia Nikolcic
Tradução: Marcos Roberto Barbosa
Preço: R$ 84,00

*
*
*
Publicidade
Preços e estoque por tempo limitado:

domingo, 25 de outubro de 2009

Edições Loyola lança A formação da teoria freudiana das psicoses


A análise do pensamento freudiano em livro

Nos últimos quinze anos, o interesse pela psicanálise no Brasil não parou de crescer, dentro e fora das universidades, de tal modo que o campo de estudos da filosofia da psicanálise ganhou um estatuto de maioridade. Com o objetivo de recuperar o movimento da teoria das psicoses ao longo do percurso da obra de Freud, Edições Loyola lança A formação da teoria freudiana das psicoses.
"Ver sob uma concepção nova o já familiar." É assim que Freud, como é sobejamente conhecido de seus leitores assíduos e atentos, inicia seu artigo de 1924, "Neurose e Psicose". A partir desse estudo, o autor, Richard Simanke, coloca em jogo uma questão fundamental, de ordem política, na medida em que redimensiona o papel da psicanálise em relação às instituições psiquiátricas e recoloca, agora de maneira decisiva, o seu lugar, teórico e clínico, no que diz respeito à questão da psicose.
O caminho "escolhido" na psicose, que Freud nos diz textualmente, é: "a criação de uma realidade nova, que já não oferece o mesmo motivo de escândalo que a abandonada". De acordo com Simanke, ao final, o melhor presente que o esforço de reflexão filosófica pode oferecer ao mundo é a certeza de que a teoria freudiana das psicoses, por mais incompleta e inacabada que seja, continua indispensável em nossos dias.
A formação da teoria freudiana das psicoses convida o leitor a ficar diante do emaranhado que Freud nos deixou, exigindo do intérprete um trabalho minucioso, paciente. O procedimento utilizado na obra é muito útil no campo de pesquisas que hoje se denomina filosofia da psicanálise e, também, para os psicanalistas e os profissionais em geral que trabalham no campo da saúde mental. Simanke proporciona uma fonte inesgotável de questões e um prazer renovado a cada leitura.
Os livros de Edições Loyola podem ser adquiridos pelo site: www.loyola.com.br.

Título: A formação da teoria freudiana das psicoses
Autor: Richard Theisen Simanke
Coleção: Psicologia Aplicada
Número de páginas: 264
Formato: 17 x 24 cm
Preço: R$ 39,00
ISBN: 978-85-15-00279-5

*
*
*
Publicidade:
Preços e produtos sujeitos à alteração mediante disposição em estoque:

DOM QUIXOTE, CRIME E CASTIGO e METAMORFOSE - Trailers

“Dom Quixote”, “Crime e Castigo” e “A Metamorfose” ganham trailers gratuitos nas versões inglês e português na internet

• Site LivroClip estreia também coleção de vídeos baseados em obras infantis educativas nos dois idiomas

• O objetivo da iniciativa é ajudar no ensino e na expansão da ferramenta de incentivo a leitura em outros países


Grandes clássicos da literatura e obras infantis educativas acabam de ganhar versões digitais em inglês e português, com acesso gratuito na internet. A iniciativa é do LivroClip, uma nova mídia para o livro, que transforma obras em animações multimídia. Os primeiros LivroClips com tradução para o inglês são os clássicos: “Dom Quixote”, de Miguel de Cervantes, “Crime e Castigo”, de Fiódor Dostoievski, e “A Metamorfose”, de Franz Kafka.

O site estreia também uma coleção de trailers de livros infantis educativos, nos dois idiomas, baseados nas obras: “Pigmeus”, de Rogério Andrade Barbosa, “Um Teto de Céu”, de Ninfa Parreiras, “Vamos Abraçar o Mundinho”, de Ingrid B. Bellinghausen, e “O Guarda-chuva do Vovô”, de Carolina Moreyra. “Com as versões em inglês, idioma falado por mais de 700 milhões de pessoas em todo o mundo, o LivroClip expande sua usabilidade como ação de incentivo a leitura e se torna também uma ferramenta diferenciada para o ensino do idioma no Brasil”, afirma Luiz Chinan, diretor do LivroClip.

A novidade é mais uma iniciativa paradidática gratuita oferecida pelo portal www.livroclip.com.br, que possui um acervo com mais de 200 animações e já é utilizado por centenas de professores e bibliotecários de todo o País, no auxílio ao ensino. Todo LivroClip vem acompanhado de um hot site com mais informações sobre o livro, o autor e o “Espaço do Professor”, com dicas de como usar a obra em sala de aula. De acordo com Chinan, os novos LivroClips em inglês iniciam a expansão do portal, que já possui tantos seguidores por aqui. “A nossa ideia é atrair a participação de professores, alunos e internautas de outros países interessados em literatura infantil e adulta”, ressalta.

Para conferir as animações, acesse os links abaixo:

A Metamorfose: http://www.livroclip.com.br/index.php?acao=hotsite&cod=201

Crime e Castigo: http://www.livroclip.com.br/index.php?acao=hotsite&cod=204

Dom Quixote: http://www.livroclip.com.br/index.php?acao=hotsite&cod=203

Pigmeus: http://www.livroclip.com.br/index.php?acao=hotsite&cod=202

Vamos Abraçar o Mundinho: http://www.livroclip.com.br/index.php?acao=hotsite&cod=195

Um Teto de Céu: http://www.livroclip.com.br/index.php?acao=hotsite&cod=205

O Guarda-chuva do Vovô: http://www.livroclip.com.br/index.php?acao=hotsite&cod=196


Sobre o LivroClip
O LivroClip é uma mídia gratuita e interativa para incentivo à leitura e apoio ao professor na internet e na sala de aula. Premiado pela Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, o LivroClip foi selecionado pelo Ministério da Educação para integrar o Banco Internacional de Objetos Educacionais, que está em desenvolvimento em cinco universidades brasileiras.
*
*
*
Publicidade:
BRINDES ESCOLARES PARA FESTAS INFANTIS
Imas de geladeira, calendários, diplominhas
Acesse: www.kidbrinde.webnode.com.pt

sábado, 24 de outubro de 2009

COMENTÁRIOS À RESPOSTA CRIMINAL DE 2009

Relação sexual com quem tem menos de 14 anos prevê pena de até 15 anos de reclusão
Reformas que trazem novidades ao Código Penal estão comentadas em obra

Acaba de ser lançado o primeiro livro com comentários sobre todas as mudanças legislativas na área criminal, ocorridas este ano. De autoria dos juristas Luiz Flávio Gomes, Rogério Sanches Cunha e Valério de Oliveira Mazzuoli, Comentários à Reforma Criminal de 2009
e à Convenção de Viena sobre o Direito dos Tratados é o mais completo guia para profissionais do Direito e para os interessados no assunto.
Luiz Flávio Gomes, diretor-presidente da Rede de Ensino LFG, explica que as mudanças foram significativas. “Agora, por exemplo, o delito de estupro pode também ter o homem como vítima, e não somente a mulher, como era antes. Outra mudança proíbe a relação sexual entre adolescentes menores de 14 anos (prevista na Lei 12.015/09). Sendo dois jovens de 13 anos, o ato é considerado crime e os adolescentes podem responder sanções do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)”, avalia Luiz Flávio Gomes, doutor em Direito Penal pela Universidade Complutense de Madri e mestre em Direito Penal pela Universidade de São Paulo.
A obra de atualização legislativa aborda também alterações na lei de adoção (Lei 12.010/09), que limita em dois anos o tempo para uma criança ficar em abrigos, e a redução da idade mínima para adoção de 21 para 18 anos. A adequação do sequestro relâmpago é outra alteração penal (Lei 11.903/09).
A obra lançada é também a única a comentar a Convenção de Viena, criada em 1969, na Áustria, com intenção de solucionar conflitos e estabelecer obrigações relativas aos tratados internacionais.


Comentários à Reforma Criminal de 2009 e à Convenção de Viena sobre o Direito dos Tratados
Autores: Luiz Flávio Gomes, Rogério Sanches Cunha e Valerio de Oliveira Mazzuoli
Editora: Revista dos Tribunais
Páginas: 238
Preço: R$ 32,00
*
*
*
Publicidade:
Produtos e preços sujeitos à alteração de acordo com disponibilidade no estoque

LIVROS AUTOBIOGRÁFICOS DE SANTOS-DUMONT GANHAM NOVAS EDIÇÕES LANÇADAS EM CONJUNTO

Após passarem vários anos fora de catálogo, os dois livros autobiográficos lançados por Alberto Santos- Dumont ganham uma reedição em conjunto. As obras "Dans L'Air - No Ar" (1904) e "O Que Eu Vi - O Que Nós Veremos" (1918) estão agora reunidas na coleção "Santos-Dumont, de próprio punho", iniciativa da editora Taller com patrocínio exclusivo da 3M, dentro do Programa Nacional de Apoio à Cultura do MinC.

Em suas autobiografias, Santos-Dumont relata os principais momentos da sua vida, desde a infância até as suas maiores conquistas, como o primeiro vôo homologado da história. Em "Dans L'Air - No Ar", o inventor recorda a vida na maior fazenda de café do mundo, a mudança para Paris e a glória como construtor de balões e dirigíveis. Em "O Que Eu Vi - O Que Nós Veremos", relembra os desafios de fazer voar as máquinas mais pesadas que o ar, como o 14-Bis (1906) e o Demoiselle (1907).

A reedição conjunta das obras resgata um conteúdo indispensável para todos aqueles que desejam conhecer profundamente quem foi Alberto Santos-Dumont. A última tradução de "Dans L'Air" para o português havia sido lançada em 1986 e a do livro "O Que Eu Vi - O Que Nós Veremos" em 2002.


Muito Além de uma Reedição
Para garantir a máxima fidelidade da coleção aos conteúdos originais, o jornalista Douglas Cavallari de Santana, idealizador do projeto, adquiriu as primeiras edições de ambos os livros e visitou os principais museus de história e aviação do Brasil e da França, em busca das fotografias originais utilizadas nas primeiras edições e de outros detalhes sobre a vida e os inventos de Santos-Dumont.

Além da adequação dos conteúdos às novas regras ortográficas, o livro "Dans L'Air", escrito originalmente em francês, ganhou uma nova tradução, feita pelo experiente tradutor parisiense Luc Matheron. Com o trabalho, muitos detalhes às vezes omitidos nas edições anteriores em português voltaram à tona. Um dos exemplos é o polêmico parágrafo onde o mineiro Santos-Dumont afirma ter nascido na fazenda de café da família, na atual cidade de Dumont, em São Paulo. Em edições anteriores, o "nascido" chegou a ser trocado por "criado", de forma a ficar "politicamente correto".

Na produção da coleção, a equipe da Taller também procurou trazer aos leitores uma série de detalhes especiais. Para que as páginas dos livros ficassem com um aspecto semelhante aos antigos jornais e revistas impressos pelo sistema de rotogravura em cores, muito usado no início do século XX, elas foram impressas em papel pólen areia com uma tinta em cor especial, tipo sépia.

Na caixa e nas capas dos livros, foi reproduzida a trama da legítima palha "panamá", a mesma usada no conhecido chapéu do aviador. A fotomontagem de Santos-Dumont à mesa foi feita com o uso de um antigo porta-retrato francês. No interior da caixa e das capas, está reproduzido o tecido do tampo da escrivaninha que pertenceu ao inventor (atualmente é parte do acervo do museu de Dumont/SP) e o seu famoso "ex-libris".

A apresentação da coleção é feita por duas personalidades fundamentais na história da aviação nacional e para a valorização e preservação da memória do aviador: Ozires Silva, membro fundador e primeiro presidente da Embraer, e Jorge Henrique Dumont Dodsworth, sobrinho-neto de Santos-Dumont e um grande colaborador dos museus dedicados ao "Pai da Aviação".


Ficha Técnica

Coleção "Santos-Dumont, de próprio punho"
Volume I: Dans L´Air - No Ar (1904), com 212 páginas.
Volume II: O Que Eu Vi - O Que Nós Veremos (1918), com 68 páginas.
ISBN: 978-85-62342-00-4
Preço: R$ 35,00


Pontos de Venda
Na fase de lançamento, os livros estão à venda no:
- Site do projeto - http://www.santosdumontdepropriopunho.com.br/
- Livraria Martins Fontes - http://www.martinsfontespaulista.com.br/
- Livraria Brazil Book, em São José dos Campos/SP - http://www.brazilbook.com.br/
- Banca AMX, na Embraer de São José dos Campos/SP - Tel.: (12) 3927-2530

- Lojinhas dos seguintes museus (que receberam exemplares da editora em doação): Museu do Ipiranga (São Paulo/SP), Museu Histórico de Dumont (Dumont/SP), Museu Aeroespacial (Rio de Janeiro/RJ) e Museu Casa de Cabangu (Santos-Dumont/MG).
A coleção também está disponível para download gratuito (em PDF) no site do projeto.
*
*
*
Publicidade:
Produtos e preços sujeitos à alteração de acordo com disponibilidade no estoque

Indústrias Criativas no Brasil: ao cinema fazer software


A importância econômica das Indústrias Criativas é irrefutável. Elas já tem participação relevante não crescem PIB mundial e uma aquelas Taxas superiores do conjunto da economia. O fenômeno das Indústrias Criativas também DEVE ser associado à "virada cultural", uma transformação de valores culturais e sociais ocorreu, que no final do século XX.
Este é o tema da recente obra lançada pela Editora Atlas: Indústria Criativa no Brasil (217 páginas, R $ 55,00), Disponível nas livrarias, Cuja Coordenação e de Charles Kirschbaum, professor em tempo integral do Insper Instituto de Ensino e Pesquisa, Miguel Pina e Cunha, Pedro Bendassolli e Thomaz Wood Jr., ligados à Fundação Getúlio Vargas - FGV.
A expressão Indústrias Criativas surgiu nos anos 1990, primeiramente na Austrália, ganhando impulso em seguida na Inglaterra. As atividades industriais compreendem, entre outras, aquelas relacionadas a teatro, cinema, publicidade, arquitetura, mercado de arte e de antiguidades, artesanato, Projeto, Projeto de moda, Softwares interativos para lazer, música, indústria editorial, rádio, TV, museus, galerias e as atividades vinculadas às tradições culturais.

TÍTULO: Indústrias Criativas no Brasil
COORDENADORES: Charles Kirschbaum, Miguel Pina e Cunha, Pedro Bendassolli e Thomaz Wood Jr.
EDIÇÃO: 1a
ANO: 2009
ISBN: 978-85-224-5591-1
PÁGINAS: 217
PREÇO: R $ 55,00
*
*
*
Publicidade:
Produtos e preços sujeitos à alteração de acordo com disponibilidade no estoque

A GRITADEIRA aborda a importância do consumo consciente

Fundação Educar DPaschoal lança livro que aborda a importância do consumo consciente

Dicas sobre o tema podem ser úteis para o aprendizado das crianças

"A Gritadeira" é o novo título do projeto Leia Comigo! da Fundação Educar DPaschoal. Pela primeira vez, o tema abordado visa estimular o consumo consciente nas crianças. Para tratar deste assunto, a autora Sandra Aymone criou uma plantinha falante que conversa e orienta uma garotinha a ter atitudes que contribuem com a preservação do planeta.

Entre as orientações que a plantinha faz para a garota estão: não deixar a luz acesa à toa, utilizar sempre que possível sacola retornável no supermercado, dar preferência para comprar frutas, verduras e legumes da época, aproveitar os talos e cascas dos alimentos, reutilizar papel, usar a água de forma responsável e outras importantes dicas, mas que fazem toda a diferença para o meio ambiente.

"Este projeto pretende fazer com que as crianças despertem a consciência para atitudes simples que podem ser incorporadas no dia-a-dia delas e da família", afirma a coordenadora do projeto Leia Comigo, Silnia Martins Prado.

Todos os livros da Fundação Educar DPaschoal são distribuídos gratuitamente a escolas públicas, organizações sociais e bibliotecas. Quem tiver interesse pode fazer um pedido ou imprimir um exemplar através do site www.educardpaschoal.org.br.

Sobre a Fundação Educar DPaschoal

A Fundação Educar DPaschoal foi criada em 1989 para gerir os investimentos em educação do grupo DPaschoal. A missão da Fundação é promover educação para a cidadania como estratégia de transformação social através de seus três projetos que são:

Leia Comigo!: produz e distribui gratuitamente livros educativos para crianças e adolescentes. Desde 2000 já foram doados mais de 30 milhões de exemplares em todo o Brasil.

Academia Educar: promove formação de núcleos de lideranças juvenis em escolas públicas ao criar oportunidades para que o jovem descubra em si mesmo o potencial que o torna capaz de transformar sua realidade, de sua escola e da comunidade.

Prêmio Trote da Cidadania: reconhece e incentiva universitários de todo o Brasil a promoverem ações sociais com calouros, estimula o empreendedorismo social e reduz a prática do trote humilhante ou violento.
*
*
*
Publicidade:
Produtos e preços sujeitos à alteração de acordo com disponibilidade no estoque

DIÁRIO DE RAFINHA traz temática gay


"Uma trama cativante, daquelas que prendem o leitor desde o primeiro momento, movendo sua curiosidade sempre em direção à próxima página"


O livro "Diário de Rafinha - as duas faces de um amor", conta a história fictícia de uma personagem adolescente, do sexo masculino, que se depara com sensações que o atormentam. O protagonista se descobre fortemente atraído pelo namorado da irmã. O sentimento de amizade, confundido com amor platônico, inveja e competição dominam toda a trama, envolvendo o leitor num thriller com final inesperado.

O livro surpreende pela riqueza de detalhes, tramas bem conduzidas e uma série de elementos, com grande força de atração, distribuídos entre personagens muito bem marcados, a maioria composta por adolescentes e jovens. Paixões, conflitos, emoções, aventuras, encantos, desencantos, raiva, desejos e sonhos que se desenrolam e se confundem na adolescência - este preâmbulo da vida propriamente dita, onde a história de cada um começa a se inscrever de fato. Tudo desencadeado a partir do polêmico protagonista Rafael, personagem que carrega em si uma extensa matiz onde estão presentes todas as cores do processo existencial: o mal e o bem, mentira e verdade, possível e impossível, sonhos e pesadelos, a máscara e a pele, sombra e luz, força e fraqueza. De uma forma ou de outra, Rafael irá atingir o leitor.

A história se passa principalmente em Salvador, capital da Bahia, conhecida internacionalmente pelas suas tradições, cultura, alegria e religiosidade. As personagens do "Diário de Rafinha" representam a juventude soteropolitana, seus sonhos, anseios, angústias e decepções. Nas mãos de Léo, o imaginário de uma geração contemporânea ganha vida, se transforma em história real, chama o leitor a conhecer mais a alma destes adolescentes baianos.

O amor e a diversidade sexual são tratados na obra com sutileza única, desencadeando questões contundentes e inevitáveis, cuja resposta ficará por conta do próprio leitor, como por exemplo: "O amor está acima do bem e do mal?"; "Os fins justificam os meios?"; "Até onde o remorso redime?"; "Que tênue linha divide o desejo ardente do amor verdadeiro?"; "Seria a culpa o mais destrutivo dos sentimentos?", "A eternidade é possível?", entre tantas outras. O surpreendente final nos leva a uma reflexão profunda e, certamente, despertará em cada leitor as mais diferentes sensações: aceitação, indignação, compaixão ou dúvida. Diferentes histórias e personagens se entrelaçaram para isto, para dar corpo a real essência da obra que reside, basicamente, nas nuances do amor e nas variações que ele assume, dependendo de cada olhar.

Título: "Diário de Rafinha. As duas faces de um amor"
Autor: Léo Dragone
ISBN: 978.85.7855.058.5
Páginas:
Preço: R$ 30,00
Onde comprar: www.gizeditorial.com.br

Sobre o autor: Léo Dragone é um jovem de 19 anos, nascido e criado à beira mar, na bela, ensolarada e turística Salvador. Amante das letras, leitor assíduo de Jorge Amado e outros escritores da contemporaneidade, Léo ocupa seu tempo livre com criação literária, em busca da superação dos desafios que a vida lhe impôs, tentando transformar o mundo através da arte. Modelo e estudante de teatro, ele se revela um artista eclético, em busca da perfeição e do equilíbrio estético. Poeta de corpo e alma, já participou de antologias e guarda cadernos com poemas que pretende publicar em breve.

*
*
*
Publicidade:
Produtos e preços sujeitos à alteração de acordo com disponibilidade no estoque



BLOG DA MILA foi lançado na Bienal do Livro

Entre as novidades do mercado editorial destaca-se o lançamento infantil da Editora Globo: Blog da Mila, do escritor Miguel Mendes. É mais uma conquista da Mila Licenciamentos, e para uma personagem que a cada dia conquista mais crianças e adolescentes. “Estamos em êxtase! Criei a Mila há nove anos e vê-la crescer a cada dia que passa é incrível”, diz Daniela Cury, criadora das marcas e diretora de arte da Mila Licenciamentos.

A empresa dos irmãos Fernando e Daniela Cury, que há nove anos está no mercado, se sobressai com personagens que pensam em apresentar para o público não só beleza, mas também um conceito correto, um cuidado especial com os seus consumidores.

Mila e sua turma vêm a cada dia conquistando mais fãs com as suas histórias e estilos. E pela quantidade de produtos licenciados, atualmente há 340 no mercado, nota-se este crescimento. As opções são: materiais, brinquedos, jogos, artigos de festa e de higiene, roupas de cama, embalagens, pelúcias, confecção, desenho na TV Rá Tim Bum e agora o livro. “Quando a Editora Globo nos procurou, a alegria foi geral. Este é o primeiro número de uma série de livros colecionáveis, cujos temas são atuais. Acho de grande importância este interesse pela literatura infantil, pois não temos um País de leitores, e as crianças e os jovens são o principal alvo para mudarmos isto. O interesse pela leitura tem de ser despertado nessa fase, assim ele será levado para a vida adulta. E o livro escrito pelo Miguel ainda agrega com os personagens valores e importantes lições”, finaliza a empolgada Daniela Cury.
*
*
*
Publicidade:
Produtos e preços sujeitos à alteração de acordo com disponibilidade no estoque

CARTUNISTA MARCIO BARALDI ANUNCIA LANÇAMENTO DE SEU LIVRO

CARTUNISTA MARCIO BARALDI DIVULGA CAPA DO NOVO LIVRO E ANUNCIA DATA DA FESTA DE LANÇAMENTO

Roko-Loko está prestes a completar 15 anos de existência nas páginas da Revista Rock Brigade – uma das mais antigas publicações de rock do país. E pra comemorar será realizada a festa de lançamento do novo livro “Roko-Loko: Hey Ho, Let’s Go!” (quarto do personagem roqueiro e 12º da carreira do cartunista Marcio Baraldi) dia 05 de dezembro, das 14h às 19h, no Bar Blackmore (SP), que contará com divertidas atrações – como acontece anualmente no Festão do Baraldão: mágicos e caricaturistas entretendo os público, computadores para jogar o game do Roko-Loko, show com as bandas Exxótica e Cracker Blues, stand de revistas do Quarto Mundo, autógrafos do Baraldi, além de comes e bebes na faixa. Entrada grátis!
Durante o evento também acontecerá a entrega da segunda edição do Prêmio Bigorna – que tem como principal objetivo divulgar e valorizar as Histórias em Quadrinhos produzidas no Brasil e os profissionais da área: roteiristas, desenhistas e editores. E por falar em Prêmio, os escolhidos deste ano serão anunciados em breve, no site Bigorna.net. Com toda certeza dia 05 de dezembro será dia de Festa do Quadrinho Nacional! Imperdível!
Sobre Roko-Loko: Hey Ho, Let’s Go!
Com prefácios dos jornalistas Franco de Rosa e Sidney Gusman, o novo livro do Baraldi reúne todas as HQs e tiras de Roko-Loko e sua inseparável namorada Adrina-Lina, produzidas e publicadas entre 2004 e 2006, tudo em ordem cronológica. Uma das histórias hilárias é a paixão desenfreada de Roko por Tarja Turunen, ex vocalista da banda finlandesa Nightwish. Há também a emocionante aventura mitológica com o poderoso Tor e Mestre Raulzito, o guia espiritual do Roko-Loko, além de uma versão impressa do jogo “Roko-Loko no Castelo do Ratozinger”, a qual o leitor poderá ajudar o personagem entrar no castelo de seu arqui-inimigo Ratozinger e salvar sua musa Adrina-Lina. Em outras histórias acontecem infinitas trapalhadas divertidas do jovem roqueiro ao lado de bandas históricas como Helloween, Judas Priest, Angra, Korzus, Slayer, Metallica, e muito mais! Tudo com as marcas “mais que registradas” do Baraldi: muita cor, muita ação, muito humor!
“Roko-Loko Hey Ho, Let’s Go” é mais um lançamento do "GRRR!...(Gibi Raivoso, Radical e Revolucionário!)", selo criado pelo próprio Baraldi.

Acesse http://www.marciobaraldi.com.br/


Serviço:Festão do Baraldão
Lançamento do livro “Roko-Loko: Hey Ho, Let’s Go!”
Data: 05 de dezembro – sábado – das 14h às 19h
Bandas: Exxótica e Cracker Blues
Local: Bar Blackmore (Alameda dos Maracatins,1317 - Moema - SP/SP)
Informações: 11- 5041-9340
Entrada: grátis
Censura: livre
Capacidade da Casa: 300 pessoas
Estacionamento com manobrista na porta

*
*
*
Publicidade:
Produtos e preços sujeitos à alteração de acordo com disponibilidade no estoque


*
*
*
Publicidade:
BRINDES ESCOLARES PARA FESTAS INFANTIS
Imas de geladeira, calendários, diplominhas
Acesse: www.kidbrinde.webnode.com.pt

Machado de Assis ganha vida em trailer de livro que reúne as máximas de sua obra

Um dos maiores nomes da literatura brasileira chega as livrarias com uma abordagem didática que promete atrair fãs, professores e alunos

Se você acha que já leu tudo sobre a obra de Machado de Assis, um dos maiores nomes da literatura brasileira, está enganado. Após 101 anos de sua morte, o escritor ganha vida em trailer de livro que além de uma poesia inédita, reúne os melhores romances, contos, poesias, críticas, cartas e filmes. Tudo com uma linguagem didática e de fácil leitura, mostrando um Machado que começou com textos mais simples, chegando a obras geniais.

O LivroClip “O máximo e as máximas de Machado de Assis”, baseado na obra homônima do premiado escritor Andrey do Amaral, promete atrair a atenção dos fãs, professores e alunos. O vídeo inédito pode ser visto e baixado gratuitamente pelo endereço: http://www.livroclip.com.br/index.php?acao=hotsite&cod=199. “O grande diferencial dessa obra é mostrar que o escritor não se restringe a leituras obrigatórias, e sim a momentos prazerosos e curiosos de reflexão”, afirma Amaral.

O vídeo estreia na internet com hot site exclusivo com mais informações sobre a obra, o autor, envio de trecho e o “Espaço do Professor” com dicas de como utilizar o livro em sala de aula. O site www.livroclip.com.br conta com acervo de mais de 160 trailers baseados em obras da literatura nacional e internacional. Todas as novidades do site também podem ser acompanhadas pelo Twitter.


Sobre o LivroClip
O LivroClip é uma mídia gratuita e interativa para incentivo à leitura e apoio ao professor na internet e na sala de aula. Premiado pela Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, o LivroClip foi selecionado pelo Ministério da Educação para integrar o Banco Internacional de Objetos Educacionais, que está em desenvolvimento em cinco universidades brasileiras.


*
*
*
Publicidade:
Preços e produtos sujeitos à alteração mediante disposição em estoque:

LANÇADO LIVRO INÉDITO DE AUGUSTO BOAL


A Estética do Oprimido, escrito pouco antes do falecimentodo dramaturgo, já é considerado o testamento estético do autor

O último livro escrito por Augusto Boal, A Estética do Oprimido, foi lançado no dia 29 de setembro no Centro de Teatro do Oprimido, no Rio de Janeiro, instituição que Boal criou em 1986 e onde trabalhou nos últimos 23 anos. Em São Paulo, o lançamento acontece no dia 1° de outubro no Teatro de Arena Eugênio Kusnet. O livro, publicado em parceria pela editora Garamond e pela Funarte/MinC, é considerado por muitos como o testamento estético do autor.

Fruto de experimentações práticas em laboratórios teatrais no Centro de Teatro do Oprimido, e da sistematização teórica de seminários, A Estética do Oprimido ganhou forma ao longo de oito anos de trabalho de pesquisa coletiva, sendo finalizado pelo autor em janeiro de 2009.

Fundador do Teatro de Arena e precursor do Teatro do Oprimido, Augusto Boal foi um dos principais teatrólogos dos últimos tempos, considerado por muitos tão importante quanto Brecht e Stanislawisk. Pouco antes de falecer, chegou a ser condecorado Embaixador Mundial do Teatro pela Unesco e em 2008 foi indicado ao Prêmio Nobel da Paz. A obra reflete o engajamento político de Boal. Através da arte, ele propõe uma teoria do pensamento sensível para o uso prático, isto é: como instrumento transformador da realidade. O livro convida todos a apostarem na potência mais radical do pensamento: a potência criadora de realidades possíveis.

Trata-se da sedimentação de mais de 50 anos de prática e reflexão sobre arte, indivíduo e sociedade. Uma visão ideológica – e inevitavelmente filosófica – de um artista que soube, como ninguém, conjugar o verbo mudar em todos os tempos e em todas as pessoas. Um obra fundamental para a continuidade e o desenvolvimento das ideias defendidas por Boal no campo da arte, que tem uma marca especialíssima: a coerência política de quem dedicou sua arte à transformação da vida.

A ESTÉTICA DO OPRIMIDO
Augusto Boal
256p., 16x23cm, ISBN: 978-85-7617-167-6

*
*
*
Publicidade:

Produtos e preços sujeitos a alteração de
acordo com a disponibilidade em estoque:

TIO LOBO ganha versão digital

Obra premiada pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil ganha versão digital

O LivroClip “Tio Lobo” é fruto de mais uma parceria com a Callis Editora e estreia na internet para download gratuito

“Era uma vez uma menina muito gulosa...”. É assim, com inspiração nos contos de fadas, que começa o novo LivroClip infantil “Tio Lobo”, com acesso gratuito na internet. O trailer traz uma versão animada do livro homônimo do autor Xosé Ballesteros e do ilustrador Roger Olmos, premiado como “Obra Altamente Recomendável” pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ). A iniciativa é fruto de mais uma parceria do LivroClip com a Callis Editora.

Os internautas também têm acesso à um hot site com mais informações sobre a obra, o autor e o “Espaço do Professor”, com dicas de como usar a obra em sala de aula. O trailer faz parte do acervo digital do portal LivroClip (www.livroclip.com.br), que reúne mais de 150 animações multimídia baseadas em obras de literatura nacional e mundial.


Sobre o LivroClip
O LivroClip é uma mídia gratuita e interativa para incentivo à leitura e apoio ao professor na internet e na sala de aula. Premiado pela Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, o LivroClip foi selecionado pelo Ministério da Educação para integrar o Banco Internacional de Objetos Educacionais, que está em desenvolvimento em cinco universidades brasileiras.


*
*
*
Publicidade:
Preços e produtos sujeitos à alteração mediante disposição em estoque:

“O ENGRAXATE QUE VIROU PHD”

Gil Lúcio Almeida, conta sua história de vida em um livro emocionante e repleto de surpresas

Publicado em Agosto deste ano, o livro “O Engraxate Que Virou PhD”, revela a história de um jovem que lutou contra todas as dificuldades da vida para se tornar hoje, Presidente da Crefito (Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional de São Paulo).
Com uma vida de muita simplicidade em São João da Glória MG, o autor Gil Lúcio Almeida, com apenas 8 anos de idade começou a trabalhar para ajudar sua família.
Ele iniciou seu trabalho como engraxate, vendeu frango, verduras e até ajudou o pai em um açougue. Uma família de poucas posses, mas sempre disposta a crescer. Gil sempre teve a certeza de que as coisas dariam certo; e deram.

Hoje, Presidente do Crefito-SP, que desde sua primeira gestão em 2004- 2008, obteve um crescimento de considerável, Dr. Gil mostra em sua biografia, todos os segredos para conseguir mudar de vida relatando todas as iniciativas que fizeram com que ele crescesse com seus erros e acertos.

Dividido em 23 capítulos, o livro detalha cada parte sofrida e batalhadora do menino engraxate. “Eu não admitia voltar para casa com um não como resposta”, conta Gil de Almeida.

Os dez segredos que o engraxate usou para se tornar PHD e que são mostrados no livro em cada capítulo foram:

1) Não deixe que o medo dos seus monstros paralise ou domine suas ações. Humanize-os e coloque-os sob seu controle e comando.

2) Não gaste o seu tempo tentando entender as camu¬flagens dos outros. Julgue as pessoas pelo que elas fazem e não pelo que aparentam.

3) Estabeleça objetivos e metas realistas que possam ser atingidas em curto prazo, mas planeje o futuro. Sonhe com uma vida melhor que espera por você lá na frente.

4) Faça de seu trabalho a sua oração e diversão. Dedi¬que-se a ele com todas as suas forças e energias, para que possa ser o mais produtivo possível.

5) Nunca evite ou desdenhe qualquer forma de trabalho, por mais simples que ele seja. Não se conforme com a idéia de que você não tem competência para exercer um trabalho, por mais sofisticado que ele seja. Prepare-se para ele.

6) Não coloque a culpa em terceiros por dificuldades que você, sua família ou a sua sociedade estejam enfrentando. Exerça a cidadania na sua plenitude, evitando que
tirem proveito de sua omissão ou covardia. Faça valer seus direitos, usando o seu poder político ou recorrendo ao poder judiciário se for necessário para fazer justiça.

7) Agregue valores a tudo o que fizer. Lembre-se que o bom humor, a alegria e o amor são os melhores valores que você pode agregar ao que venha a fazer na vida.

8) Não busque ou aceite qualquer conquista que prejudique o outro.

9) Não desperdice, nem por um único minuto, o que você ganhou de graça quando chegou a esse mundo: de¬senvolva ao máximo sua capacidade de aprender.

10)Viva para deixar um legado para a sua família e sociedade. E não leve “não" para casa.


Sobre o autor:

Gil Lúcio Almeida é o quinto dos seis filhos de João Galdino Sobrinho e de Judith Honorata dos Santos. Nasceu geminiano no dia 1º de junho. Viveu a primeira infância em São João Batista do Glória, às margens do Rio Grande, no Estado de Minas Gerais. Mudou-se com a família para Itaú de Minas, onde estudou e trabalhou como engraxate e mascate durante a segunda infância e parte da adolescência.
Ainda na adolescência foi morar com a família em São Carlos, no Estado de São Paulo, onde continuou trabalhando e estudando. Formou-se Técnico em Mecânica e graduou-se em Fisioterapia em 1984 pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Em 1985, foi trabalhar na Universidade de Campinas (Unicamp), concluindo o Mestrado pela UFSCar em 1988. Em 1993, foi diplomado PhD (doutorado) pela Iowa State University, com pesquisas realizadas na University of Illinois at Chicago. No ano seguinte, concluiu o Pós-doutorado no Rush Medical Center e na University of Illinois at Chicago. Nos Estados Unidos foi Embaixador da Boa Vontade pela Fundação do Rotary.
Em 1995, Gil retornou para a Unicamp, construindo uma rápida e brilhante carreira universitária: ministrou vários cursos nas áreas de neurofisiologia, controle motor e biomecânica; criou um dos principais laboratórios de estudo do movimento do país e formou 17 mestres e doutores. Em 2000, mudou-se para Ribeirão Preto para transformar o curso de Graduação e Pós-graduação Lato Sensu em Fisioterapia da Universidade de Ribeirão Preto (Unaerp) em referência nacional. Hoje ele reside na cidade de São Paulo e está ligado às principais universidades do estado.
É autor de dezenas de artigos científicos publicados em revistas de grande impacto e de inúmeros outros analisando a situação educacional, econômica e política do Brasil. Gil Lúcio é revisor de várias revistas científicas nacionais e internacionais e das principais agências nacionais de fomento à pesquisa.
Foi eleito presidente do Conselho de Fisioterapia e Terapia Ocupacional do Estado de São Paulo (Crefito-SP) para a gestão 2004-2008 e reeleito para o quadriênio 2008-2012. No Crefito-SP, ele constrói, com a ajuda de seus pares, uma das histórias de maior sucesso na administração pública brasileira.

Empreendedor, cientista, professor, orientador, executivo, líder e orador talentoso.
*
*
*
Publicidade:

Produtos e preços sujeitos a alteração de
acordo com a disponibilidade em estoque:

PREMIO JABUTI 2009 anuncia seus vencedores

A cerimônia de premiação será dia 4 de novembro, na Sala São Paulo, quando serão anunciados os vencedores do Livro do Ano Ficção e o Livro do Ano Não-Ficção.

A Câmara Brasileira do Livro (CBL) anunciou os vencedores da 51ª edição do Prêmio Jabuti. Foram apresentados os três ganhadores (primeiro, segundo e terceiro lugares) em cada uma das 21 categorias do concurso (confira a lista completa abaixo).

O primeiro lugar em cada categoria recebe R$ 3 mil, e os melhores livros do ano de Ficção e Não-ficção ficam com R$ 30 mil cada um. Este ano foi criada a categoria de “Tradução de obra literária Francês-Português”, em homenagem ao ano da França no Brasil, cujo vencedor receberá como prêmio R$ 6 mil.

Em 2009, foi batido o recorde de inscrições no Jabuti: 2.573 obras, cerca de 20% a mais que em 2008, quando participaram 2.131 publicações.

Confira os vencedores de cada uma das 21 categorias da 51ª edição do Prêmio Jabuti:

Tradução

1º lugar —“A Morte de Empédocles / Friedrich Hölderlin”, Marise Moassaba Curioni (Iluminuras).
2º lugar —“Satíricon”, Cláudio Aquati (Cosac Naify).
3º lugar —“Os Irmãos Karamázov – 2 Volumes”, Paulo Bezerra (Editora 34).

Arquitetura e Urbanismo, Fotografia, Comunicação e Artes

1º lugar — “Coleção Princesa Isabel – Fotografia do Século XIX”, Bia e Pedro Corrêa Lago (Capivara Editora)
2º lugar — “Árvores Notáveis – 200 Anos do Jardim Botânico do Rio de Janeiro” (livro e guia de bolsa), Andréa Jakobsson Estúdio Editorial (Andréa Jakobsson Estúdio Editorial)
3º lugar — “Tarsila do Amaral”, Lygia Eluf (Imprensa Oficial do Estado)


Teoria/Crítica Literária

1º lugar —“Monteiro Lobato: Livro a Livro”, Marisa Lajolo e João Luís Ceccantini (Editora Unesp / Imprensa Oficial)
2º lugar —“Pensamento e ‘Lirismo Puro’ na Poesia de Cecília Meireles”, Leila V. B. Gouvêa (Editora Universidade de São Paulo)
3º lugar —“Literatura da Urgência Lima Barreto no Domínio da Loucura”, Luciana Hidalgo (Annablume Editora)


Projeto Gráfico

1º lugar —“Fazendas Mineiras”, Marcelo Drummond & Marconi Drummond (Cemig)
2º lugar —“A História do Brazil de Frei Vicente de Salvador”, Maria Lêda Oliveira (Versal Editores)
3º lugar —“Isay Weinfeld”, Roberto Cipolla (Bei Editora)


Ilustração de Livro Infantil ou Juvenil

1º lugar —“O Matador”, Odilon Moraes (Editora Leitura) - BH
2º lugar —“De Passagem”, Marcelo Cipis (Schwarcz)
3º lugar — “Alfabeto de Histórias”, Gilles Eduar (Editora Ática)


Ciências Exatas, Tecnologia e Informática

1º lugar — “Introdução à Quimica da Atmosfera - Ciência, Vida e Sobrevivência”, Ervim Lenzi e Luzia Otilia Bortotti Favero (LTC – Livros Técnicos e Científicos Editora)
2º lugar — “Fundamentos de Metrologia Científica e Industrial”, Armando Albertazzi G. Jr. e André R. de Souza (Editora Manole)

3º lugar — “Mapa do Jogo”, Lucia Santaella e Mirna Feitoza (Cengage Learning Edições)


Educação, Psicologia e Psicanálise

1º lugar —“A Voz e o Tempo”, Roberto Gambini (Ateliê Editorial)
2º lugar —“Religiosidade e Psicoterapia”, Claudia Bruscagin, Adriana Sávio, Fátima Fontes e Denise Mendes Gomes (Editora Roca)
3º lugar — “Educação à distância: o Estado da Arte”, Fredric Michael Litto (Pearson Education do Brasil)


Reportagem

1º lugar —“O Livro Amarelo do Terminal”, Vanessa Bárbara (Cosac Naify)
2º lugar —“O Sequestro dos Uruguaios - uma Reportagem dos Tempos da Ditadura”, Luiz Cláudio Cunha (L&P Editores)
3º lugar —“1968 - o que Fizemos de Nós”, Zuenir Ventura (Editora Planeta do Brasil)


Didático e Paradidático

1º lugar — “História e Cultura Africana e Afro-Brasileira”, Nei Lopes (Barsa Planeta Internacional)
2º lugar — “Meu primeiro álbum de piano solo”, Dulce Auriemo (D.A. Produções Artísticas)
2º lugar - “Coleção cidade educadora - Diário de bordo do aluno 1 - Volume Amarelo”, Áureo Gomes Monteiro Júnior, Célia Cris Silva e Júlia Scandiuci Figueiredo (Aymará Edições e Tecnologia)
3º lugar — “Literatura Infantil Brasileira: um Guia para Professores e Promotores de Leitura”, Vera Maria Tietzmann Silva (Cânone Editorial)


Economia, Administração e Negócios

1º lugar — “Valores Humanos & Gestão. Novas Perspectivas”, Maria Luisa Mendes Teixeira (organizadora) (Editora Senac São Paulo)
2º lugar —“Estratégia e Competitividade Empresarial - Inovação e Criação de Valor”, Luiz Carlos Di Serio e Marcos Augusto de Vasconcelos (Saraiva)
3º lugar — “Meio Ambiente e Crescimento Econômico: Tensões Estruturais”, Gilberto Dupas (Editora Unesp)


Direito

1º lugar — “Introdução ao Pensamento Jurídico e à Teoria Geral do Direito Privado”, Rosa Maria de Andrade Nery (Editora Revista dos Tribunais)
2º lugar —“Execução”, José Miguel Garcia Medina (Editora Revista dos Tribunais)
3º lugar —“Código de Processo Civil - Comentado Artigo por Artigo”, Daniel Mitidiero e Luiz Guilherme Marinoni (Editora Revista dos Tribunais)
3ºlugar - “Atual Panorama da Constituição Federal”, Carlos Marcelo Gouveia (Saraiva)

Biografia

1º lugar — “O Sol do Brasil”, Lilia Moritz Schwarcz (Schwarcz)
2º lugar —“José Olympio, o Editor e sua Casa”, José Mario Pereira (GMT Editores)
3º lugar —“O Santo Sujo: a Vida de Jayme Ovalle”, Humberto Werneck (Cosac Naify)


Capa

1º lugar — Moby Dick”, Luciana Facchini (Cosac Naify)

2º lugar —“Jovem Stálin”, João Baptista da Costa Aguiar (Schwarcz)
3º lugar —“Introdução à filosofia”, Rex Design (Editora WMF Martins Fontes)


Poesia

1º lugar —“Dois em um”, Alice Ruiz S. (Editora Iluminuras)
2º lugar —“Antigos e soltos: poemas e prosas da pasta rosa”, Instituto Moreira Salles (Instituto Moreira Salles)

3º lugar —“Cinemateca”, Eucanaã Ferraz (Schwarcz)
3ºlugar - “Outros barulhos”, Reynaldo Bessa (edição do autor)


Ciências Humanas

1º lugar - “História do Brasil - Uma Interpretação”, Adriana Lopez e Carlos Guilherme Mota (Editora Senac São Paulo)
2º lugar — “Veneno Remédio”, José Miguel Wisnik (Schwarcz)
3º lugar — “A Aparição do Demônio na Fábrica”, José de Souza Martins (Editora 34)

Ciências Naturais e Ciências da Saúde

1º lugar — “Fundamentos de Dermatologia”, Marcia Ramos-e-Silva e Maria Cristina Ribeiro de Castro (Editora Atheneu)

2º lugar —“Oftalmogeriatria”, Marcela Cypel e Rubens Belfort Jr. (Editora Roca)


3º lugar — “Guia de Propágulos & Plântulas da Amazônia”, José Luís Campana Camargo et al (Inpa)


Contos e Crônicas

1º lugar —“Canalha! – crônicas”, Fabricio Carpinejar (Editora Bertrand Brasil)

2º lugar —“Ostra feliz não faz pérola”, Rubem Alves (Editora Planeta do Brasil)

3º lugar —“Os comes e bebes nos velórios das gerais e outras histórias”, Déa Rodrigues da Cunha Rocha (Auana Editora)


Infantil

1º lugar — “A Invenção do Mundo Pelo Deus-Curumim”, Braulio Tavares (Editora 34)

2º lugar —“No Risco do Caracol”, Maria Valéria Rezende e Marlette Menezes (Autêntica Editora)

3º lugar — “Era Outra Vez um Gato Xadrez”, Leticia Wierzchowski (Editora Record)


Juvenil

1º lugar —“O fazedor de velhos”, Rodrigo Lacerda (Cosac Naify)
2º lugar —“Cidade dos deitados”, Heloisa Prieto (Cosac Naify)
3º lugar —“A distância das coisas”, Flávio Carneiro (Edições SM)


Romance

1º lugar —“Manual da Paixão Solitária”, Moacyr Scliar (Schwarcz)

2º lugar —“Orfãos do Eldorado”, Milton Hatoum (Schwarcz)

3º lugar —“Cordilheira”, Daniel Galera (Schwarcz)

Tradução de obra literária Francês-Português

1º lugar —“O Conde de Monte Cristo”, André Telles e Rodrigo Lacerda (Jorge Zahar Editor)

2º lugar — “Topografia Ideal para uma Agressão Caracterizada”, Flávia Nascimento (Editora Estação Liberdade)

3º lugar — “A Elegância do Ouriço”, Rosa Freire D'aguiar (Schwarcz)

A lista completa também pode ser encontrada no site do Prêmio:
http://www.cbl.org.br/jabuti/telas/resultado/
*
*
*
Publicidade:
Produtos e preços sujeitos à alteração de acordo com disponibilidade no estoque

CONFEITARIA da Coleção Cozinha Passo a Passo chega às livrarias


Livro mostra o passo a passo dos clássicos da confeitaria além de cremes, caldas, coberturas, bolos, doces, biscoitos e tortas.

Título desvenda os segredos mais delicados da arte da confeitaria

A coleção Cozinha Passo a Passo atende tanto aos iniciantes quanto aos já iniciados na arte da culinária. A maior novidade é o passo a passo das receitas ricamente ilustrado e com textos curtos e objetivos: o leitor pode ver a foto, ler o texto e pôr a mão na massa com muito mais precisão. As belíssimas imagens – quadro a quadro – mostram, por exemplo, o bê-á-bá do glacê branco, os detalhes da preparação de um brownie e o passo a passo de um delicioso rocambole de café.
Em Confeitaria, novo título da coleção, o leitor vai desvendar os segredos mais delicados da arte da confeitaria e executar com perfeição as 70 receitas ricamente ilustradas.

O livro está dividido em cinco capítulos: Cremes & Cia, Bolos Simples, Bolos e Doces Confeitados, Doces e Biscoitos e Tortas.
Três índices ajudam o leitor na busca por tipo de prato, receitas ou ingrediente. Já no glossário há explicações detalhadas sobre o que é consistência pastosa, banho maria, caramelização e dicas para obter a clara de ovo em ponto de neve. Segundo a autora - ao contrário do que geralmente se diz, não é necessário bater as claras “em neve firme” para incorporá-las a uma preparação. Na verdade, o ponto de neve firme tende a formar “blocos” difíceis de incorporar a mistura. Por isso, recomenda-se, principalmente no caso da musse de chocolate, bater as claras em neve “macias”.
Um dos destaques do livro é o clássico “Glacê de Chocolate”.

Para 200G * Tempo de preparo: 5 minutos * Tempo de cozimento: 10 minutos

100g de chocolate
40 g de manteiga
3 colheres de sopa de água
8 colheres de sopa de açúcar de confeiteiro

Preparativos: Corte a manteiga e o chocolate em pedaços

Passo 1: Derreta o chocolate em fogo bem baixo ou em banho-maria, deixando-o com uma consistência mais fina com a ajuda de um pão-duro.
Passo 2: Sempre em fogo bem baixo ou em banho-maria, junte o açúcar de confeiteiro e a manteiga. Derreta a mistura, mexendo sempre.
Passo 3: Retire do fogo e junte a água, uma colher de cada vez. Se o glacê não estiver untuoso, leve a panela novamente ao fogo brando e mexa.
Deixe esfriar na medida certa (quando frio, fica difícil espalhar o glacê)
Passo 4: Espalhe uma camada espessa de glacê sobre o bolo, trabalhando com uma espátula plana. Este glacê não endurece completamente.

Cozinha Passo a Passo já conta com o livro Pratos Básicos. Os próximos títulos da coleção são: Chocolate e Cozinha Italiana.

Sobre a autora: Marianne Magnier-Moreno estudou Direito e Jornalismo, mas foi como técnica em culinária que encontrou sua verdadeira vocação, ao descobrir, entre outras coisas, os segredos da confeitaria, que lhe abriram as portas dos restaurantes onde trabalha em Paris e em Nova York.
Marianne mora atualmente em Paris, onde escreve livros, colabora com revistas e participa de um programa de televisão sobre culinária.

Confeitaria:
Autora: Marianne Magnier-Moreno
Fotografia: Fréderic Lucano
Tradução: Marcos Barboza
Pág: 256
Preço: R$ 84,00
*
*
*
Publicidade:
Produtos e preços sujeitos à alteração de acordo com disponibilidade no estoque


CONDUTA CRUEL explora a mente dos assassinos sádicos


Conduta Cruel
Livro explora, de maneira fria e real, a mente dos assassinos sádicos.

Conduta Cruel faz uma profunda e aterrorizante viagem pela vida de assassinos sádicos da Inglaterra, dos Estados Unidos e da Austrália, explica os diferentes tipos de sadismo e de
sádicos e ainda proporciona ao leitor uma gota de esperança ao alertar sobre algumas maneiras de identificá-los.
A palavra sadismo deriva de um homem francês que viveu entre 1740 e 1814, o Marquês de Sade. Conta-se que certa vez ele contratou os serviços de uma prostituta, a quem fez pequenos cortes na pele e introduziu neles cera quente pelo simples fato de obter prazer.
Sade justificou este ato dizendo que o homem era um ser egoísta por natureza, e só atuando desse modo poderia chegar a ser sincero, e o melhor que poderia fazer um homem sincero era seguir um estilo de vida de libertinagem criminal.
Em Conduta Cruel, lançamento da editora Larousse do Brasil, Carol Anne Davis – considerada a “Rainha do crime” pela Booklist – faz uma profunda e aterrorizante viagem pela vida de assassinos sádicos da Inglaterra, dos Estados Unidos e da Austrália, explica os diferentes tipos de sadismo e de sádicos e ainda proporciona ao leitor uma gota de esperança ao alertar sobre algumas maneiras de identificá-los.

Os assassinos sádicos diferem da maioria dos homicidas porque adoram controlar suas vítimas e fazê-las sofrer, eles geralmente apresentam-se na forma de pessoas comuns, que em um primeiro momento não representam perigo e medo. No entanto, ao encontrar uma vítima, eles se transformam em seres cruéis, com fetiches assustadores e capazes de tudo para saciar desejos obscuros e incontroláveis que resultam em dor e morte.
Segundo Carol Anne, o sádico precisa de uma vítima viva que responda aos seus comandos – testemunhar dor e medo traz a ele uma imensa satisfação sexual. Caso, sem querer, o sádico mate a vítima depressa demais, tentará por vezes machucar ou humilhar o corpo morto, mutilando a carne em seu desejo de vingança.

Em Conduta Cruel é possível entender um pouco mais sobre esses seres infiltrados na sociedade e que passam despercebidos. O cuidadoso estudo da autora mostra que o estilo de cada sádico difere de um país para outro, por exemplo, os sádicos britânicos descritos por Carol Anne eram em geral pessoas de baixa renda e, assim, não dispunham de uma casa segura para levar suas vítimas. Por consequência mataram em hotéis, albergues ou em residência da própria vitima, contrastando com os sádicos norte-americanos, que tinham vans personalizadas nas quais transportavam suas vítimas; um deles possuía até mesmo um pequeno avião. De modo similar, os sádicos australianos com frequência utilizaram grandes áreas abertas, atacando pessoas em praias isoladas ou levando-as para o meio de florestas.
Conduta Cruel proporciona ao leitor uma profunda imersão na mente, na história e no comportamento de assassinos sádicos como Robert Christian Hansen - conhecido como o maior assassino em série do Alasca. Hansen assassinou pelo menos dezessete jovens e estuprou inúmeras outras ao longo de um período de doze anos. Um sádico clássico, ele torturava as vítimas em sua cabana para depois libertá-las, rastreá-las como animais e abatê-las a tiros. Outro sádico em destaque é Richard Francis Cottinghan, ele praticou abusos contra várias adolescentes antes de cometer cinco homicídios no final dos anos 1970 e 1980. Como duas de suas vítimas foram esquartejadas e encontradas próximo a Times Square, ele ficou conhecido como o Estripador de Torsos da Times Square. Mas Cottingham foi muito mais cruel que Jack, o Estripador.
Conduta Cruel desvenda a vida de homens e mulheres que, quando encontram sua “presa”, destroem vidas e sonhos e deixam o rastro de um mundo cruel, injusto e trágico.

Conduta Cruel
Autora: Carol Anne Davis
Tradução: José A.Z. Silva
Pág: 351
Preço: R$ 49,90

*
*
*
Publicidade:
Produtos e preços sujeitos à alteração de acordo com disponibilidade no estoque

ENCONTROS COM O PROFESSOR foi lançado pela Editora Palmarinca


Diálogos culturais resultam no lançamento do 4° volume do “Encontros com o Professor”
A obra é composta por entrevistas realizadas com expoentes da cultura brasileira por Ruy Carlos Ostermann.
Foi lançado o quarto volume do livro “Encontros com o Professor – Cultura Brasileira em Entrevista”. A obra traz uma síntese das conversas com personalidades da cultura brasileira ao longo da edição 2008 do projeto Encontros com o Professor, patrocinado pela Fiat Automóveis e Banrisul. Foram 29 eventos realizados em Porto Alegre e itinerância no interior do Rio Grande do Sul, em formato de talk-show, apresentado por Ruy Carlos Ostermann, que possui larga experiência jornalística e de âncora de programas radiofônicos. E tem sido um grande facilitador da aproximação do público, de temas e pessoas que normalmente circulam em espaços restritos e elitizados.
O livro é uma iniciativa da KCS Projetos em Comunicação e da Signi Estratégias para Sustentabilidade. O evento de lançamento conta com sessão de autógrafos coletiva, na qual alguns dos convidados contemplados no livro estarão autografando junto com Ostermann. Entre eles, a escritora Cíntia Moscovich, o casal de psicanalistas Diana e Mário Corso, o chef Philippe Remondeau, o historiador Sergio da Costa Franco, o fotógrafo Luiz Eduardo Robinson Achutti, o ator Zé Victor Castiel, o músico Nei Lisboa, o cineasta Beto Souza, os tradicionalistas Bagre, Paulinho e Ernesto Fagundes, o escritor Luís Augusto Fischer e o músico Norberto Baldauf.
Além desses, o quarto volume contém as entrevistas feitas com Iotti, Fabrício Carpinejar, Humberto Gessinger, Charles Kiefer, Eduardo Galeano, Werner Schünemann, Neto Fagundes, Kleiton & Kledir, Nenhum de Nós, Tarcísio Filho, Moacir Gadotti, Caca Diegues, Domingos Oliveira, Miguel Proença, Carlos Jorge Appel, Ivo Bender, Ruy Castro e Heloisa Seixas e Luis Fernando Verissimo.
O projeto possibilita um diálogo sobre tema cultural de domínio do entrevistado, favorecendo a participação do público com extrema informalidade e desmistifica temas eruditos e muitas vezes tidos como inacessíveis. Além da conversa, reveladora de aspectos não tão conhecidos da produção cultural nacional, o evento finaliza com apresentações musicais de grupos locais, caracterizados pela extrema qualidade do trabalho e pela pouca repercussão na mídia comercial do País.
A distribuição do livro será feita pela Livraria Palmarinca para todo o Brasil. E poderá ser encontrado nas principais livrarias, pelo site www.encontroscomoprofessor.com.br ou diretamente
com a Palmarinca pelo telefone 51 3225-2577.

Por reconhecer a importância do incentivo à cultura, a Fiat Automóveis patrocina pelo segundo ano o projeto Encontros com o Professor. Em 2009, já foram realizados 20 eventos, que deram início em março e estão previstos para encerrar em dezembro. A montadora trouxe também para o Brasil, as exposições “O Mundo Mágico de Marc Chagall” e “Rodin: do Ateliê ao Museu”.
Além desses projetos, a Fiat atua na inclusão social de crianças e adolescentes por meio de atividades socioeducativas, de capacitação profissional e geração de trabalho e renda em São Paul e Minas Gerais. Somente em 2008, 11.115 pessoas foram beneficiadas pelos projetos idealizados e apoiados pela montadora. Neste ano, os cursos de capacitação profissional no setor automobilístico, por exemplo, que acontecem em São Paulo e Minas Gerais serão ampliados para Recife, Brasília e Curitiba.

*
*
*
Publicidade:
Produtos e preços sujeitos à alteração de acordo com disponibilidade no estoque

LIVRO RETRATA TECNOLOGIAS EM RADIOLOGIA

Diante dos avanços tecnológicos das últimas décadas, o mercado de trabalho em radiologia vem exigindo cada vez mais de seus profissionais o acompanhamento destas transformações e o aprimoramento do conhecimento.

Os avanços das técnicas radiológicas e de diagnósticos por imagem têm proporcionado melhorias dos exames e terapias já existentes, além da descoberta de novas modalidades de investigação das mais diversas doenças. Neste contexto, o aperfeiçoamento e a capacitação profissional são fundamentais para os profissionais da área da saúde, especialmente técnicos e tecnólogos em radiologia, que a partir de agora contam com o mais recente lançamento da Difusão Editora, Fundamentos de Radiologia e Imagem, assinado por Arnaldo Prata Mourão e Fernando Amaral de Oliveira.

Com linguagem clara, a obra é destinada não só a técnicos e tecnólogos em radiologia, mas também a estudantes, fisioterapeutas, biomédicos, odontólogos e engenheiros hospitalares. Trata-se de um material com informações técnicas que auxiliam na rotina do profissional. Os autores abordam temas que otimizam a aquisição de imagens diagnósticas, mantendo a qualidade do processo, desde a demanda do exame até a geração do laudo, além de informações sobre o histórico dos aparelhos e a importância da proteção radiológica tanto para o profissional quanto para o paciente.

A obra está dividida em 10 capítulos, que abordam temas como: a física das radiações e suas interações com os sistemas biológicos; exames de radiologia convencional: mamografia e fluoroscopia - captação de imagens sequenciadas; métodos de imagem tomográficos: tomografia computadorizada, ressonância magnética e ultrassonografia; densintometria óssea; medicina nuclear - que corresponde à ingestão de contraste para a realização de exames; e radioterapia.

Fonte de consulta para os profissionais, o livro é fartamente ilustrado com imagens a respeito de bases anatômicas e incidências, ilustrações radiológicas e fotografias das posições realizadas na rotina do profissional. Ao final de cada capítulo, o autor oferece um questionário para o leitor avaliar seu grau de entendimento sobre o assunto.

Sobre os autores
Arnaldo Prata Mourão é doutor em Ciência e Técnicas Nucleares, mestre em Engenharia Elétrica, especialista em Engenharia Biomédica, Instalações Hospitalares e Ensino de Matemática e Professor do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFETMG).

Fernando Amaral de Oliveira é mestre em Estresse e Trabalho Médico, especialista em Diagnóstico por Imagem, Ginecologia e Obstetrícia, Professor do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET-MG) e Médico da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte e do Centro Mineiro de Radiologia.

Sobre a Difusão
Especializada na publicação de livros para as áreas de Comunicação e Saúde, a Difusão Editora atua no mercado há mais de 30 anos, valorizando o autor nacional e respaldada pelo trinômio ética, qualidade e responsabilidade. Seu público-alvo é composto principalmente por professores, pesquisadores, estudantes, profissionais e executivos que encontram à sua disposição publicações voltadas para negócios. Atende livrarias de diferentes estados brasileiros e fornece material didático para mais de 400 instituições. A área de Saúde está fundamentada nas raízes da editora, que publica títulos em diferentes áreas como Enfermagem, Radiologia, Segurança e Saúde do Trabalhador e Saúde Geral. A Difusão é também representante da Thieme Medical Publishers no Brasil, uma das maiores editoras internacionais de livros na área de Saúde.
*
*
*
Publicidade:
Produtos e preços sujeitos à alteração de acordo com disponibilidade no estoque

NAS AREIAS DO TEMPO

Na segunda aventura da série Ulysses Moore,
Jason Julia e Rick se aventuram nas dunas do Egito Antigo

Na aventura anterior os leitores conheceram os gêmeos Jason e Julia que, com a ajuda de um espevitado garoto, Rick, desbravaram a mansão de Vila Argo, lugar de muitos segredos. Em Ulysses Moore — A loja dos mapas esquecidos, lançamento do selo Jovem da Editora Prumo, os três amigos vão se deparar novamente com situações-limite que prenderão a atenção do começo ao fim.

A aventura continua exatamente após o término do primeiro livro: depois de desvendarem vários segredos os três descobrem um antigo navio, o Métis, escondido em uma gruta subterrânea. Ao explorarem o interior da embarcação, os jovens vão parar no Antigo Egito inexplicavelmente, palco das novas aventuras.

Quando Julia acidentalmente volta para o presente e Jason e Rick ficam presos no passado, os três precisam trabalhar em equipe para descobrir uma forma de reverter a situação. Após consultar Nestor, o misterioso jardineiro da mansão, a garota descobre que seus amigos só conseguirão voltar para o presente se conseguirem o lendário “Mapa Esquecido”, que, como o nome sugere, está perdido em algum lugar entre as dunas do deserto.

Em Ulysses More – A loja dos mapas esquecidos, a ação é incessante: os jovens enfrentam uma série de desafios físicos e mentais, aprendem a lidar com um complicadíssimo sistema de contagem do tempo e com a mágica e perigosa mitologia egípcia, além de enfrentarem armadilhas armadas deixadas por seus inimigos. As ilustrações dão um charme especial à obra e fazem com que o leitor mergulhe nesse universo fantástico. Portanto empunhe sua bússola e pegue seu mapa: não vá ficar perdido nas areias do tempo!

SOBRE A SÉRIE:
Adaptada pelo italiano Pierdomenico Baccalario, a série Ulysses Moore foi traduzida para diversas línguas e destaca-se por possuir uma narrativa leve, prazerosa e envolvente. O autor vai recheando a história com muito suspense, enquanto que familiariza os leitores com a trama e as personagens.


FICHA TÉCNICA:
Título: Ulysses Moore – A loja dos mapas esquecidos
Adaptação: Pierdomenico Baccalario
Selo: Prumo Jovem
Formato: 21x24
Nº de Páginas: 232
Acabamento: Brochura
ISBN: 978-85-7927-004-8
Preço: R$ 29,90

*
*
*
Publicidade:
Produtos e preços sujeitos à alteração de acordo com disponibilidade no estoque

Companhia Editora Nacional vai lançar a biografia do AC/DC

Banda se apresenta no Brasil dia 27 de novembro em São Paulo com os ingressos esgotados

A Companhia Editora Nacional prepara para final de novembro o lançamento no Brasil do livro A história do AC/DC - Let there be rock. A obra é escrita pela jornalista Susan Masino, que conheceu a banda durante a turnê de 1977. Ao longo dos anos, ela permaneceu em contato com eles e viu de perto o AC/DC chegar ao estrelato internacional.
O livro traça a história da banda, desde seus primórdios, em Sydney, Austrália, no início dos anos 1970, além de detalhes como a trágica morte do vocalista Bom Scott, em 1980. A autora também conta em detalhes como foi a escolha do novo front man, Brian Johnson, e os bastidores do álbum divisor de águas da história do rock, Black in Black, apontado pela RIAA (Recording Industry Association of America), orgão que controla o mercado fonográfico norte-americano, como o 2º álbum mais vendido da história.

Livro: A história do AC/DC - Let there be rock
Autora: Susan Masino
Páginas: não definido
Preço: R$ não definido
Editora: Companhia Editora Nacional

*
*
*
Publicidade:
Produtos e preços sujeitos à alteração de acordo com disponibilidade no estoque

Rodolfo Guttilla lança livro 'Boa Companhia Haicai'

Literatura / Debate / Noite de autógrafos

No dia 28 de outubro o antropólogo e poeta Rodolfo Witzig Guttilla lança o livro 'Boa Companhia Haicai' e media debate para discutir a presença do haicai no Brasil

Lançamento acontece dia 28, quarta-feira, às 19h, na Livraria da Vila da Alameda Lorena. Rodolfo Guttilla vai mediar um debate que terá as presenças de Alice Ruiz, Olga Savary e Carlos Vogt - autores presentes no livro organizado pelo poeta e antropólogo e editado pela Edit ora Companhia das Letras. A sessão de autógrafos está marcada para 20h30.


Com 192 páginas, o livro organizado pelo poeta e antropólogo Rodolfo Witzig Guttilla reúne escritores de diversas gerações e tendências que praticam ou praticaram o haicai no Brasil. Entre os autores que adotaram o poema de origem japonesa, encontram-se desde Érico Veríssimo, Millôr Fernandes, Alice Ruiz e Olga Savary a Oswald de Andrade, Carlos Drummond de Andrade e Monteiro Lobato.

O melhor do livro está nos próprios poemas que integram esta primorosa antologia. Não faltam traduções das famosas peças de haijins (praticantes clássicos do haicai) clássicos, como Matusó Bashô (1644-94) e Kobayashi Issa (1763-1827), que decodificaram e dissemiram a arte pelo Japão.


O autor

Nascido em 1962, em São Paulo, Rodolfo Witzig Guttilla é formado em Comunicação Social e em Ciências Sociais. Com bolsa da Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), tornou-se mestre em Antropologia, em 1993, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, defendendo tese sobre o catolicismo popular. Foi repórter, editor e professor. Há 15 anos atua no campo da comunicação e do marketing, principalmente em empresas de bens de consumo. Em meados da década de 80, publicou, por conta própria, dois livros de poemas: "Sopa de Letras" (1984) e "Apenas" (1986) - que, para mercê do autor, permanecem fora do alcance de leitores. Possui poemas em três coletâneas: "100 haicaístas brasileiros" (Massao Ohno/Fundação Brasil Japão, 1990); "Qu4rta-feira, coletânea de prosa e verso" (Escrituras, 2003) e "Roteiro da poesia brasileira, década de 80" (Global Editora, no prelo). Em 2005, publicou "Uns & Outros Poemas" (adotado pelo Programa Nacional de Bibliotecas Escolares), e, no ano seguinte, "A Casa do Santo & o Santo de Casa" (adotado pelo programa "Fome de Leitura", da Biblioteca Nacional), ambos pela Editora Landy. Foi um dos fundadores do Grêmio de Haicai Ipê, em 1987. Há mais de 25 anos, estuda a aclimatação do haicai no Brasil, publicando artigos e resenhas em veículos de circulação nacional.

Boa Companhia Haicai
Capa: Jeff Fisher
Editora: Companhia das Letras
192 pp.
13,5 x 21 cm
Tiragem: 5000 ex.
R$ 32,50
ISBN e código de barras:
978-85-359-1537-2

Serviço

LANÇAMENTO LIVRO 'BOA COMPANHIA HAICAI' - de Rodolfo Witzig Guttilla
Data: quarta-feira, 28 de outubro
Horários
DEBATE - 19 horas, com Alice Ruiz, Olga Savary e Carlos Vogt
SESSÃO DE AUTÓGRAFOS - 20h30
Local: Livraria da Vila
Endereço: Alameda Lorena, 1731
Mais informações: (11) 3062-1063

Antologia de Poesias e Poemas


Foi lançado hoje o livro Antologia de Poesias e Poemas, escrita por diversos autores de várias partes do Brasil.

A Antologia de Poesias e Poemas foi editada pela Madio Editorial e escrita pelos seguintes autores: Cassiano Vinícius Pereira(SP), Clarisse Faria (RJ), Donizett(GO), Eliseu P. de Souza(Americana/SP), Emmanuelle por Emmanuelle (SP), Fernando Brum(RJ), Janaína Oliveira(Salvador/BA), Jorge Campos(Belém/PA), Lenine Pimentel (Carapicuíba/SP), Marridiaz (Manaus/AM), Nita Mota (GO), Paulinho Dhi Andrade(SP), Paulo A. C. Vasconcelos (SP), Pedro do amor (Brasilia/DF), Shepa (SP), Simone Marck (Sorocaba/SP), Thais Fernanda Bernardini (Amparo/SP) e Zodja Pereira(SP).

O livro reúne riquezas de diversos autores que se juntaram para mostrar ao público, toda sua arte expressa em palavras: "- Quando se é criança, a mãe diz: come tudo para crescer e ficar forte. O mesmo acontece com aquele verso que começa a se formar na mente, mas que precisa ser alimentado pela inspiração que vem do fundo da alma para "crescer e ficar forte" - virar POESIA. Sim, porque a mera reunião de linhas melódicas ou rimadas não faz de um poema poesia; poesia é o atributo dos bons versos, dos que despertam o sentimento do belo, dos que provocam profunda reflexão com aparente singeleza" - comenta um dos autores do livro, Guilherme Laurito Summa (Shepa).
E como diz Fernando Pessoa: "O poeta é um fingidor. Finge tão completamente que chega a fingir que é dor a dor que deveras sente" e essa antologia reúne alguns fingidores que não temem essa difícil empreitada e perseguem a fugidia e sublime poesia desde o despertar da consciência.
"A idéia da editora em lançar uma antologia, foi dar oportunidade a novos autores em publicar algumas de suas obras, embora alguns deles já possuem livros editados, além de também, capturar vários estilos de poesias e poetas de diversos estados do Brasil, mostrando assim, nossa grandeza cultural"- comenta Cecília Madio, diretora.

Sobre a Editora

A MADIO EDITORIAL chegou ao mercado brasileiro com propostas inovadoras, aliando conhecimento, qualidade e tecnologia. Trabalho que resulta em uma leitura confiável, agradável e de qualidade.

Atende autores com edição e impressão de livros sob demanda, publicação de novos títulos no formato independente que são livros cuja publicação é custeada pelo próprio autor ou por terceiros, como patrocinadores.

O livro Antologia de Poesias e Poemas já é o 4° publicado pela editora que também oferece assessoria editorial, onde auxilia o cliente/autor com informações e identificação sobre o formato, tamanho, número de páginas, ilustrações, imagens, tabelas, projeto gráfico e outros, além de todo o suporte legal necessário, como ISBN, Ficha Catalográfica, Depósito Legal e Registro de Direito Autoral.


*
*
*
Publicidade:
Produtos e preços sujeitos à alteração de acordo com disponibilidade no estoque

Seriado House e discutido em livro


A filosofia em House
Um grupo de filósofos analisa a ética e a moral do personagem da série mais comentada da TV



Um médico que parte do princípio de que seus pacientes são mentirosos por natureza. Um profissional que enfrenta superiores e subordinados para atingir seus objetivos. Um personagem que conquista o público com seu humor mordaz e o descaso pelas convenções da medicina. E um grupo de filósofos que encara o grande desafio de entender como funciona a mente do protagonista mais polemico da televisão: A filosofia em House responde com simplicidade e bom humor às questões que intrigam os expectadores de uma das séries de TV mais aclamadas pelo público e pela crítica. A filosofia em House acaba de sair da gráfica da Ed. BestSeller (www.record.com.br) e chega às livrarias na próxima semana.

A filosofia em House
Entenda a mente do personagem mais controverso da TV (La filosofia Del Dr. House)
BLITRIS: M. Cristina Amoretti, Daniele Porello; Simone Regazzoni e Chiara Testino.
Tradução de Bianca Bold, Eliseanne Nopper e Andrea Ciacchi
192 páginas / 14x21 cm
R$ 24,90
Grupo Editorial Record – Ed. BestSeller



Dr. Gregory House, protagonista de uma das séries de TV de maior sucesso dos últimos tempos, é um personagem controverso e, justamente por isso, fascina milhares de telespectadores no mundo todo. Dr. House surpreende, transgride as regras da medicina tradicional e é famoso pela forma peculiar de desvendar as doenças e suas causas e curas. É um herói às avessas que não agrada a todos, mas sempre instiga a curiosidade alheia e ignora a ética usando vários ardis para realizar o verdadeiro propósito da medicina: salvar vidas.

Afinal, como funciona a mente do Dr. House? De que maneira ele distingue o que é certo do que é errado? Como raciocina? Descobrir a resposta para questões como essas é a meta de Blitris, grupo de filósofos italianos, autores de A filosofia em House, que se reuniu para esclarecer temas complexos como ética e lógica, a partir da análise de uma das séries mais populares da TV, desfazendo o mito do discurso filosófico incompreensível.

Para o Dr. Gregory House, cada doença é um novo e intrigante quebra-cabeça a ser resolvido com argúcia e inteligência. Para os autores de A filosofia em House, o desafio é o próprio médico. Como consegue adivinhar o diagnóstico? Ele julga estar acima do bem e do mal? O que torna esse personagem tão fascinante? Este livro, com um texto acessível e bem-humorado, demonstra que a filosofia não precisa ser assunto apenas de acadêmicos. Praticá-la pode ser, acima de tudo, apaixonante e divertido.

BLITRIS é o nome de um grupo filosofico fundado em 2007. Do grego blityri, indica uma palavra sem significado, um som puro que se assemelha ao de um instrumento de corda. Este é o primeiro livro do grupo formado por
- M. Cristina Amoretti, especialista em epistemologia, tem Ph.D. em filosofia pela Università di Genova.
- Daniele Porello doutorou-se pela Università di Genova, desenvolve estudos sobre lógica, metafísica e lingüística.
- Chiara Testino é Ph.D. em filosofia pela Università di Genova e trabalha com filosofia moral e filosofia política.
- Simone Regazzoni recebeu seu doutorado em filosofia pela Università di Genova e Paris VIII Vincennes SaintDenis, e especializou-se em estética e filosofia política. Simone também escreveu A filosofia de Lost, publicado pela Ed. BestSeller.
*
*
*
Publicidade:
Produtos e preços sujeitos à alteração de acordo com disponibilidade no estoque